>
domingo, 7 de agosto de 2022 - 19:50 h

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Justiça decreta prisão de interno suspeito de morte no Degase

Justiça decreta prisão de interno suspeito de morte no Degase

Matéria publicada em 8 de maio de 2015, 18:41 horas

 


Por já ser maior de idade, ele será transferido do centro de socioeducação para a antiga Casa de Custódia

Investigação: Armond disse que o jovem chegou a negar participação no homicídio mas outros internos confirmaram (Foto:Arquivo)

Investigação: Armond disse que o jovem chegou a negar participação no homicídio mas outros internos confirmaram
(Foto:Arquivo)

Volta Redonda

O juiz da 1ª Vara Criminal de Volta Redonda, Guilherme Martins, decretou por solicitação do delegado titular da 93ª DP (Volta Redonda), Luís Maurício Armond, a prisão preventiva de um dos internos suspeitos de participar do assassinato de um adolescente de 14 anos dentro do Degase (Departamento Geral de Ações Socieducativas). Agora, o rapaz, que já completou 18 anos, será transferido do centro de socieducação para a antiga Casa de Custódia de Volta Redonda – atual Cadeia Pública -, que também fica no bairro Roma.

– Com a decretação da prisão desse interno, por já ter 18 anos, ele será transferido do Degasse para a Cadeia Pública (antiga Casa de Custódia), onde ficará custodiado e passará a responder pelo crime de homicídio, agora na Vara Criminal junto com outros presos comuns – disse Armond.

O delegado já havia dito que dois internos, um de 16 e outro de 17 anos, confessaram na quarta-feira, dia do crime, ter estrangulado a vítima em um dos alojamentos da unidade. Eles teriam alegado que mataram o jovem porque teriam descoberto que ele estuprou uma criança – informação que foi negada por parentes da vítima, que afirmaram que o menor cumpria medida socioeducativa por fato análogo ao tráfico de drogas.

Armond contou que na quarta-feira, o suspeito foi levado para a delegacia junto com os dois menores que teriam confessado o crime e negou qualquer participação no crime, por isso, ele foi liberado. No entanto, no dia seguinte ele ouviu o depoimento de outros nove internos, onde todos apontaram o rapaz de 18 anos como um dos que participaram no assassinato do adolescente.

O maior de idade foi indiciado por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, asfixia e recurso que impossibilitou a defesa da vítima, já que se aproveitaram do fato da vítima tomar remédio controlado).

Ainda de acordo com o delegado, o suspeito detido cumpria medida socioeducativa no Degase por roubo, onde ficou determinado que ele ficasse por três anos de onde sairia quando completasse esse tempo. Já os menores que confessaram participação no crime continuarão no Degase até completarem o período de internação estipulado pela Justiça.

A Corregedoria da Polícia Civil também investiga a morte do interno. Por isso, o órgão poderá requisitar à unidade do Degase de Volta Redonda as imagens gravadas pelas câmeras de monitoramento que ficam instaladas nos corredores e nas áreas abertas para controle de fluxo.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. ÊTA POVINHO desprovido de discernimento

    Saiu de uma escola de primeiro grau do crime para ir para uma universidade do crime.

    Os eleitores que apoiam corruptos de colarinho branco no congresso ou nos governos não perdoam o mesmo ladrão, mas de galinha.

  2. Ou seja, os assassinos menores de 18 anos serão liberados daqui a pouco na sociedade para matarem mais pessoas…

Untitled Document