quarta-feira, 21 de novembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Advogado da CSN diz que empresa quer solução para manter hospital funcionando

Advogado da CSN diz que empresa quer solução para manter hospital funcionando

Matéria publicada em 7 de maio de 2018, 22:40 horas

 


Declaração foi dada durante sessão especial na Câmara Municipal; audiência de conciliação é antecipada para dia 11 de maio

Discursos afinados: Parlamentares, médicos e representantes da CSN manifestaram interesse em que o hospital não fique nem um dia fechado
(Foto: Paulo Dimas)

Volta Redonda – A informação mais importante da sessão especial que a Câmara Municipal de Volta Redonda promoveu nesta segunda-feira (07) para discutir a situação do hospital que hoje é administrado pelo Grupo Vita partiu do advogado que representou a CSN no encontro, Fernando Cardoso. Ele afirmou que a Companhia tem a intenção de manter o hospital funcionando, sem interrupção, embora não possa afirmar que seja isso o que vai ocorrer, em função do problema da inadimplência do Grupo Vita, que tem que ser enfrentado.

Ele também informou que a siderúrgica pediu ao juiz Roberto Henrique dos Reis, que cuida do caso, para antecipar para a próxima sexta-feira, dia 11 de maio, a audiência de conciliação que estava marcada para o dia 16.

Essa audiência terá como um dos objetivos buscar uma solução que evite a interrupção das atividades do hospital, como informou o juiz na decisão: “a demora na substituição do Vita por outra empresa, com a paralisação das atividades, poderá gerar colapso do sistema de saúde, porque a absorção dos pacientes poderá ser suportada pela rede pública e privada por certo período de tempo apenas, conforme relatório apresentado pela administração judicial do hospital”.

Em diversos pronunciamentos feitos durante a sessão desta segunda, a intenção de evitar que o hospital fique fechado foi reafirmada por vereadores, pela comissão que representa o corpo clínico do hospital e pelos deputados Nelson Gonçalves (estadual – PSD) e Deley de Oliveira (federal – PTB), além do advogado que representou a CSN.

Cardoso, inclusive, afirmou em resposta a uma pergunta do vereador José Martins de Assis, o Tigrão (MDB), que a Companhia está avaliando a proposta feita pelo corpo clínico do hospital, que pretende assumir a operação do hospital, pelo menos até que seja escolhido um novo grupo para administrar o estabelecimento e saúde.

— O objetivo é não fechar (o hospital). O mais interessante é que haja continuidade. A empresa vai buscar a solução menos traumática — disse Cardoso.

O advogado ressaltou ainda que o problema do hospital não é sua equipe, e que se depender da Companhia, todos permanecerão empregados, mas lembrou que isso vai depender da negociação com o grupo que vai assumir o hospital. Ele lembrou que o estabelecimento tem uma receita que permite uma operação lucrativa, e acrescentou que estava havendo um desgaste da estrutura e dos equipamentos porque, segundo ele, o Grupo Vita não fazia os investimentos necessários.

Pronunciamentos

O presidente da Câmara Municipal, Washington Granato (PTC) destacou que o objetivo principal da audiência foi buscar solução para evitar que o hospital interrompa as atividades: “Embora seja um estabelecimento privado, a interrupção de seu funcionamento seria prejudicial para toda a população de Volta Redonda e de outros municípios da região, até por ser o único hospital da cidade que faz cirurgia cardíaca pelo SUS”, disse.

O deputado estadual Nelson Gonçalves perguntou ao advogado da CSN se já existe negociação com algum grupo e se tem como garantir os empregos do pessoal do hospital. Recebeu as informações de que já há negociação em andamento e o advogado da CSN disse ter o pressentimento de que dificilmente quem assumir o hospital vai abdicar da equipe.

O deputado federal Deley afirmou que sugeriu ao presidente da Câmara dos Deputados a formação de uma comissão externa para acompanhar o assunto, e propôs que a Câmara Municipal monte comissão semelhante.

