domingo, 19 de maio de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Câmara Municipal de Vassouras proíbe fogos de artifício com estampidos

Câmara Municipal de Vassouras proíbe fogos de artifício com estampidos

Matéria publicada em 12 de março de 2019, 11:40 horas

 


A lei de Rosi Farias quer proteger autistas, pessoas doentes, idosos e animais que sofrem com os estampidos

Vereadora Rosi Farias é autora da lei

Vassouras- Está proibido soltar fogos de artifício com estampidos – aqueles mais barulhentos – em Vassouras. A proibição, aprovada pela Câmara dos Vereadores, foi possível graças ao projeto da vereadora Rosi Farias.

A nova lei está sendo chamada de  “ Lei do Thailer Alves” e foi aprovada na sessão ordinária de 07 de março. O Projeto de Lei n° 466/2018 dispõe sobre a queima, soltura e manuseio de fogos de artifício com estampido no município de Vassouras.

Com o apoio de todos os vereadores e seguindo para sanção do Prefeito Severino Dias, a lei municipal, não permite a soltura de quaisquer fogos de artifício e artefatos que contenham estopins em direção ou em vias públicas.

Fica permitido em eventos, fogos de artifícios com shows pirotécnicos, devidamente com liberação de licença e vistoria em eventos por parte da Prefeitura e do Corpo de Bombeiros.

Para quem descumprir a legislação serão aplicadas penalidades e multas, a serem definidas pela fiscalização por parte da secretaria determinada pela Prefeitura através de Decreto Executivo.

Denominado como “Lei do Thailer Alves”, um menino inteligente, querido por todos na cidade, autista, que numa cartinha ao Prefeito Severino Dias, fez um pedido da existência dessa lei. Rosi Farias contou também com o incentivo e colaboração das entidades protetoras de animais, entre outras pessoas, para elaboração definitiva do projeto.

– Era preciso agir e escutar o clamor de nossa sociedade, seguir exemplo de diversas cidades brasileiras que decidiram legislar sobre o tema, trabalhei neste projeto desde outubro de 2018, período que foi protocolado na Câmara Municipal, adaptando para melhor a apresentação em plenário e finalmente aprovado, com apoio de todos Vereadores e do Poder Executivo – disse a Vereadora Rosi Farias que ainda completou:

“Um projeto dessa natureza visa proteger os animais, crianças, idosos, autistas, pessoas em convalescênça, evitando danos físicos, psicológicos e danos ambientais. A alegria de uma celebração não pode ser maior do que os riscos eminentes e prejudiciais para quem assiste ou reside próximo aos locais que soltam fogos de artifício com estopins”. Finalizou Rosi Farias.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. Avatar

    A poluição sonora é a pior coisa para o meio ambiente e a população ,fiscalização é apenas nos comércios do produto. Parabéns vereadores de vassouras.

  2. Avatar

    Por isso estamos na merda.

  3. Avatar

    DAQUI A POUCO VAI APARECER UM CRIANDO UMA LEI QUE PROÍBE O CIDADÃO DE SOLTAR PUMMMMM.É POR ISSO QUE O BRASIL NÃO VAI PRA FRENTE É MUITO VEREADOR PRA POUCA ATIVIDADE

  4. Avatar
    Antonio Carlos Peludo

    Pelo amor de Deus, tanta coisa para legislar e ela vem com isso… Quem a elegeu que aguente .

  5. Avatar

    Kkkkkkkk. Esses políticos me matam de rir. É sério que ficam lá criando esses tipos de leis? Já trabalham 3 dias e ainda gastam tempo e dinheiro com isso? Fala sério.

  6. Avatar

    Kkkklkkkk alguém acredita que os fogueteiros vao respeitar a lei e será que o foguete tem rastreador pra identificar quem soltou e de onde partiram os fogos kkkkkkkkk tem vereador ganhando muito pra criar leis sem cabimento.seria ideal se proibissem a fabricação de fogos no Brasil mas e os fogos pirateados?

    • Avatar

      É fácil descobrir quem solta esses fogos infernais do mesmo jeito que se descobre quem coloca fogo na vegetação seca.

      Querem soltar fogos? O que lhes impedem de praticar com fogos sem os estampidos infernais?

Untitled Document