terça-feira, 7 de dezembro de 2021 - 18:16 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Câmara debate situação financeira da Santa Casa

Câmara debate situação financeira da Santa Casa

Matéria publicada em 8 de dezembro de 2015, 20:44 horas

 


Resende –  A saúde financeira abalada da Santa Casa de Misericórdia de Resende será o tema da audiência pública que a Câmara Municipal organiza nesta quarta-feira (9). O evento acontece às 19 horas, no Plenário Jorge Miguel Jayme (Rua Padre Couto, 10, Centro). As dificuldades ameaçam o atendimento a milhares de pacientes de Resende e da região.

O requerimento para a marcação da audiência pública partiu do vereador Dr. Irâni (PROS) e contou com a aprovação unânime dos parlamentares de Resende. “Em se tratando de uma instituição filantrópica e que tem papel fundamental na Saúde do nosso município, e até mesmo na da região, tais dificuldades atingem a sociedade como um todo”, argumentou o vereador, que também é médico.

Ele conta que, como presidente da Comissão Permanente de Saúde e Assistência Social da Câmara, tomou conhecimento oficialmente dos problemas financeiros da instituição durante uma reunião recente com o Conselho Municipal de Saúde. O intuito do encontro, segundo Dr. Irâni, é permitir que as dificuldades enfrentadas pela Santa Casa sejam discutidas na presença de seus representantes, de autoridades e da população em geral.

A lista de convidados para a audiência pública inclui o provedor da Santa Casa de Resende, Valdeci Guimarães; o secretário municipal de Saúde, Daniel Brito; o secretário municipal de Fazenda, Renato Viegas; a secretária municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Alfredo de Oliveira, a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Beth Bessa; um representante do Ministério Público Estadual; e o bispo Dom Francisco, da Diocese Barra do Piraí/Volta Redonda.

As principais fontes de receita da instituição são os repasses provenientes do SUS (Sistema Único de Saúde) e do PAHI (Programa de Atenção aos Hospitais do Interior, do Governo do Estado do Rio de Janeiro), bem como a arrecadação gerada pelo atendimento particular.

Com 180 anos em Resende, a Santa Casa oferece atendimento nas áreas de ambulatório, em especialidades médicas e na realização de cirurgias eletivas, tanto na rede particular, quanto pelo SUS. De acordo com a diretoria da instituição, porém, 95 por cento dos atendimentos realizados são viabilizados pelo SUS.

Entre as especialidades médicas disponibilizadas aos pacientes que procuram a Santa Casa, estão: cardiologia, ginecologia, ortopedia, urologia, angiologia, proctologia, oftalmologia, otorrinolaringologista, fisioterapia, neurologia, clínica geral, cirurgia plástica, dermatologia e endocrinologia.

A estrutura física da instituição é formada por consultórios clínicos e odontológicos; salas destinadas à realização de curativos, gesso, radiologia e pequenas cirurgias; centro cirúrgico; laboratórios de análises clínicas; e espaço para a realização de eletrocardiogramas.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document