quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Plantão da redação / Prefeito discute com comandante planos de prevenção na área de segurança

Prefeito discute com comandante planos de prevenção na área de segurança

Matéria publicada em 21 de dezembro de 2017, 14:16 horas

 


Volta Redonda – O prefeito Samuca Silva recebeu na tarde de terça-feira (19) o novo comandante do 28º BPM (Batalhão da Polícia Militar), tenente-coronel Márcio Guimarães. Os dois debateram sobre futuros projetos voltados para a segurança pública com o foco na prevenção e na educação. No encontro, que aconteceu no Palácio 17 de Julho, o prefeito também deixou à disposição do novo comando a estrutura do município para o trabalho da tropa da Polícia Militar.

– A prevenção é o caminho para o melhorarmos os índices de violência do município e, para isso, a integração entre o poder público municipal e as forças policiais é fundamental, além do planejamento nas áreas de Educação, Esporte, Lazer e Cultura na comunidades de Volta Redonda – disse Samuca Silva, citando que a atual gestão está priorizando os trabalhos nos bairros periféricos de Volta Redonda.

Samuca Silva também contou que abriu um processo licitatório para a compra de catracas e câmeras de segurança para serem instaladas nas 103 unidades escolares do município. Márcio Guimarães tem a idéia de realizar um trabalho preventivo entre os estudantes indisciplinados da rede municipal, com programas esportivas dentro do batalhão.

– Fizemos esse trabalho em Três Rios e deu certo. Atualmente, junto com a prefeitura de lá, atendemos mais de 100 jovens com aulas de judô. Agora, o índice de violência escolar no município zerou – disse o comandante do 28º BPM. A proposta foi aceita pelo governo municipal.

Outro ponto abordado na reunião foi a integração da Patrulha Maria da Penha, desempenhada pela Guarda Municipal. O foco seria no amparo às mulheres agredidas e no aconselhamento dos agressores para que índice de reincidência caia em Volta Redonda. Atualmente, o percentual no Estado do Rio de Janeiro chega a mais de 60%.

– Volta Redonda tem uma secretaria voltada ao atendimento às mulheres, aos idosos e aos direitos humanos. A integração entre a rede municipal de Saúde, a Deam (Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher) da Polícia Civil e a Polícia Militar será a tônica do trabalho preventivo à reincidência -afirmou

Dados estatísticos

O coordenador de Segurança Pública de Volta Redonda, Carlos Carvalho, destacou a importância do levantamento estatístico para a elaboração do plano de segurança. Com os números levantados, o poder público pode fazer intervenções preventivas em locais onde há maiores índice de incidências de crimes.

– Precisamos de um trabalho intersetorial, com a participação de diversas secretarias como a de Infraestrutura; Esporte e Lazer; Cultura; Educação. Estamos iniciando esse levantamento estatístico para identificar as áreas mais vulneráveis da cidade – comentou Carlos Carvalho.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document