segunda-feira, 26 de outubro de 2020 - 21:29 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Convênio entre prefeitura e Crea facilita a emissão de escrituras

Convênio entre prefeitura e Crea facilita a emissão de escrituras

Matéria publicada em 25 de julho de 2017, 21:31 horas

 


Objetivo é levar profissionais de engenharia e arquitetura para áreas de posse

Volta Redonda – O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, assinou nesta terça, dia 25, um convênio pioneiro no estado do Rio de Janeiro com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio (Crea-RJ). A oficialização do programa aconteceu no gabinete no Chefe do Executivo e contou com a presença do presidente estadual do Crea, Reynaldo Barros. O objetivo do convênio é complementar o projeto ‘Escritura Fácil’, que prevê a regularização dos imóveis nas áreas de posse do município, onde moram cerca de 35 mil famílias.

Segundo Samuca, o projeto é um compromisso que assumiu de realizar o sonho dos moradores de áreas de posse de ter seus imóveis regularizados. “Vamos levar profissionais de engenharia e arquitetura para a comunidade de Volta Redonda. Com o projeto Escritura Fácil, que visa regularizar as áreas de posse da cidade, vimos que muitos moradores tinham a necessidade de contar com um profissional técnico. Com o ‘Casa da Gente’, vamos levar esses profissionais de forma gratuita. É um projeto pioneiro”, frisou.

O prefeito destacou ainda a importância da regularização dos imóveis que estão em áreas de posse. “Nosso principal objetivo é conceder a escritura para quem está há mais de 30 anos sonhando com isso”, disse. “Mas consequentemente, vamos aumentar a capacidade de arrecadação do município, já que vamos começar a receber desses moradores o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU)”, sublinhou.

Para o presidente estadual do Crea-RJ, Reynaldo Barros, a prefeitura de Volta Redonda está dando um passo importante na consolidação da ocupação do solo urbano. “Vamos disponibilizar profissionais de engenharia e arquitetura de família, visando a regularização da habitação popular e em conformidade técnica, o que é importante”, disse, ressaltando que o prefeito Samuca Silva está, ao assinar o convênio, dando um exemplo positivo para as cidades do Rio.

De acordo com Reynaldo Barros, o convênio ainda vai além e atinge a análise da conformidade do exercício profissional dos engenheiros da prefeitura e de empresas que prestam serviço para o poder público. “A prefeitura de Volta redonda será a primeira a receber o atestado de conformidade com o Crea e, assim, garantir a segurança jurídica de seus processos de contratação e de realização de atividades de engenharia”, completou o presidente do Crea.

Quem também acompanhou a assinatura do convênio foi o vice-presidente da Fundação Oswaldo Aranha, Eduardo Prado, que colocou o UniFOA a disposição da prefeitura para ajudar no projeto Casa da Gente. “Tão logo seja necessário a participação de nossos alunos nesse projeto, estaremos a disposição, já que somos parceiros do Crea e da prefeitura. Será de grande importância para nossos alunos participarem desse projeto”, concluiu o vice-presidente da FOA.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. Avatar
    Ai ai ai meu DEUS!!!!

    Quem pagara o arquiteto e o engenheiro ??
    Enquanto isso Volta redonda e nenhuma cidade da região se cadastrou na primeira fase do cartão reforma que oferecera credito de até 9.000 reais gratuito para reforma de residencias.

  2. Avatar

    Isso aí! Regulariza quem invade terreno e constrói.
    Quem se f* comprando casa ou terreno prefeito tá nem aí.

    Aí um invade terreno constrói, enche o saco da prefeitura e ganha casa reformada por estar em área de risco, não paga inscritura e fica tudo certo .

    Parabéns prefeito de M*

  3. Avatar

    os profissionais vão receber como?o prefeito vai pagar igual ao arquitetos e engenheiros da PMVR com 30 anos de casa recebe 1900,00 mensal? si for pagar por metragem quadrada com orçamento e tabela do crea vou fazer propaganda.

    • Avatar

      Será que eu entendi bem ? Arquitetos e Engenheiros com 30 anos de serviço ganhando só 1.900,00 reais ? Das duas uma, Ou são incompetentes ou não trabalham. Pedreiro semi analfabeto ganha 150 paus por dia, ou seja, 900 por semana, 3.600,00 por mês.

    • Avatar

      é como diz o Mineiro os funcionários que não trabalhão ou são incompetentes eles fazem todos os projetos de reforma da cidade desde de escolas ,posto de saúde,praças ,sistema viário ,contenção de encosta. só que não são respeitados no piso salarial o edital do concurso traz o valor de 1500,00 inicial .procura saber mais, como o brasil não tem emprego então as pessoas se sujei tão a isso para exercer a profissão, si eles quisessem ser pedreiro não precisavam fazer uma faculdade.afinal a maioria não sabe nem ler um projeto.

  4. Avatar

    Volta Redonda se modernizando. Parabens Samuca. Menos burocracia mais progresso. Precisamos também de mais agilidade nos processos de usucapião urbano, pra que velhas casas ou vilas totalmente degradadas,sejam substituidas por imóveis modernos e mais úteis.

  5. Avatar

    Eu queria saber quanto está custando essa parceria da PMVR com uma entidade particular que é a FOA? Penso isso pq ninguém trabalha de graça.

Untitled Document