;
quinta-feira, 26 de novembro de 2020 - 17:53 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Cida quer transformar feira livre em mercado aberto

Cida quer transformar feira livre em mercado aberto

Matéria publicada em 19 de outubro de 2020, 10:21 horas

 


Candidata a prefeita apresenta propostas para movimentar a economia de Volta Redonda e reduzir a desigualdade social

Candidata defende ampliação da feira livre e incentivos a economia (crédito Divulgação)

Volta Redonda -A candidata a prefeita Cida Diogo (PT) caminhou pelos bairros São Luiz, Açude, Vila Santa Cecília e Sessenta no fim de semana. Com a candidata a vice, Nena Düppré (PV), Cida apresentou soluções para a economia ao caminhar pelas proximidades da Feira Livre de Volta Redonda, no domingo (18).

“Nós queremos transformar a Feira Livre de Volta Redonda no maior mercado a céu aberto da nossa região. E, com isso, atrair uma série de compradores de outras cidades para movimentar a economia da nossa cidade, para valorizar a feira. Precisamos estabelecer uma estratégia muito clara para fazer com que isso aconteça”, propôs a candidata.

A coligação “A Esperança de Volta” apresenta no plano de governo a elaboração de um planejamento estratégico, com ampla participação empresarial e comunitária. Cida Diogo afirma ainda que dará apoio a pequenos empreendedores nos bairros e estímulo à constituição de microempresas, associações e cooperativas, por meio de subsídios e capacitação voltados aos trabalhadores.

Quanto à sustentabilidade econômica e o desenvolvimento local, a candidata também garante que dará apoio e fortalecimento aos polos comerciais já existentes e estruturados no município, “pois necessitam de um efetivo estímulo da prefeitura para crescer e se desenvolver”, defende.

Moeda social
E como alternativa para impactar na redução da desigualdade e ao mesmo tempo movimentar a economia, Cida Diogo também irá criar a moeda social, para atender os beneficiários de todos os programas sociais do município. Ela será disponibilizada através de um cartão a ser utilizado exclusivamente no comércio da cidade, incentivando a economia local.

“A moeda social também será o principal mecanismo do programa de Renda Básica da Cidadania, a ser implantado com o objetivo de complementar os recursos recebidos pelo Bolsa Família. Assim, vai possibilitar que as famílias pobres de Volta Redonda tenham acesso a uma qualidade de vida melhor e o direito à cidadania para além da mera sobrevivência”, explicou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    Não ganha nem pra vereadora.

  2. Avatar

    Brasileiro que vota nesse é nós outros partidos de esquerda tinham mais q se mudarem para cuba Venezuela pra apreenderem

  3. Avatar

    Que Deus tenha misericórdia de VR e afaste o PT de nossa vida, amém!

Untitled Document