quinta-feira, 17 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Polícia Militar apreende 300 fuzis este ano

Polícia Militar apreende 300 fuzis este ano

Matéria publicada em 10 de dezembro de 2016, 14:10 horas

 


Segurança: Operações aconteceram entre janeiro e o início deste mês (Foto: André Gomes de Melo)

Segurança: Operações aconteceram entre janeiro e o início deste mês (Foto: André Gomes de Melo)

Rio – A Polícia Militar do Rio de Janeiro aprendeu este ano – de janeiro até o início deste mês – 300 fuzis em ações policiais. O fuzil de número 300 (modelo Colt 5,56) foi encontrado na última semana na comunidade do Barbante, na Ilha do Governador, pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). As maiores apreensões deste tipo de armamento foram realizadas pelo 41º BPM (Irajá), Bope e 9º BPM (Rocha Miranda). Entre os principais modelos encontrados estão AR15, AK47 e FAL 762. No ano passado, a PM apreendeu 296 fuzis.

– Este número mostra que temos trabalhado para retirar estas armas das mãos de criminosos. Os fuzis representam apenas 3% de todo o armamento encontrado no estado, porém acabam sendo um grande alvo de nossas operações, pela grande capacidade letal – afirmou o coordenador de Comunicação Social da corporação, major Ivan Blaz.

De acordo com o policial, 51% das apreensões de armamentos no estado acontecem em patrulhamentos de rotina, como nas blitzes.

– É importante que as pessoas compreendam a necessidade das abordagens policias. Nossas apreensões são exitosas, sobretudo, em abordagens a veículos e pessoas. Outro ponto interessante é que estes fuzis não são, em sua maioria, fabricados em território nacional. São produzidos na China e entram no Brasil pelo Paraguai – acrescentou Blaz.

Diversos portes

Entre janeiro e outubro deste ano, 7.444 armas de diversos portes saíram das ruas através de ações policiais. Segundo o Instituto de Segurança Pública (ISP), pistolas e revólveres são os armamentos mais apreendidos. Em outubro, das 715 armas apreendidas, 285 foram pistolas e 281, revólveres. No total, foi no interior que se recolheu o maior número de armamentos: 261, seguida pelas 247 apreensões na capital, as 155 na Baixada e as 52 na Grande Niterói.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    Revogação do estatuto do desarmamento já. Basta um simples 38 para já fazer o bandido pensar duas vezes em invadir um estabelecimento comercial. Pois uma única bala dessa já mata, e como eles são vagabundos, não vão na incerteza. O mesmo vale para evitar invasões de residências.

  2. Avatar

    SÓ AQUI EM ANGRA DOS REIS DEVEM TER MAIS OU MENOS ISSO TAMBÉM NA MÃO DESSES TRAFICANTES , MAIS NÃO SEI O QUE ESTA ACONTECENDO AQUI , POIS DEPOIS QUE ESSES VERMES SE INSTALARAM AQUI A POLICIA MILITAR NÃO ENTRAM MAIS NOS BAIRROS , SÓ DESFILAM DE CARRO NA RIO SANTOS DE DIA PORQUE SERÁ ? ALGUÉM PODE ME EXPLICAR —————————————————————————————————————————————————————————————-. JÁ IA ME ESQUECENDO , POIS O COMANDANTE DA POLICIA MILITAR DE ANGRA DOS REIS DISSE NO DIÁRIO DO VALE E JORNAL CIDADE QUE UMAS FOTOS DE UNS CARAS ARMADOS QUE ESTAVA NAS REDES , QUE SERIA ANTIGAS E QUE NÃO ERAM DAQUI E SIM DE TRAFICANTES DE CAXIAS E EM SEGUIDA DIZENDO QUE A POPULAÇÃO DE BEM E TURISTAS PODERIAM FICAREM TRANGÜÍLOS E QUE PODERIAM VIREM VISITAR A CIDADE . DAÍ EU DEIXO OUTRA PERGUNTA A AUDÁCIA DE INVADIREM O ESTALEIRO , ASSALTO EM SÉRIE NO CENTRO DE ANGRA E NOS BAIRROS , ARRASTÃO NA RIO SANTOS , VÁRIAS MOTOS E CARROS FURTADOS EM TODA A CIDADE , TRAFICANTES EXIBINDO ARMAS EM TODOS OS BAIRROS , CAIXA ELETRÔNICO INDO PELOS ARES NA VILA DA PETROBRAS , MERCADO DA JAPUIBA ANTIGO FLORESTA HOJE SUPER MARKET DO POSTO DE GASOLINA ; BOM VOU PARAR POR AQUI POIS SE VOU RELEMBRAR TODOS ESSA PAGINA NÃO VAI CABER… SERÁ QUE ESSE COMANDANTE É MAIS UM DESSES POLITICOS QUE QUEREM ENGANAR A TODOS ALGUÉM SABE ME RESPONDER.

  3. Avatar

    E conforme os defensores do desarmamento, todos comprados sem lojas com nota fiscal, tenha dó, eles afirmam que as armas que estão nas ruas são armas legais que foram furtadas nas residências.

Untitled Document