domingo, 8 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Alerj discute desenvolvimento econômico na Câmara Municipal de Barra Mansa

Alerj discute desenvolvimento econômico na Câmara Municipal de Barra Mansa

Matéria publicada em 16 de setembro de 2019, 21:48 horas

 


Barra Mansa – A revisão de algumas leis estaduais, a ampliação e melhoria de acesso ao Porto de Sepetiba, na Zona Oeste do Rio e a qualificação de mão de obra para o polo metalmecânico. Estes são alguns dos desafios para a volta do crescimento da região do Médio Paraíba, no Sul Fluminense. Nesta segunda-feira (16), a Comissão de Economia da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) realizou a primeira de uma série de audiências públicas sobre as macro-regiões do estado. O encontro aconteceu na Câmara Municipal de Barra Mansa.
A Lei 4.533/05 concedeu benefícios fiscais a empresas que se instalassem em alguns municípios do Rio, e o objetivo era atrair investimentos para o estado. Mas, segundo o deputado Renan Ferreirinha (PSB), que preside a Comissão de Economia da Alerj, a norma – conhecida como Lei Rosinha – beneficiou apenas algumas cidades.
— Para o Rio sair da crise, precisamos ter planejamento. Anos atrás, incentivos fiscais foram distribuídos sem nenhum planejamento. Não temos que demonizar a concessão de incentivo. Temos é que melhorar os critérios de concessão. A Lei Rosinha, por exemplo, é um entrave hoje. Ela beneficia alguns municípios da região. E os que não são beneficiados, estão em desvantagem – lamenta Ferreirinha.
O deputado destacou também a necessidade de ampliar a ligação das cidades da região com o Porto de Sepetiba, pois a melhoria do escoamento da produção das cidades ajudaria a baratear os preços.
O encontro contou com a presença de Jaques Dias, da Faculdade de Tecnologia, da Uerj (Resende); Bruno Sobral, da Uerj e Rede Pró- Rio; Marcos Arezo, da Jaguar/Land Rover; Emerson Ferreira, da Nissan; Agnaldo Raymundo, secretário de Desenvolvimento Econômico de Barra Mansa; e dos vereadores Marcell Castro, Vicentinho, Daniel Maciel, Gustavo Gomes.
Ferreirinha explicou que serão feitas audiências públicas nas oito regiões fluminenses com a participação de acadêmicos, empresários, políticos e a população.
— Estamos saindo pelo estado em busca de projetos para desenvolver o Rio a partir das vocações de cada região. O Estado do Rio tem muitas riquezas e áreas a serem trabalhadas. Chegou a hora de, finalmente, usar as vocações de cada região para desenvolver o nosso Estado — afirmou o parlamentar.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Como sempre, aquela mentalidade de 1830 de trazer empresas estrangeiras pra cidade

    Jamais deixaremos de ser um país emergente, não tem jeiti

Untitled Document