O vereador Carlinhos Santana (SD) lembrou que se reuniu, junto com os vereadores Fernando Martins (MDB) e José Augusto (PDT) com representantes da CSN: “Ficou claro que a empresa vai se esforçar para que o hospital não fique fechado nem um dia”, disse.

O vereador Sidney Dinho (PEN) questionou a ausência de um representante do Vita e classificou a atitude do grupo paulista como “lamentável”.

Paulinho do Raio-X (MDB) também criticou o Grupo Vita e afirmou que espera que a situação seja resolvida o mais rápido possível.

Jari (PSB) relembrou que, desde que surgiram as primeiras informações sobre o despejo do Grupo Vita,  a Câmara vem se movimentando para evitar que a população fique sem atendimento e para garantir os empregos da equipe que trabalha no hospital.

Fernando Martins (MDB) disse que entende que o Grupo Vita “deu um calote” na CSN, mas reafirmou que o hospital não pode parar e manifestou a esperança de que a Justiça nomeie um interventor que garanta a continuidade da prestação dos serviços.

Maurício Pessôa (PSC) destacou a disposição da CSN para o diálogo e a necessidade de manter o hospital aberto: “é o maior e o melhor do Sul do Estado”, afirmou.

O Pastor Washington (PRB) disse que o Grupo Vita foi “irresponsável” e afirmou que, se o hospital fechar, as redes de saúde pública e privada vão ficar sobre carregadas.

O vereador Neném  (PSB) opinou que a solução mais rápida é retirar o Grupo Vita e deixar o corpo clínico administrando provisoriamente o hospital.

Laydson (MDB)  destacou os cerca de mil procedimentos de cirurgia cardíaca realizados todos os anos.

José Augusto (PDT) afirmou que vai pedir a Ciro Gomes, que foi diretor da CSN e é pré-candidato à presidência da República pelo seu partido, que converse com o presidente da Companhia, Benjamin Steinbruch, para manter o funcionamento do hospital.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

20 comentários

  1. Eu não sei como anda o secretariado em
    Geral do governo. Mais hj precisamos dar destaque aos gestores do HSJB.
    A Diretora Administrativa e o Diretor Médico são pessoas humanas, sensatas e eficiente.

  2. agafjgjjkWantuil fortes Silvério

    O hospital é da CSN ,Quem tem os funcionários e paciente é á CSN, Pergunto aonde está á dívida ? Cadê o edital de privatização ? Á CSN é Obrigada manter o hospital e os médicos em seu quadro de pessoal . Mais país que não tem justiça para trabalhador é assim ! Os cartões de plano de saúde d de uma boa parte de funcionários e a justiça de primeira e segunda instância não respeitou o edital de privatização. O certo todos aqueles que perdeu o plano de saúde e que estava no quadro de funcionários.fazer ela devolver. Acho que o sindicato teria que acionar o conselho nacional de justiça ,para cancelar rodas decisões de primeira e segunda instância que foi negado .

  3. seus burros vote certo vote 00 confirma, hoje querem fechar o Vita amanhã vão querer fechar à sucata lixo Csn.

    • Quem vota 00 não vota contra, assim está a favor dos bandidos.

      Quem PAGAR A MULTA dará dinheiro para o Fundo Partidário distribuir aos partidos, assim deixará de votar em UM “possível” bandido para ajudar VÁRIOS bandidos ao mesmo tempo.

  4. Judeu olho grande

    A solução é cristalina como água é só algum grupo se propor a pagar o aluguel do imóvel nos moldes que o Benjamin quer” preço compatível com os de nova york” e tudo será felicidade.caso contrário podem pedir aos familiares pra encomendar o caixão.

  5. É muito blá…blá..blá…
    Um inadiplente, outro também… então foda-se todos.

