Alerj vota sistema cicloviário no Estado do Rio - Diário do Vale
terça-feira, 28 de setembro de 2021 - 08:00 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Alerj vota sistema cicloviário no Estado do Rio

Alerj vota sistema cicloviário no Estado do Rio

Matéria publicada em 12 de outubro de 2015, 06:30 horas

 


Proposta: Intenção de Minc é consolidar a bicicleta como meio de transporte sustentável

Proposta: Intenção de Minc é consolidar a bicicleta como meio de transporte sustentável

 

Rio – A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) vota nesta terça-feira (13), em segunda discussão, o projeto de lei do deputado Carlos Minc (PT). A proposta cria o sistema cicloviário no Estado, para incentivar o uso de bicicletas para transporte. O texto determina que a bicicleta seja considerada modal efetivo de mobilidade, com locais específicos para estacionamento e rede viária própria.
O sistema deverá se articular com o transporte de passageiros e agregar infraestrutura para a guarda de bicicletas nos terminais de transporte. O texto estabelece ainda que as novas vias públicas sejam obrigadas a destinar espaços para o acesso e circulação de bicicletas. Segundo o autor, o projeto busca criar condições para que as pessoas usem cada vez mais a bicicleta como meio de transporte para ir trabalhar, por exemplo.
“Este projeto pretende conectar ciclovias, garantir o transporte nos trens e barcas, a criação de bicicletários nas estações, dentro do conceito de integração”, explica o deputado. “Assim, a bicicleta vai se consolidar definitivamente como meio de transporte que não emite poluentes e ajuda na saúde da população”, completa Minc.

Água de reúso

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) vota, também nesta terça-feira (13), em primeira discussão, uma medida voltada para a economia de água. O projeto de lei da deputada Márcia Jeovani (PR), determina que todos os órgãos e autarquias estaduais utilizem água de reúso em atividades como irrigação de jardins, lavagem de pisos e combate a incêndio por exemplo.
A água de reúso, não potável, é proveniente do tratamento de esgoto, e já é utilizada em algumas áreas, como na limpeza urbana do município do Rio. “É oportuno incentivar a redução do desperdício, e racionalizar o consumo da água potável, propondo a utilização da água de reuso nas ocasiões em que isto for tecnicamente recomendado”, justifica a deputada.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Emir Américo de Castro

    Parabéns deputado Carlos Minc pela proposta de criar o sistema cicloviário no estado do rio.Angra dos Reis tem mais de 500 anos nós cidadão de Angra não temos ciclovia para andarmos de bicicleta no corredor turístico.Privatizarão todo corredor turísticos da nossa cidade com à especulação imobiliária.

Untitled Document