terça-feira, 17 de setembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Mais um caminhoneiro é flagrado desrespeitando a ‘Lei do Descanso’ na Dutra

Mais um caminhoneiro é flagrado desrespeitando a ‘Lei do Descanso’ na Dutra

Matéria publicada em 12 de setembro de 2019, 13:07 horas

 


Flagrante foi no km 287, nesta manhã, próximo ao posto da PRF de Floriano, em Barra Mansa

Barra Mansa – A Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou mais um caminhoneiro, que estava desrespeitando a lei do descanso, na Via Dutra, nesta semana. Flagrante foi no km 287, por volta das 10h50, próximo ao posto da PRF de Floriano, distrito de Barra Mansa.

Policiais abordaram um caminhão da marca Mercedes Benz/L2213, com placas da Bahia, que planejava entregar a carga para São José dos Campos, interior de São Paulo.

Ao verificar o tacógrafo, dispositivo que monitora tempo de uso, distância e velocidade de veículos, constatou que o motorista iniciou a viagem por volta das 05h, de quarta-feira (11) e só parou para descansar às 00h30, desta quinta-feira (12).

O motorista descansou apenas quatro horas e meia, sendo que deveria descansar pelo menos por oito horas interruptas por exigência da Resolução 525/15 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), na “Lei dos Descanso”.

Os agentes multaram o motorista por desobedecer a lei e terá o veículo retiro por 11 horas, conforme determina a lei.

Outro flagrante

Um homem foi flagrado por agentes da PRF, na tarde do último domingo (08) , no km 227 da Dutra, sentido Rio, no início da descida da Serra das Araras, em Piraí.

O motorista havia iniciado a viajem às 15h deste sábado (07), dirigindo por 11 horas ininterruptas, parando por apenas 1h e prosseguido a viagem.

O veículo também foi retiro por 11h, no Posto da PRF, e o motorista foi multado.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    Aqueles dirigentes da CNA, da CNI, à ministra da agricultura o ministro da infra-estrutura que insistem em querer acabar com à tabela para o cálculo do “piso minimo” de frete e acham que o transportador rodoviário autônomo de cargas não precisa receber o valor do frete de maneira dentro da lei do piso minimo, deveriam saber que esse motorista flagrado dirigindo por horas sem descanso, o faz justamente pelo fato de que o frete que recebe para fazer à viagem ser insuficiente, se arrisca para entregar à carga no menor tempo possível, devido justamente pelo do valor estar fora do que seria razoável.
    Então, assim como à fiscalização é eficiente e pune o motorista, à fiscalização pelo cumprimento do piso mínimo de frete também deveria assim funcionar. Triste realidade!

  2. Avatar

    Eita que os boletos chega, então tem que acelerar. Família em casa aguardando retorno, mesmo arriscado própria vida. Ate´porque profissionais não tem: auxilio moradia, gravata, paletó,sapatos, estadias em hotel(par nada) alimentação , refeição, etc…. “Que rei sou eu”????????

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document