quarta-feira, 8 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / manchete1 / Suspeito de furtar joalheria é preso em Volta Redonda

Suspeito de furtar joalheria é preso em Volta Redonda

Matéria publicada em 23 de março de 2015, 21:04 horas

 


Ele foi encontrado em casa, depois que uma denúncia o apontou como autor do crime

Apreendidos: Vários relógios foram encontrados na casa do suspeito, no bairro Vila Brasília, em Volta Redonda (Foto: Cedida pela PM)

Apreendidos: Vários relógios foram encontrados na casa do suspeito, no bairro Vila Brasília, em Volta Redonda (Foto: Cedida pela PM)

Volta Redonda 
Policiais militares do 28º Batalhão (Volta Redonda) prenderam na tarde de hoje (23), um homem de 32 anos, suspeito de ser o autor do furto ocorrido na madrugada desta segunda-feira a uma joalheria na Avenida Amaral Peixoto, no Centro de Volta Redonda. Ele foi preso depois de uma denúncia que o apontou como autor do crime. Os agentes encontraram o acusado na casa dele, na Vila Brasília, onde também foram achados um tablete de maconha e diversos relógios.
Ele foi conduzido à delegacia de Volta Redonda (93ª DP), onde foi instaurado um inquérito para apurar se o homem é o mesmo do furto ao estabelecimento.
Para entrar na loja, que estava fechada, o criminoso fez um buraco na parede dos fundos da joalheria, onde há uma obra. O sistema de alarme e de câmera foi danificado.
Foram furtados vários anéis e relógios. O proprietário da joalheria estima que o prejuízo seja de R$ 20 mil.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    FALA SERIO ! DESDE QUANDO ESTES RELOGIOS DE CAMELO BARATO E DE APARECIDA DO NORTE SÃO DE JOALHERIA !

  2. Avatar

    ESSA É A ORDEM DA CIDADE KKKKKKKKKKKKKKKK

  3. Avatar
    PARABÉNS AO DENUNCIANTE

    Eu não me cansarei de parabenizar os denunciantes. Vejam que bela ajuda Vcs estão dando a justiça e a sociedade?

    Aos omissos que foram obrigados a ficarem CALADOS pelas palmadas da infância, coragem! Agora temos a lei da palmadas que os protegem.

    Os denunciantes não merecem ser taxados de ÊTA POVINHO

Untitled Document