>
sexta-feira, 19 de agosto de 2022 - 21:21 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Câmara presta homenagem a professor assassinado

Câmara presta homenagem a professor assassinado

Matéria publicada em 26 de março de 2017, 17:43 horas

 


Volta Redonda – A Câmara Municipal prestou uma homenagem, na última sessão plenária, ao professor assassinado Hyder Marcelo Araújo Lima, de 37 anos. Familiares, amigos e alunos estiveram presentes e assistiram a leitura da Moção de Pesar, de autoria do vereador Rodrigo Furtado (PTC), que recordou – em seu teor – momentos importantes da carreira profissional do docente. Em luto, um minuto de silêncio foi dedicado a Hyder.

O parlamentar, que também é advogado, adiantou que está acompanhando todas as informações acerca do crime, completando que torce para que a justiça seja feita o mais rápido possível e de maneira rígida.

Hyder foi morto dentro de seu apartamento na Avenida Sete de Setembro, no bairro Aterrado, no último dia 17. O corpo do professor apresentava sinais de estrangulamento, e foi encontrado na cama, com um pedaço de pano na boca e uma camisa cobrindo o rosto. A Polícia Civil (93ª DP) segue investigando o caso e mantém em sigilo as informações para não comprometer o trabalho.

Rodrigo disse que se estarrece ao ver uma família sofrendo tanto ao perder um ente querido com tamanha crueldade, acrescentando que ter coragem para cometer um ato tão grave como este é de uma falta de amor gigantesca.

– Eu tenho amigos em comum com o Hyder e não há quem não se lembre dele com carinho e respeito. Ele era dotado de uma alegria contagiante e via a vida como se fosse uma festa. Sempre tratava a todos com simpatia, que era sua marca registrada. Além disso, tinha uma paixão pela docência e uma imensa consideração por todos os seus alunos. Trata-se de uma perda inenarrável para o mundo acadêmico e para todos que o conheciam. Espero que ele descanse em paz e que a justiça seja um acalanto para os familiares e amigos – frisou.

Uma das melhores amigas de Hyder, Cristiane Souza Pereira, disse que prefere guardar como lembrança o sorriso encantador e cativante do amigo, acrescentando que a tristeza é grande, mas a esperança de justiça é motivadora.

– Quero me lembrar dele sempre feliz, brincando e sorrindo. Saber que ele morreu desta forma é horrível. Ele não merecia isso, pois era uma excelente pessoa, querido e considerado por todos que o conheciam – desabafou.

Os pais de Hyder, que moram em Angra dos Reis, também estiveram presentes e receberam a Moção das mãos do vereador. Eles agradeceram o carinho e respeito da Câmara. Todos os vereadores fizeram questão de cumprimentar os pais do professor e de parabenizar Rodrigo Furtado pela iniciativa.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Errata: A Moção de Pesar oficial que está sendo confeccionada pela casa legislativa será entregue aos pais do professor Hyder ainda nessa semana. A família, que mora em Angra dos Reis acompanhou pela internet a homenagem. Os pais da amiga do professor Cristiane Pereira de Souza citada na matéria, e alguns amigos e alunos estiveram presentes na sessão.

Untitled Document