segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Audiência discute revisão do Plano Diretor de Volta Redonda

Audiência discute revisão do Plano Diretor de Volta Redonda

Matéria publicada em 13 de novembro de 2018, 21:59 horas

 


Volta Redonda – A revisão do Plano Diretor Participativo de Volta Redonda foi discutido em audiência pública na noite desta segunda-feira, dia 12, no Auditório do UGB (Centro Universitário de Volta Redonda). O evento, aberto a toda população, reuniu representantes da sociedade civil organizada para conhecer o conteúdo do texto base para o novo Plano Diretor do município.
A equipe técnica do IPPU (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano) apresentou as principais mudanças em relação ao plano atual, levando em consideração os dados e sugestões colhidos nas 46 oficinas realizadas nos bairros e nas universidades de Volta Redonda desde 2017 e na Audiência Pública realizada no dia 1º de setembro, no Plenário da Câmara Municipal. Nessa ocasião, os participantes opinaram sobre o projeto proposto e as sugestões foram avaliadas pela equipe do IPPU.
Esse material serviu de base para a elaboração das leis para reger os três eixos principais do Plano Diretor, que são: zoneamento, que define onde estarão áreas com vocação comercial ou residencial, áreas verdes e rurais; parcelamento, que trata da divisão de terras em lotes, definindo regras para tornar uma área não habitada em habitada; e edificações, que define padrões para construções de acordo com o local que está dentro do município.
De acordo com o presidente do IPPU, Márcio Lins, o objetivo é entregar o Plano Diretor Participativo pronto para votação na Câmara de Vereadores em dezembro de 2018. “O material apresentado nesta reunião une opiniões colhidas nos encontros que reuniram representantes de associação de moradores, estudantes, arquitetos e a população em geral com as propostas criadas pela equipe do IPPU para a revisão das leis que regem os três eixos principais do Plano Diretor”, afirmou, lembrando que o documento final do Plano Diretor Participativo vai respeitar a opinião da população, que vive o dia a dia da cidade.
O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, acredita que o novo Plano Diretor pode influenciar o cotidiano das pessoas. “Foi importante que a população tomasse conhecimento e fizesse parte da discussão e criação do Plano Diretor. O documento está sendo elaborado democraticamente ouvindo a opinião dos moradores da cidade”, disse.
Nesta segunda-feira, dia 12, o auditório da UGB recebeu estudantes de arquitetura da própria instituição. Ana Falcão, aluno do 8º período de arquitetura, afirmou que participar desse processo de revisão do Plano Diretor do município é um aprendizado na prática. “Além disso, me sinto colaborando com um momento histórico”, disse. Natália Iasbeck, que está no 10º período, perto da formatura como arquiteta, concorda com a colega e acrescenta: “no final do curso, estamos aprendendo legislação e a construção do plano me mostrou a importância da matéria”.
O encontro também reuniu representantes de associação de moradores. O presidente da Associação de Moradores do bairro Vila Americana, Júlio Gil, estava no local. “É direito e dever da população de participar da organização da nossa cidade. Somos nós que habitamos este espaço”, falou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. As associações de moradores a maioria é organizada e participa porém não cumpriu com obra nenhuma do orçamento passado 2017/2018 .
    Só enganação.triste

  2. Único problema é que não funciona cade orçamento participativo que fizemos 2017/2018 não fez as obras prometidas pra nenhum bairro . lamentável

  3. Qual a diferença em vc ir ou não nessa audiência? Não mudará nada, pois a palavra final sempre é do representante do governo.

    Podiam ao menos estudar a proposta e retornar com resposta convincente e com transparência.

    VAI VENDO aí o que dá votar em candidatos que NÃO CONHECEM a Administração Pública e NÃO ENTENDEM de Gestão Pública. Eles acham que são os verdadeiros donos da cidade.

    • A diferença dos munícipes não comparecerem é imensa.

      A diferença de VOCÊ não ir é zero.

      Só sabe utilizar esses espaço para choramingar suas lamentações de não ter cargo em algum lugar.
      Vaza fora, tu não vai arrumar nada no governo da região.

  4. Fantástico

    Quanta diferença em relação ao obeso sabe-tudo que planejava trancado na sala, com 3 ou 4 iluminados e sem ouvir os anseios populares

    Parabens, sr. prefeito !

    • as audiências são abetas ao publico e divulgada só que o povo não participa só reclama do que não conhece.

    • Único problema é que não funciona cade orçamento participativo que fizemos 2017/2018 não fez as obras prometidas pra nenhum bairro . lamentável

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document