sexta-feira, 14 de maio de 2021 - 04:41 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Alerj e governo discutem estratégia para fortalecer setor naval fluminense

Alerj e governo discutem estratégia para fortalecer setor naval fluminense

Matéria publicada em 14 de abril de 2021, 15:39 horas

 


Comissão Especial da Indústria Naval promoveu audiência com representante do Governo do Estado

Comissão presidida por Célia Jordão que retomada de atividades do setor de construção naval
(Foto: Alerj – Banco de imagens)

Rio e Angra dos Reis – A Comissão Especial da Indústria Naval e de Offshore e Petróleo da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico discutiram, nesta quarta-feira (14/04), estratégias de geração de emprego e renda para o setor. Estudos apontam para a possibilidade de aumento na industrialização, a médio prazo, principalmente com investimentos na cadeia produtiva do gás.

A presidente da Comissão, deputada Célia Jordão, defendeu que o Executivo junte forças com o Parlamento fluminense para encontrar as melhores alternativas para o futuro econômico do estado.

— Nós temos uma grande capacidade produtiva, mas há uma preocupação, porque vemos os dados e a retomada ainda é incipiente. A Assessoria Fiscal da Casa já produziu uma nota técnica apontando para a necessidade de adentrarmos na cadeia produtiva do petróleo — afirmou Célia.

— Precisamos pensar nas questões mais perenes e nas estratégias a longo prazo para o setor. É um debate que precisa ser feito com responsabilidade e em diálogo com o Legislativo — disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Leonardo Soares.

Um dos pontos destacados pela equipe da secretaria na apresentação feita pelo superintendente de Petróleo e Indústria Naval, Vinicius Cavalcanti, foi sobre o descomissionamento de plataformas no estado. O processo ocorre quando as plataformas alcançam o fim de sua vida útil e precisam encerrar as atividades. Segundo a secretaria, a iniciativa pode estimular a revitalização da indústria naval fluminense.

O relator da Comissão, o deputado Felipe Peixoto (PSD), acredita que o mais importante é avaliar a plena utilização e a inovação do parque industrial naval.

— A Secretaria falou muito em descomissionamento e desmobilização de equipamentos. É inadmissível perdemos o potencial que o nosso estado tem nesse setor. Temos que aproveitar nossa estrutura, mas é importante investir em inovação e em quais tecnologias nós podemos trazer para o estado. Senão, vamos ficar com embarcação velha, desmobilizando só para virar matéria-prima —  destacou o parlamentar.

Para o diretor da Assessoria Fiscal, Mauro Osório, o desenvolvimento econômico do setor no estado depende da ampliação e da diversificação da estrutura produtiva.

— É a partir da ideia de sistema produtivo, que engloba a indústria e os serviços dentro de cada cadeia produtiva, que devemos discutir. É fundamental entendermos quais setores têm maior potencialidade para que possamos reverter o ciclo vicioso que a economia fluminense está inserida nos últimos anos — explicou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar

    É de emprego e renda que o povo precisa…

    • Avatar

      Hj se completam 5 anos do golpe, os direitos trabalhistas ruíram, e o trabalho não veio

      Pra bestas como você, nada muda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document