segunda-feira, 21 de setembro de 2020 - 09:14 h

TEMPO REAL

 

Capa / manchete1 / Câmara de Resende fará audiência sobre crise hídrica

Câmara de Resende fará audiência sobre crise hídrica

Matéria publicada em 23 de março de 2015, 18:49 horas

 


Moradores de Resende poderão esclarecer dúvidas sobre crise no abastecimento de água

Oportunidade: Forastieri afirma que participação da população é importante para esclarecer dúvidas sobre redução da vazão do Paraíba do Sul  (Foto: Divulgação)

Oportunidade: Forastieri afirma que participação da população é importante para esclarecer dúvidas sobre redução da vazão do Paraíba do Sul (Foto: Divulgação)

Resende

A Câmara Municipal promoverá quarta-feira, a partir das 19h, uma audiência pública para debater a crise hídrica com representantes da sociedade, autoridades públicas da Região das Agulhas Negras e moradores. Segundo o vereador Tiago Forastieri, autor da solicitação da audiência, durante o encontro a população terá oportunidade de tirar dúvidas a respeito dos riscos que o município enfrenta com a crise no abastecimento de água, devido à redução da vazão do Rio Paraíba do Sul de 140 para 110 metros cúbicos por segundo, proposta pela ANA (Agência Nacional das Águas).
Foram convidados para o evento o diretor-presidente da Sanear (Agência de Saneamento do Município de Resende), José Renato de Carvalho; o diretor da empresa Águas das Agulhas Negras, concessionária responsável pelo abastecimento de água e o tratamento de esgoto em Resende, Ivan Moura; o presidente da Amar (Agência do Meio Ambiente da cidade), Wilson Moura; os dirigentes do Ceivap (Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul), Danilo Vieira (presidente) e Vera Lúcia Teixeira (vice-presidente); o diretor executivo da Agevap (Associação Pró-Gestão das Águas do Rio Paraíba do Sul), André Luís de Paula Marques, além de vereadores, secretários municipais e lideranças comunitárias.
Para Forastieri, a audiência “será muito oportuna, uma vez que são frequentes as notícias de que a baixa vazão dos reservatórios poderá trazer transtornos diretos aos moradores das cidades atendidas pelo Rio Paraíba do Sul”. Com a realização do encontro, ainda no entendimento do vereador, a Câmara Municipal “vai demonstrar de forma efetiva a sua preocupação com o problema, e poderá adotar outros procedimentos, com base nas informações que forem transmitidas aos vereadores durante o encontro desta quarta-feira”.
– O Legislativo não pode ficar indiferente a esse assunto que vem dominando o noticiário nacional. A água é um elemento essencial à sobrevivência humana, e qualquer risco ao abastecimento da população deve merecer toda atenção possível das autoridades públicas. Esperamos a participação de autoridades ligadas diretamente ao assunto, as quais certamente vão nos oferecer informações importantes para diminuir os riscos de problemas no abastecimento da população – disse o vereador, acrescentando que a audiência pública está inserida entre as atividades pela passagem do Dia Mundial da Água, comemorado neste domingo (22 de março).

Participação popular

A programação da audiência pública será aberta com os pronunciamentos das autoridades de instituições públicas e representantes das entidades não governamentais que atuam diretamente na área do abastecimento de água para a população de Resende. Em seguida, a palavra será aberta aos moradores, que poderão fazer perguntas aos convidados. O Regimento Interno da Câmara Municipal garante o espaço para que o cidadão possa se manifestar durante as audiências públicas.
– É de fundamental importância que a população compareça a audiência pública desta quarta-feira, na Câmara Municipal. A crise da água se constitui em um assunto do interesse de todas as pessoas, daí a iniciativa do Legislativo em abrir esse espaço no sentido de garantir a oportunidade para que o povo se manifeste e tome conhecimento do que vem sendo feito pelas autoridades com o objetivo de evitar problemas na distribuição de água – pontuou.

Vereador quer construção de
escola profissionalizante

A inauguração, na semana passada, da creche-escola, construída pela Nissan em parceria com a Prefeitura de Resende e o Governo do Estado, parece ter aguçado a criatividade do vereador de Resende Kiko Besouchet (PP). O parlamentar solicitou, por meio de uma indicação, que a Peugeot seja responsável pela construção de uma escola profissionalizante em Resende. Detalhe: a única fábrica da Peugeot no Brasil é situada em Porto Real.
Segundo Besouchet, a proposta visa ao cumprimento da lei estadual que obriga a construção de unidade de ensino técnico pela Peugeot, como contrapartida aos benefícios fiscais recebidos por ela e as fornecedoras que integram seu complexo. Protocolada na secretaria da Câmara Municipal, a proposição será votada em breve pelo plenário.
Kiko Besouchet destaca que, segundo a norma, as empresas que receberam os incentivos concedidos pelo polo industrial de Resende e Porto Real ficam obrigadas a construir a escola, em conjunto ou separadamente, em um raio de até 65 quilômetros de distância de onde estão localizadas. Porém, a situação atual é de incerteza, pois, “embora a lei tenha sido publicada há quase 40 meses, ainda não existem notícias da construção da escola profissionalizante”.
No entendimento do vereador, a Prefeitura de Resende deve se mobilizar em busca do cumprimento dessa lei estadual. O parlamentar diz que “a construção de uma escola profissionalizante pela Peugeot representará mais uma alternativa importante de qualificação profissional aos trabalhadores da cidade, especialmente dos jovens na luta pelo primeiro emprego”:
– A nossa proposta é a mobilização das autoridades públicas do Município de Resende com o objetivo de formalizar uma parceria com a Peugeot, viabilizando dessa maneira os passos necessários à conquista da escola profissionalizante. Essa mobilização deve envolver, prioritariamente, as secretarias municipais de Trabalho e Renda; Indústria, Tecnologia e Serviços; e de Educação – disse.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document