domingo, 21 de julho de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Plantão da redação / Megaoperação prende 65 acusados de agredir mulheres

Megaoperação prende 65 acusados de agredir mulheres

Matéria publicada em 8 de agosto de 2015, 13:00 horas

 


DEAMs de Angra dos Reis e Volta Redonda participaram da ação que tinha como objetivo cumprir 82 mandados de prisão

Delegadas das Deam's participaram da ação que cumpriu mandados de prisão em todo o estado do Rio (Foto: Divulgação)

Delegadas das Deam’s participaram da ação que cumpriu mandados de prisão em todo o estado do Rio (Foto: Divulgação)

Rio – Cento e vinte policiais de 14 Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher (DEAMs) de todo o estado participaram nesta sexta-feira (7) de uma megaoperação para cumprir mandados de prisão contra acusados de violência doméstica e sexual contra mulheres. Batizada de “Elas por Elas”, a ação aconteceu exatamente no dia em que a Lei Maria da Penha completou nove anos de criação. Até a publicação desta reportagem, 65 pessoas já haviam sido presas, dos 82 mandados de prisão expedidos pela Justiça. Na região, as delegacias de Angra dos Reis e Volta Redonda participaram da investida.
Em Angra dos Reis foram 11 presos, todos por violência doméstica. Segundo a delegada da DEAM da cidade, Tatiana Queiroz, a polícia espera cumprir mais mandados ao longo deste mês de agosto.
Tatiana lembrou que apesar de existir uma lei que ampare às vítimas, as denúncias ainda são escassas e isso acaba dificultando o trabalho da polícia.
– A lei obteve aumento em sua pena, colocando assim severidade ao crime, mas infelizmente as vítimas dessa violência, pela omissão, não cooperam para que esse tipo de crime seja punido, os agressores presos e elas amparadas pelos programas de proteção e recuperação da autoestima – disse, emendando: “É importante sustentar que a lei só será aplicada se a vítima denunciar os abusos sofridos para que se repare por meio dos instrumentos protetivos, a sua reestruturação emocional e bem estar no lar”.
Já a diretora da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher (DPAM), Márcia Noeli, explicou que a ação ocorre em todo o estado para lembrar a data da criação da lei e conscientizar as mulheres da importância de denunciar os crimes.
– Nós fazemos operações como essa para prender vários autores de violência doméstica e sexual mostrando para a sociedade e para as mulheres vítimas que elas devem ir à delegacia denunciar seus algozes e confiar no trabalho da polícia. E para os autores que a resposta será sempre essa: a prisão – enfatizou a diretora.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. Avatar

    HORA DA CORRERIA, A CADEIA JÁ ESTÁ CHEIA E DE REPENTE ACOLHE MAIS ALGUNS.

  2. Avatar

    E quanto a várias mulheres que vivem agredindo homens doentes e incapazes em casa e tomando o dinheiro deles pra tomar chopinho com as amigas. Isso é o que mais tem em Volta Redonda e se voce for denunciar eles ti mandam entrar na justiça pra voce acabar de perder o que tem pra elas e virar mendigo de vez.

  3. Avatar

    Isso mesmo ,prendrer esses covardes, homem que bate em mulher nao é chegado…

  4. Avatar

    Hipocrisia, tenta ir na DEAM de VR registrar uma ocorrência a mulher por pouco não fica presa, é totalmente desaconselhada a registrar ocorrência….

  5. Avatar

    mulher tem que ser tratada igual uma rosa com todo amor e carinho ,quem bate em mulher nao é homem de verdade . se sua mule trai separa dela e parte pra outra ,se alguem pegar a sua, pega a de outro, e assim por diante ….se ela ta te traindo nao precisa bater arruma uma amante tambem que chifre trocado nao doi recado pros corno de plantao essa é a dica nao bata retribua com amor .

Untitled Document