terça-feira, 19 de outubro de 2021 - 02:47 h

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Homem é preso por caça ilegal em Barra Mansa

Homem é preso por caça ilegal em Barra Mansa

Matéria publicada em 4 de abril de 2016, 10:54 horas

 


Barra Mansa – A Guarda Ambiental prendeu no domingo (3) um homem de 45 anos por caça ilegal na Estrada da Canja, no bairro Vila Principal. De acordo com a guarda foram encontrados 18 pombas e 17 rolinhas mortas no local. Os agentes chegaram até o suspeito através de denúncia anônima de moradores que ouviam disparos de arma de fogo. A guarda apreendeu uma espingarda calibre 32 e 18 cartuchos. O homem foi encaminhado à 90ª DP, onde o caso foi registrado.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. DV: FAVOR COMPLETAR A REPORTAGEM, QUAL O NOME DO SUJEITO?????

  2. uma coisa não justifica a outra, as pessoas não tem consciencia ainda que caçar animais é crime, mas matar pombo é uma contribuição,
    só serve para sujar e trazer doenças

  3. Se fosse tráfico de drogas era só dar um arrego pros policiais que nao dava nem cadeia. Mas caça de animais é bem mais grave e gera mais criminalidade e violência na população, isso aí policiais e guardas de Barra Mansa e região, estão de parabéns, trabalhando direitinho. SÓ QUE NÃO!

    • Apesar das inúmeras publicações e reportagens abordando a gravidade de atos como o desse “caçador”, algumas pessoas simples ainda parecem ignorar possíveis consequências a médio e longo prazos da caça ilegal: extinção de espécies, desequilíbrio irreversível da cadeia alimentar, proliferação de espécies patogênicas pelo fim de seus predadores naturais. Agressões à Natureza como essa são ilegais e desaguam em ônus terríveis para as gerações vindouras.

  4. Trafico de animais; caça da uma cadeia pesada; agora se mata um pai de familia e vai preso hoje e sai na semana que vem; sāo as leis do nosso pais.
    ĺ

  5. Bandido de verdade ninguém prende, a polícia tá mais preocupada com interesses sócio econômicos e políticos enquanto tem um monte de marginal assaltando a cidade.

Untitled Document