quarta-feira, 20 de outubro de 2021 - 06:44 h

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Operação na Dutra apreende mais de uma tonelada de produtos sem nota fiscal

Operação na Dutra apreende mais de uma tonelada de produtos sem nota fiscal

Matéria publicada em 12 de maio de 2016, 22:07 horas

 


Roupas, relógios e eletrônicos com indícios de falsificação, avaliados em R$ 400 mil foram recolhidos no Posto de Nhangapi, em Itatiaia

Fiscalização: Com o auxílio de cães farejadores, agentes abordaram um total de 15 ônibus e 10 caminhões (Foto: Divulgação/Cedida pela Operação Barreira Fiscal)

Fiscalização: Com o auxílio de cães farejadores, agentes abordaram um total de 15 ônibus e 10 caminhões (Foto: Divulgação/Cedida pela Operação Barreira Fiscal)

Itatiaia – Agentes da Operação Barreira Fiscal realizaram na última terça, dia 10, e quarta-feira, dia 11, na Via Dutra, em Itatiaia, a Operação Novo Tempo III, em parceria com a Receita Federal e a Secretaria de Estado de Fazenda. A ação, que foi realizada no Posto de Nhangapi, contou com o auxílio de cães farejadores e abordou um total de 15 ônibus e 10 caminhões. Ao todo, 1,3 tonelada de produtos com indícios de falsificação e sem documentação fiscal foram apreendidos.

As mercadorias estavam sendo transportadas em seis ônibus vindos da Feirinha do Brás, em São Paulo, com destino a Campos dos Goytacazes (RJ), Petrópolis (RJ), Rio de Janeiro (RJ), Volta Redonda e Vitória da Conquista, na Bahia.
Foram apreendidos 69 volumes de produtos de vestuários (camisas, calças, casacos, tênis, bonés, chinelos e shorts), relógios e eletrônicos (joysticks, cabos usb, receptores de cabo bluetooth, fones de ouvido, carregadores de celular, pen drives, CDs virgens, cabos de força, calculadoras, carregadores de isqueiro, barbeadores elétricos, rádios transmissores, teclados, caixas de som, MP3, cartões memória e celulares).
Todo material apreendido foi encaminhado para o depósito da Receita Federal, no bairro do Caju, no Rio de Janeiro. Elas foram avaliadas em cerca de R$ 400 mil.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

11 comentários

  1. lins o garotão cunhado da crivela

    Meu Deus quanta ignorância, como tem pessoas mal informadas, devem ser aliados do campista aquele que com seu comparsa um deles barramansense amigo do cunha, sabem quem é né ? já foi chefe de orgão, mandava e desmandava, aquele tempo dos combustíveis adulterados, estão sumidos da mídia desde 2006, só aparecem nas campanhas eleitorais, as vezes aparecem com programa na tv distribuindo brindes… kkkk o gente ! acoooorda, dilma já foi, lula tá indo, falta alguns e uma turma que usa os fiéis para proveito próprio… r

  2. Mercadoria ilegal, transportada sem nota fiscal, tem mais é que ser apreendida. Não entendo essas pessoas que defendem essas práticas ilícitas e depois reclamam da corrupção: são ridículas.

  3. Então para de comprar porcaria e compra o original com nota fiscal. Porque não vai no Brás e aprende tudo… Não entendo…. os cães são tão bom que detectam até original e falsificado. Todo que foi apreendido só era de pessoas de baixa renda, que seria vendido para outras pessoas de baixa renda que estavam BUSCANDO TRABALHAR>>> já viu camelo rico??? E rico comprando em camelô??? Os cara só estavam buscando complementar renda TRABALHANDO!!!! vendendo porcaria. se não quer não compre…. agora se não pode pagar por um original as vezes um de qualidade inferior te satisfaça. Querem que deixem de trabalhar e comecem a furtar para conseguir comer!!!!!!!!! O povo hipócrita … fala dos políticos mas querem levar vantagem em tudo. Quer pagar barato sem imposto e quer qualidade…

    • Ordem e Progresso

      O bandido que assalta, só faz isso porque é um coitadinho também e precisa sobreviver…
      Quer dizer que se for pobre a contravenção está liberada? Pode contrabandear, traficar, roubar…?
      Ridículo seu comentário, coisa de brasileiro petista!

    • Parabéns pelo perfeito comentário Ordem e Progresso!!! Ficar indignado com a corrupção dos políticos e apadrinhados é fácil!!

      Se levarmos em conta o comentário do “rafa”… daqui a pouco estaremos numa terra sem lei.

      Sem falar que por trás disso tudo existe uma enorme quadrilha que trafica sabe-se lá o que… e quantos inocentes não deve ter perdido suas vidas… para que a “pessoa de baixa renda e que venderia para outras pessoas de baixa renda que estão BUSCANDO TRABALHAR”..

      Que mal há nisso, né?

    • Ridículo é O seu ordem e progresso. Vender mercadorias. Ñ E tráfico. Vc ñ deve nem ter Deus no coração. Tem pessoas q depende disso pra viver. Pq ñ vão em São pauĺo e fechar tudo la.

  4. Tem que multar e apreender, pois as mercadorias são de péssimas qualidades, falsificações grotescas, roupas de macas que quando vc lava pela 1ª vez desbota, aparelhos de celular que não funcionam, travam. até torneiras que eles vendem não valem nada, comprei uma e quando fui instalar quebrou. Parabéns ao pessoal da barreira, tinham que visitar nossa região pra acabar com estes picaretas que vendem porcarias e também vim aqui em Amparo, o que passa de carretas estragando nosso Distrito não é brincadeira, até carreta de gasolina com risco de tombar e pegar fogo nas casas, passa o dia inteiro e madrugada a fora, por favor olhem por nós. obrigado

  5. Que beleza.

Untitled Document