>
terça-feira, 5 de julho de 2022 - 07:19 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Clube Palmares de Volta Redonda celebrou 57 anos de atividades no domingo

Clube Palmares de Volta Redonda celebrou 57 anos de atividades no domingo

Matéria publicada em 31 de janeiro de 2022, 15:48 horas

 


O evento também contou com celebração de uma Missa Afro – Foto: Divulgação Clube Palmares.

Volta Redonda- No último domingo, dia 30, o Clube Palmares de Volta Redonda comemorou 57 anos de criação. O momento foi muito especial e contou com celebração de uma Missa Afro com o Padre Jorge Axé, apresentações culturais e manifestações do resgate da história de luta de valorosas pessoas que ajudaram na construção de Volta Redonda.

De acordo com a professora Josiane Laureano, uma das filhas de João Laureano (in memoriam), um dos grandes representantes da luta étnico racial na região e um dos criadores do Clube Palmares em 1965, participar desta data é muito importante.

“Celebrar Palmares é celebrar o compromisso com a vida por um mundo melhor. Meu pai, João, seu amigo Nazário e sua amiga Maria da Glória, jovens viam uma sociedade organizada de exclusão em Volta Redonda, especialmente do povo preto impedido de frequentar vários ambientes, vários clubes. Eles, juntos, queriam um espaço que a comunidade negra pudesse se encontrar e se inserir de uma forma diferente dentro da sociedade que se organizava. Na época próximo dos 30 anos, os três amigos deram exemplo de compromisso com a vida, desse compromisso como contraponto a questão básica da sociedade estruturada no racismo estrutural. Palmares marca da história da cidade, do país, com um dos pouco clubes que conseguiu se estruturar como uma organização filantrópica com um ‘ponto de cultura’, onde temos a oportunidade da manifestação, da apresentação e de representatividade do povo negro”, destacou Josiane.

Elogio as mulheres

A psicóloga Silvia Almeida, ex-aluna do MEP(Movimento Ética na Política) e filha de Ronaldo Furtado, vice-presidente do Clube, falou sobre a importância de comemorar mais um ano de criação do clube Palmares.

“Participar desta comemoração, significa muito para mim, pois significa o retorno à nossa ancestralidade, aos momentos de memória que eu tenho da minha infância aqui no Clube. A memória do feijão, da música, das lutas e resistências que representam também a história de Volta Redonda….Por aqui passaram mulheres fantásticas, e agora temos um movimento grande dentro do clube com a presença das mulheres”, disse emocionada a psicóloga Sílvia Almeida.

Quem também compareceu ao evento representante o MEP, foi José Maria da Silva, Zezinho, que conheceu João Laureano, na década de 90. “Ele sempre foi uma pessoa admiravelmente calma e focada, aprendi muito com ele, um mestre. No início do novo milênio, o MEP participou de importantes encontros sobre educação, quando no Clube, em 2002 funcionava o Pré-Vestibular para Negros e Carentes, PVNC. Agradeço a acolhida da direção na pessoa do presidente Edson Daniel1”, disse Zezinho.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document