domingo, 21 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Baltazar busca inovações para se comunicar com eleitores

Baltazar busca inovações para se comunicar com eleitores

Matéria publicada em 18 de setembro de 2018, 22:17 horas

 


Baltazar sobe em caixotes para falar mais de perto com os eleitores
(Foto: Cris Oliveira – Assessoria Paulo Baltazar)

Sul Fluminense – A campanha eleitoral deste ano está sendo nova para os políticos. Modificações na lei eleitoral foram feitas e muitas ações agora são proibidas, como inúmeros carros de som percorrendo as cidades e o tempo mais curto para campanha, por exemplo. Para se sobressair, Baltazar tem inovado para levar a mensagem de sua candidatura aos eleitores. Além dos meios tradicionais, utiliza o carro de som, as redes sociais, Rádio Web e um caixote.

— Com menos tempo pensamos em maneiras de atingir o eleitor fazendo chegar nossa mensagem. Tenho percorrido bairros com carro de som falando ao eleitor minhas propostas, ressaltando a importância da participação das pessoas nestas eleições. Mesmo descrentes da política não podem se omitir e deixar prevalecer os que são corruptos. É preciso se posicionar — disse Baltazar que teve na última segunda-feira o registro concluído e aprovado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

A respeito do caixote, o candidato falou que a ideia é simples e até antiga. Ele para nos bairros, retira o caixote do carro de som e sobe para falar aos eleitores na rua ou na calçada.

— É a primeira eleição que uso o caixote, mas a mensagem é simbólica. Prefiro usar do que estar no carro de som, porque fico mais próximo do eleitor — conta.

Já as redes sociais são ferramentas que um político atual não poderia desperdiçar. Baltazar fala das propostas e agendas no seu Facebook, Instagram e Twitter. Tem até um canal no Youtube.

— Esse espaço é para todos, mas tenho ouvido muitos jovens dizer que estão acompanhando as nossas redes sociais e gostando das propostas. Tenho recebido muito carinho nas ruas das pessoas, desde crianças até pessoas da terceira idade. Isso é muito positivo porque por mais que um carro de som possa incomodar, e tentamos ser bem breves nas nossas passagens por bairros da região, as pessoas param, escutam e até esperam para conversar comigo. Tem sido muito bom — afirmou.

E Regina Almeida, de 59 anos, que o diga. Ela estava passando pelo bairro Retiro, em Volta Redonda, e parou para ouvir o que Baltazar dizia. Foi falar com ele e disse que não tinha ainda candidato, mas gostou do que ouviu.

Sobre a Rádio Web, já tem uma audiência muito boa. Os ouvintes podem conhecer as propostas de Baltazar, o jingle e depoimentos de campanha. A programação fica 24 horas no ar. O espaço ainda apresenta notícias do dia em política, tecnologia, esportes, direito do consumidor, curiosidades, reflexões bíblicas.

 

Espaço democrático

 

E os espaços de divulgação de propostas de Baltazar não são apenas dele. O candidato faz questão de abrir o microfone, seja no carro de som ou no caixote, para outros postulantes a cargos políticos. Para ele, não se pode dizer que vivemos em uma democracia se isso de fato não for colocado em prática. No último domingo, por exemplo, quem passou pela feira na Vila Santa Cecília, em Volta Redonda, pode conferir o que Baltazar fez. Parou o carro de som, falou e depois chamou um por um dos que estavam no local para falar. “Nosso caixote também é democrático. Chamaria até candidatos a deputado estadual se lá tivessem outros. É importante deixar o eleitor com bastante informação e não sou eu que vou impedir as pessoas de conhecer as ideias até porque os eleitos terão que trabalhar pela região e não para si mesmos”, concluiu.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

15 comentários

  1. Pelo que vejo o Baitazar só tem um eleitor!!!!!!! Alguém já descobriu quem é esse eleitor?

  2. Sobe caixote agora, pensando nos $$$$ que poderá faturar com ambulâncias no futuro. “Isso é uma VERGONHA”!!!

  3. E essa campanha política aqui no site???

  4. o povo gosta disso , mais este ano BOLSONARO neles

  5. Tremendo vigarista, tinha que estar preso. Pura enrolação, já disse; caríssimo eleitor, pelo bem geral do
    povo, não votem, ou votem em B R A N C O. Chega, basta, vamos ficar com nossas consiências tranqui
    las, sabendo que não DOAMOS nossos preciosos votos a esses “BANDO DE VAGABUNDOS”.

  6. Acha que ninguém o conhece, que ridículo, copiou isso de alguns políticos que já fazem isso a muito tempo durante e fora de anos eleitorais, é o desespero por medo de perder a boa vida as custas do povo. Esse já perdeu.

    • O único desespero é o da senhora, que deve tomar uma caixa de rivotril por dia

      Baltazar se elege com o suficiente de votos e ainda sobra uns 40.000

  7. Sobe até em caixote. ! É muito cara de pau. Ridículo. Nessa época vale tudo. Sem pudor algum. PQP… !!

    • Qual o problema de subir em caixote ?
      Prefere que você fique de quatro e ele suba em cima de você ?

      Deve ser mais uma ovelha que vive a repetir o que a globo manda.

  8. Parabens . Isto mesmo Baltazar vc representa o verdadeiro.povo.

    • Tá maluco, só se representar o povo da sua casa, pq na minha casa e minhas ideologias esse vagabundo passa longe. Estamos no século 21 e ainda grande maioria das aves de rapina insistem em fazer política da década passada tentando enganar o povo. Gente olha para o perfil desse cidadão que juga ser político e verifica se ele está preocupado com as nossas necessidades como cidadão.

    • Nunca representou povo algum. Foi só interesse próprio. Quem o conhece sabe.

    • Os dois postantes acima deviam ser cargo comissionado do obeso e estão nervosinhos

      Maracugina pode ajudar

Untitled Document