  6. Itamar Batista de Souza

    Quero destacar aqui a fala do Vereador Fernando Martins,que na minha opinião é a mais sensata,pois a solução que já deveria ter sido tomada(se o Prefeito de Volta Redonda fosse o um bom gestor e mais dinâmico) era pedir ao governo Federal a indicação de um Interventor para gerir o funcionamento do Hospital com todos seus funcionários,sem interrupção pois saúde é prioritária e obrigação do governo.A direção da empresa Vita seria afastada imediatamente sem direito de tirar nada do hospital.Espero que aqueles que dão sua opinião aqui,parem de dizer que é um hospital particular e quem está reclamando é porque tem plano de saúde e é atendido lá.Lembrem que o Vita atende também pelo SUS e que os dos planos iriam sobrecarregar a rede pública,virando um caos o atendimento nos hospitais em V.Redonda.

    • Se esse vereador fosse um Gestor Público saberia como fazer isso, além de ajudar o prefeito que é seu parceiro.

      No seu lugar eu convocaria o secretário de desenvolvimento econômico para explicações, afinal, ele entende ou não de desenvolvimento?

      Mas como o vereador fará isso se é parceiro do prefeito? Quem se prejudica é o povo, né?

  7. araujo fernandes

    Senhores, como já era esperado nessa reunião, muito bla, bla,bla, e nada resolvido, Alias já era esperado porque quando se tem muitos candidatos políticos envolvidos, todos querem pegar uma carona e com certeza já é uma bandeira para campanha para próximas eleições! Aguardem OK?

    • Concordo com você. Politicagem NOJENTA esta. Só fazem o que aparece. Solucionar os problemas da população nada. É só sumir com a imprensa destas reuniões, que NENHUM político aparece!!!!!!!!!!!!

  8. Todos eles falam mais o dono da bola é o Benjamin chega de blá blá blá.A tempo que a bomba está armada e ninguém fez nada, mais em época de eleição todos querem aparecer.

  9. Tô de olho em tudo

    O problema do hospital VITA está se tornando mais um caus social do que econômico. Os outros hospitais já estão ficando sobrecarregado com a falta do atendimento que era prestado pelo tão famoso e conhecido hospital VITA. Já está na hora de uma intervenção dos escalões superiores da administração pública, a fim de, evitar danos maiores para com a população que depende da assistência médica oferecido pela rede pública.

  10. Olho os vereadores de VR e vejo o quanto burro o eleitor é.

    • Platão, o Filósofo

      Realmente, a formação da classe política por aqui, inclusive, é precária. Falta formação a esses políticos, com certeza. É só surgir um assunto de repercussão que logo fica evidente o quanto esse pessoal é ignorante, fica a desejar para representar um povo. É assustador perceber o quanto são toscos; e o que é ainda pior é constatar a falta da humildade em querer aprender algo que desconhecem, admitir que não sabe. É a maldita vaidade que alimenta a ignorância. E o pior é que são eleitos justamente para nos representar. Assim caminha a humanidade…

    • Então… são perfeitos representantes de quem os elegeu!

  11. ENFIM.... TERNINOU EM PIZZA

    essa. reuniao da camara para teatar de un assunto que nao era de sua competência, não deu em porra nenhuma.

  12. Uma pena o discurso do Vereador Dr Rodrigo Furtado tenha sido suprimido nesta matéria, pois foi o melhor parlamentar que se pronunciou sobre o assunto. Visão histórica, técnica e jurídica.

    • Concordo com você, fiquei buscando na matéria o comentário do Dr. Rodrigo que solicitou também o apoio da OAB para solucionar o caso e cadê???

  13. Olho Vivo Original

    CHAMA O FORMIGUEIRO (FORÇA SINDICAL) PARA DESCASCAR ESSE ABACAXI. ESSE É O RESULTADO DA PRIVATIZAÇAO. A SAÚDE VIROU COMÉRCIO NAS MÃOS DOS MERCENARIOS. E A POPULAÇÃO ESTÁ MORRENDO SEM ATENDIMENTO MÉDICO. “O POVO É QUE SE LASQUE!”

Untitled Document