;
quarta-feira, 2 de dezembro de 2020 - 18:54 h

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Sobe para 50 o número de presos na ‘Operação Tiamat’

Sobe para 50 o número de presos na ‘Operação Tiamat’

Matéria publicada em 25 de maio de 2016, 18:28 horas

 


Ação policial ocorreu após 10 meses de investigações e foi coordenada pela delegada de Três Rios

Três Rios – Um balanço atualizado divulgado nesta quarta-feira (25) pela Polícia Civil de Três Rios mostra que a “Operação Tiamat”, realizada na última terça-feira (24), prendeu um total de 50 pessoas. O DIÁRIO DO VALE em sua edição impressa desta quarta-feira havia divulgado um número de 40 pessoas presas, que foi informado pela Polícia Civil.

A operação, que teve como objetivo combater e prender pessoas ligadas ao tráfico de drogas na região, contou com a participação de 170 policiais civis, coordenados pela delegada de Três Rios, Cláudia Nardy Abbud. Cinquenta mandados de prisão e outros 60 de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça.

A ação policial foi a etapa final de uma série de investigações que foram realizadas pela unidade simultaneamente nos últimos 10 meses. A delegada contou com o apoio ainda de agentes do Departamento Geral de Polícia do Interior (DGPI), do 5º e do 7º Departamentos de Área e da Coordenadoria de Recursos Especiais – Core.

Ao longo das investigações, os policiais identificaram os principais traficantes em atuação no município. O maior alvo da Tiamat foi o traficante Antônio Moraes, conhecido como “Toninho”, apontado pela polícia como chefe do tráfico de drogas da localidade conhecida como Balbina. Antônio já havia sido preso pelos agentes da 108ª DP (Três Rios) e com a operação, foi cumprido um novo mandado.

Ainda de acordo com a polícia, foi possível ainda constatar que a droga que circula na cidade tem origem principalmente das comunidades cariocas. Essa aquisição de drogas geralmente é feita por pessoas conhecidas como “mulas” que vão de Três Rios ao Rio de Janeiro de ônibus, carro ou moto buscá-las para depois distribuir naquela cidade.
Em abril deste ano, a equipe policial da 108ª DP prendeu uma “mula” no momento em que ela desembarcava na cidade de um ônibus que teria saído do Rio de Janeiro. Com elas foram apreendidos mais de 1.200 “pinos” de cocaína.

De acordo com a delegada Cláudia Abbud, a unidade policial está convicta que uma efetiva repressão à comercialização de entorpecentes terá impacto na criminalidade como um todo, uma vez que a prática de outros delitos, em especial crimes contra a vida e contra o patrimônio, frequentemente possui relação direta com as drogas.

– Isso pode ser observado em recentes homicídios e roubos ocorridos nesta circunscrição, os quais foram praticados por elementos diretamente relacionados com o tráfico de drogas. Outras diligências serão realizadas para localizar os indivíduos foragidos – finalizou a delegada.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document