sexta-feira, 23 de outubro de 2020 - 20:55 h

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / PRF recupera carreta roubada na BR 393, em Barra do Piraí

PRF recupera carreta roubada na BR 393, em Barra do Piraí

Matéria publicada em 20 de dezembro de 2017, 16:57 horas

 


Barra do Piraí – Nesta quarta-feira (20), por volta de meio-dia, policiais rodoviários federais da Rodovia Lúcio Meira (BR 393), recuperaram uma carreta que fazia transporte de produto químico e teria sido roubada na terça-feira (19) no Km 219, próximo ao posto Massambara, em Vassouras.

O roubo teria ocorrido por volta das 22h, quando o motorista, de 44 anos, parou em um posto para ir ao banheiro. O veículo saiu de Camacari, na Bahia, com destino a Osasco (SP).

Segundo a PRF, quando o motorista retornava para o caminhão, foi abordado por dois homens em um veículo de passeio preto, não identificado, e armados, que cobriram sua cabeça com um pano impedindo sua visão. Logo após, mais dois homens se juntaram ao grupo. Todos encapuzados.

O motorista foi libertado por volta das 4h, em Jamapara, quando caminhou pela rodovia até se deparar com um carro de supervisão da Acciona, que conduziu o motorista, primeiramente, ao socorro médico e depois ao conhecimento da equipe PRF.

A carreta foi localizada por volta das 12h40 abandonada no pátio de um posto desativado no Km 268, em Dorândia, a partir da informação de outro caminhoneiro da mesma empresa que reconheceu o veículo roubado e imediatamente informou ao motorista e à PRF.

De acordo com os policiais, no local foi verificado que o tanque de transporte do produto estava vazio. A carga avaliada em R$ 156.000,00 roubada é de um produto chamado “MONOETINOGLICOL”, produto utilizado como base na fabricação de outros produtos industriais.

A carreta permanece sob a guarda da equipe PRF no posto Km 275, até o fim dos registros. O caso foi encaminhado para a 88ª DP.

Abandonado: Carga roubada foi avaliada em R$ 156 mil (Foto: Cedida pela PRF)

Abandonado: Carga roubada foi avaliada em R$ 156 mil (Foto: Cedida pela PRF)

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    Tem que ser profundamente investigado esse produto possa ser usado na fabricação de alguma droga….as próprias placas na carreta demostram fragilidade do material que está sendo transportados…

  2. Avatar

    Recupera não achou abandonada né corrige aí mesmo assim pq um motorista reconheceu e viu kkkkkk

Untitled Document