domingo, 24 de março de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Edson Quinto recebe vice-presidente do Voltaço

Edson Quinto recebe vice-presidente do Voltaço

Matéria publicada em 11 de janeiro de 2019, 22:49 horas

 


Presidente da Câmara conversa sobre necessidades do Voltaço

Volta Redonda – O presidente da Câmara Municipal de Volta Redonda, Edson Quinto (PR), recebeu na manhã de sexta-feira (11), o vice-presidente do Voltaço, Flávio Horta Júnior, e o presidente do Conselho Deliberativo, o advogado Murilo Pragana Patriota, para um conversa sobre como o Legislativo poderia ajudar o clube manter projetos e resolver questões relacionadas a prefeitura. A reunião na sala da presidência, foi realizada a pedido do clube e Edson se colocou à disposição para recebê-los.

Preocupado com a continuidade do trabalho social que o Voltaço desempenha na cidade, Edson se dispôs a mediar uma conversa. Flávio Horta Júnior e o presidente Deliberativo colocaram que cerca de 200 crianças, adolescentes e jovens atuam das categorias de base do clube. Segundo ele, a prefeitura hoje não contribui com nenhum valor para qualquer projeto. “O profissional se mantém sozinho. O que gostaríamos é que a prefeitura ajudasse a manter as categorias de base. Se tivéssemos 0,1% da receita do município seria o suficiente para manter tudo que não é do profissional. Hoje nos sentimos largados a própria sorte”, lamentou a Edson Quinto.

Na conversa, o vice-presidente citou que o clube mantém cerca de 70 funcionários. Além do corpo técnico que chega a 30 pessoas. Segundo ele, o time já revelou, recentemente, 32 atletas  para os 12 maiores clubes do Brasil. Sem falar do destaque em campeonatos como a “Copinha” e o Carioca vencido pela categoria de base. “É muito importante essa demonstração de carinho do presidente Edson para com o Voltaço. Muitos garotos que sonham se tornar jogador de futebol são mantidos, sem apoio, por nós. Vários deles não têm condições financeiras de se manter e acabam desistindo”, revelou Flávio Horta.

Otimista, o presidente da Câmara, Edson Quinto, ressaltou que o objetivo maior é ser elo entre a prefeitura e o clube. “Convoquei os representantes do clube para entender o que está acontecendo e trabalhar para que o clube esteja bem, pois ele representa a cidade. Vamos levar todas as demandas e tentar buscar o diálogo e a solução. O que for bom para a cidade e o bem comum nós vamos trabalhar”, finalizou o parlamentar.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Pois é, são justamente mais de 0,1% da receita do município que falta para a saúde pública. inclusive para ajudar a tratar a saúde de muitos atletas.

    No Voltaço eu sempre defendi que tirando os politiqueiros e colocando administradores profissionais , VR teria um grande clube esportivo.

    Quero lembrar a CMVR que ainda não devolveram o saldo das contas legislativas para ajuda na saúde. Pela tendência dos saldos de 2018 dará uns R$ 2,5 milhões que serão bem vindos de retorno.

Untitled Document