segunda-feira, 12 de abril de 2021 - 15:43 h

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Polícia ambiental identifica empresa de reciclagem que operava sem as licenças devidas em Angra dos Reis

Polícia ambiental identifica empresa de reciclagem que operava sem as licenças devidas em Angra dos Reis

Matéria publicada em 1 de abril de 2021, 16:41 horas

 


Angra dos Reis – Uma denúncia de crime ambiental encaminhada pelo programa Linha Verde (0300 253 1177) do Disque Denúncia levou policiais militares a flagrarem, nesta quinta-feira (1º), uma empresa de reciclagem que operava sem as licenças devidas, no bairro da Ribeira, degradando uma área com cerca de 500 metros quadrados.

Após receberem a denúncia, os agentes da Unidade de Policiamento Ambiental do Parque Estadual da Juatinga se dirigiram à Rua Ilha Senhor do Bonfim, onde fizeram contato com um homem que se encontrava no estabelecimento. Ao ser questionado sobre a licença de operação necessária para reciclagem de sucatas e alumínio, o mesmo informou não a possuir, apresentando apenas um CNPJ, cujo endereço estaria em desconformidade com o local.

Dessa forma, segundo a equipe da 4ª UPAm, a reciclagem estaria em desacordo com o decreto 46.890 do Sistema Estadual de Licenciamento Ambiental e demais Procedimentos de Controle Ambiental (SELCA), além da resolução 52/2012 do Instituto Estadual do Ambiente e em desconformidade também com o artigo 60 da lei de crimes ambientais. Em função disso, o encarregado foi conduzido à 166ª DP, onde a ocorrência foi registrada.

O Linha Verde já recebeu desde o início do ano, 125 denúncias sobre crimes ambientais na cidade de Angra dos Reis e os assuntos mais denunciados têm sido: maus tratos contra animais (36), desmatamento florestal (27), extração irregular de árvores (24) e construção irregular (22).

Para continuar denunciando, a população pode ligar para o número 0300 253 1177 do Disque Denúncia (custo de ligação local), serviço conveniado à Prefeitura de Angra, ou utilizar o aplicativo para celulares “Disque Denúncia RJ”. Em todos os canais, o anonimato é garantido ao denunciante.

 

Ação foi possível em função de uma denúncia repassada ao Linha Verde (Foto: Divulgação)


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document