sexta-feira, 3 de dezembro de 2021 - 03:44 h

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Dois são baleados por PMs após reagirem a abordagem em Barra Mansa

Dois são baleados por PMs após reagirem a abordagem em Barra Mansa

Matéria publicada em 28 de março de 2016, 10:26 horas

 


Comandante do 28º BPM diz que, a princípio, policiais agiram em legítima defesa mas que caso será investigado

Barra Mansa – Um homem e um adolescente foram baleados por policiais militares no final de semana após reagirem às abordagens. O primeiro caso aconteceu na noite de sábado (26), quando um jovem de 16 anos foi atingido em uma das pernas por um sargento da PM, na Rua Melvin Jones, no bairro Vila Orlandélia. O segundo ocorreu no domingo (27), na Rua Olavo Bilac, no bairro Nova Esperança, e a vítima dos disparos dos policiais foi um homem de 59 anos. A princípio os casos se tratam de legítima defesa mas serão investigados pelo comando da Polícia Militar.

Tanto o homem quanto o adolescente foram encaminhados para a Santa Casa de Misericórdia, onde até o fechamento desta edição permaneciam internados sob custódia da PM.
Segundo a polícia, o adolescente teria sido abordado por agentes e então sacou uma arma. O PM reagiu atirando e o disparo acertou uma das pernas. Mesmo ferido, o adolescente conseguiu fugir mas acabou alcançado. Um revólver calibre 38 com quatro munições foi apreendido com o menor. De acordo com a PM, o jovem já tem anotações criminais por roubo, tráfico de drogas e homicídio.

Já na manhã de domingo, agentes foram até o bairro Nova Esperança averiguar uma denúncia de disparos de arma de fogo, quando avistaram um homem de 59 anos numa bicicleta. Os policiais disseram que mesmo eles se identificando, o suspeito não atendeu à ordem de se deitar no chão e sacou uma arma. Por essa ação, um dos PMs atirou e baleou o suspeito no peito.

A arma usada pelo homem, um revólver calibre 32 com duas munições intactas e uma deflagrada, foi apreendido. A numeração da arma estava raspada.

Investigação

O comandante do 28º Batalhão da PM (Volta Redonda), coronel César Augusto de Souza, disse que, a princípio, os dois PMs agiram em legítima defesa, mas que o caso será investigado.
– A princípio, tudo indica que os dois policiais militares agiram em legítima defesa, mesmo assim, foi instaurado um procedimento no 28º BPM (Batalhão da Polícia Militar) para apurar as duas ocorrências. Sobre as duas pessoas que foram feridas, elas são acusadas de cometerem um crime militar, porque os PMs estavam em serviço e representando o Estado quando ocorreram os dois episódios – informou o coronel.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. ARMA NÃO É PRA ESTAR NAS MÃOS DE QUEM NÃO É POLICIAL. SE ESTAVA ARMADO, BOA COISA NÃO É…O CARA COM 16 ANOS E JÁ TEM UM HOMICÍDIO?…E SE ELE MATA O POLICIAL?

  2. Ainda precisa abrir procedimento pra apurar? Depois criticam os caras. Não adianta criticar se não dar condição pra trabalhar

  3. Um “di menor” com 16 anos e já tem anotações criminais por roubo, tráfico de drogas e homicídio, mas tá soltinho na rua. Agora tentou balear um PM…
    Sangue bom, né? Esse tem um futuro brilhante pela frente!!!

  4. Se tava armado boa coisa nao e;

Untitled Document