sexta-feira, 30 de julho de 2021 - 16:55 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Deputada pede combate a dengue e zika

Deputada pede combate a dengue e zika

Matéria publicada em 4 de dezembro de 2015, 21:29 horas

 


Região será beneficiada com veículos para ações contra o mosquito que transmite as doenças

Reunião: Ana Paula pede que Estado intensifique combate ao Aedes Aegypti

Reunião: Ana Paula pede que Estado intensifique combate ao Aedes Aegypti

Sul Fluminense –  A deputada estadual Ana Paula Rechuan (PMDB), em reunião com o secretário estadual de Saúde, Felipe Peixoto, na última quinta-feira (03), cobrou do estado medidas no fortalecimento às ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti, responsável pela transmissão da dengue, zika vírus e chikungunya. Durante o encontro, que reuniu a bancada feminina da Alerj, foi antecipado que até o final do ano serão fornecidos 170 carros a 91 municípios – exceto a capital – para contribuir com as ações municipais.

– Este ano tivemos uma explosão de casos de dengue em nosso estado, passando de 60 mil casos suspeitos, e já temos 19 casos de microcefalia relacionada ao zika vírus. É fundamental que o estado venha fortalecer as ações de combate ao mosquito, e que a população faça a sua parte, colaborando com as ações de vigilância – comenta a deputada estadual Ana Paula Rechuan.

Conforme explica a deputada, o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Saúde, irá doar os veículos, fabricados pela Nissan – em Resende -, da seguinte forma: Cidades com até 30 mil habitantes, um carro; entre 30 e 200 mil habitantes, dois; acima de 200 mil habitantes, três. Todos os municípios da região Sul Fluminense serão beneficiados com esta ação.

No encontro, com objetivo de fortalecer as ações de conscientização da população, Ana Paula Rechuan apontou uma séria de diretrizes para o combate ao Aedes Aegypti, como por exemplo, uma parceria entre a Assembleia Legislativa e a Secretaria de Estado de Saúde para a confecção de materiais informativos sobre as doenças transmitidas pelo vetor. “Precisamos informar a população sobre os riscos das doenças e de forma clara, explicar como podem colaborar para impedir os criadouros do mosquito”, diz a deputada.

Entre as propostas apresentadas ao secretário Felipe Peixoto, estão a inclusão, em todos os materiais institucionais impressos do Governo do Estado, de informações preventivas contra dengue, zika e chikungunya; e também a veiculação de vídeos e/ou áudios a respeito do combate ao mosquito, nos eventos oficiais de governo.

Atendendo à solicitação da deputada Ana Paula Rechuan, o secretário Felipe Peixoto ressaltou que, no dia 8 (terça-feira), irá à Alerj para uma reunião com deputados estaduais para informar as diretrizes da campanha de combate à dengue e mobilizar os parlamentares sobre atuações pontuais em suas bases eleitorais. “Vamos também nos reunir com o presidente Jorge Picciani para falar sobre a parceria entre os órgãos para realizar campanha de combate em conjunto”, destacou Peixoto, ressaltando que os materiais gráficos pedidos pela deputada já estão sendo produzidos.

No próximo dia 8, a Secretaria de Estado de Saúde irá lançar a campanha “10 Minutos Salvam Vidas”, onde serão apresentadas as ações estaduais de combate ao Aedes Aegypti. Já no dia 12, será realizado o Dia D de Combate ao Mosquito. Entre os dias 14 e 18, acontece a Semana de Conscientização das Gestantes sobre o Zika Vírus, com a divulgação de materiais a respeito da doença e a microcefalia.

 

Multa para focos de dengue

 

Na reunião, a deputada Ana Paula Rechuan ressaltou a sanção de sua Lei que garante a entrada de agentes de saúde em imóveis fechados para o combate de focos de epidemia, como a dengue, zika e chikungunya. A parlamentar também destacou a entrada de outro projeto de Lei de sua autoria, que estabelece sanções administrativas, como multas, para quem tiver condutas lesivas à saúde pública, como propagação dos focos de proliferação do mosquito Aedes Aegypti.

– É muito importante que as pessoas estejam conscientes sobre o seu papel no controle de epidemias. Precisamos eliminar os focos do mosquito para evitar que essa doença se alastre pelo estado – explicou a deputada.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Minha nossa! a mulher é medica, será que não sabe que o único que conseguiu na base da força foi Oswaldo Cruz ou OSVALDO cada um escreve de uma maneira ele sim chegou a provocar uma rebelião de populares e da Escola Militar contra o que consideraram uma invasão de suas casas para matar os focos do mosquito. Agora fazer comissão para saber o que todos sabem é jogar dinheiro no LIXO cara Drª.

    • O pior é que os mosquitinhos já mudaram de nome várias vezes se tornando piores e também mataram centenas de pessoas e eles ainda estão se reunindo pra pensar como acabar com estes monstros, quem pode com isso.

    • Dengue e Zica é um problema de saúde pública em que o bem maior prevalece sobre os direitos individuais. Façam como Oswaldo cruz.Pois como diz o ditado não adianta chorar pelo leite derramado.Se meu vizinho é porco, meus filhos que vão pagar por isso.Sanção com multa,trabalho voluntário como agente de saúde combatendo a Dengue. Já passou da hora de ficar só falando o momento exige atitudes mais eficazes.

Untitled Document