>
quinta-feira, 7 de julho de 2022 - 04:42 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Antonio Furtado se posiciona contra ‘Marcha da Maconha’

Antonio Furtado se posiciona contra ‘Marcha da Maconha’

Matéria publicada em 9 de maio de 2022, 20:01 horas

 


Deputado afirmou que é contrário ao uso recreativo da cannabis sativa, mas que é favorável à utilização para fins medicinais

Foto: Divulgação
Furtado conversa com Neto sobre Marcha da Maconha

Volta Redonda – O deputado federal Delegado Antonio Furtado declarou que é totalmente contrário à realização da Marcha da Maconha, marcada para o próximo dia 29, em Volta Redonda. Para ele, trata-se de um desserviço prestado à população. O parlamentar afirmou que não medirá esforços para impedir que o evento aconteça. E para isso, iniciou a semana buscando diversos apoios para impossibilitar a concretização da iniciativa, que reivindica a legalização para uso recreativo e indiscriminado da cannabis sativa, nome científico da maconha.

O prefeito da cidade, Antônio Francisco Neto, garantiu a Furtado que a Marcha da Maconha não terá o apoio da prefeitura. Diante disso, o deputado também solicitou ao delegado titular da 93ª DP, Luiz Jorge Rodrigues, o planejamento de ações para coibir o evento. O comando do 28º BPM (Batalhão de Polícia Militar) também será comunicado. O parlamentar alertou que participantes identificados portando maconha ou outro tipo de substância ilícita, serão conduzidos à delegacia.

— Conversei com o prefeito Neto sobre os impactos dessa iniciativa e ele se posicionou de forma contrária. Neto é um apoiador da segurança pública. Sempre se comportou dessa forma e agora não seria diferente. É um gestor que se preocupa com a população, evitando que maus exemplos como esse se fortaleçam. Faço questão de ser o elo para que, juntos, possamos somar forças e impedir o que eu chamo de “Marcha da Vergonha”. Se nada for feito para frear esse tipo de evento, daqui a pouco teremos consequências mais graves. A omissão leva a um agravamento da situação. Estou ao lado dos pais e mães que querem proteger seus filhos – frisou.

Ainda sobre o tema, Furtado deixou claro que é favorável à utilização de algumas substâncias contidas na cannabis sativa para fins medicinais, e que muitas doenças podem ser tratadas e amenizadas através da regulação de processos cognitivos, bem como redução de irritabilidade e crises convulsivas.

— Estamos falando de pacientes que precisam dessa substância para ganhar qualidade de vida. O canabidiol, por exemplo, pode gerar resultados positivos e não causa dependência. Essa questão conta com o meu apoio, pois nestes casos, há controle e orientação médica, totalmente diferente de quem usa maconha para fins recreativos, aumentando os riscos de esquizofrenia, surtos psicóticos e perda de memória – concluiu o deputado.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

10 comentários

  1. Politica racista!

    Essa materia e um crime. Tem dados cientificos falsos e ultrapassados. E esta cometendo uma ameaca contra um direito de cidadania, que nao e abrangido pela imunidade do parlamentar. Voces vao ser processados

  2. Deveria tb ser contra a reforma da previdência e não foi. Já era volta de onde vc saiu delegacia de policia.

  3. Cigarro, álcool , e outras cositas mais pode.

    Estamos cercados de pessoas de bem.

    Hipócritas

  4. Esse cara está achando que é o quê, um ditador? Quer impor suas vontades pessoais e assim evitar a livre manifestação das pessoas? Eu até entendo ele ser contra, mas querer IMPEDIR revela muito sobre quem ele é… Deveria largar a política e se candidatar a fazer o papel de Jason nos filmes Sexta-Feira 13…

    • Capeta da grota do Santa Cruz

      Apareceu a margarida! Que comentário pifio o seu, emir ciCUtiano!!

    • Tenha calma! Eu entendo seu entusiasmo, mas não precisa ficar empolgado… Faça aquela limpeza interna, compre uma camisolinha nova, que hoje vou lhe usar…

  5. Kkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!
    Vindo de um polícia soa como piada.

  6. Ótimo deputado ,vai ganhar o Oscar do bolsonarismo .

  7. Vamos esperar pela marcha da cocaina

Untitled Document