quinta-feira, 13 de maio de 2021 - 02:36 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Filósofo Renato Janine será o novo ministro da Educação

Filósofo Renato Janine será o novo ministro da Educação

Matéria publicada em 28 de março de 2015, 13:26 horas

 


renatojanine

Renato Janine Ribeiro tomará posse como ministro da Educação no dia 6 de abril (Foto: ABr)

A Presidência da República anunciou ontem (27) que o filósofo e professor Renato Janine Ribeiro será o novo ministro da Educação. Ribeiro ocupará a vaga deixada por Cid Gomes na semana passada, depois de debate acalorado em sessão para o a qual foi convocado, na Câmara dos Deputados, em que o então ministro chamou os parlamentares de achacadores e oportunistas.

O novo ministro da Educação é professor titular de ética e filosofia política da Universidade de São Paulo (USP) e especialista na obra do filósofo inglês Thomas Hobbes, sobre quem focou suas pesquisas de mestrado e doutorado. Sobre o filósofo, Ribeiro publicou os livros A Marca do Leviatã eAo Leitor Sem Medo.

Ribeiro escreveu ainda ensaios sobre filosofia política focando a realidade brasileira. Ele venceu o Prêmio Jabuti em 2001 com a obra A Sociedade Contra o Social: O Alto Custo da Vida Pública no Brasil. O filósofo tem ainda publicações que tratam de democracia, da relação da universidade com a sociedade e sobre a forma de fazer política em geral. Ao todo Ribeiro tem 18 livros editados, além de ensaios e artigos em publicações científicas.

No serviço público, além de ter sido aprovado no concurso para professor da USP, Janine atuou como membro do Conselho Deliberativo do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) (1993-1997), do conselho da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC)  (1997-1999), secretário da SBPC (1999-2001) e diretor de avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) (2004-2008). Além disso, foi membro do Conselho Deliberativo do Instituto de Estudos Avançados da USP e é membro do Conselho Superior de Estudos Avançados da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Ribeiro fez mestrado na Université Paris 1 Pantheon-Sorbonne, doutorado pela USP e pós-doutorado pela British Library. O novo ministro foi convidado hoje pela presidenta Dilma Rousseff para assumir o cargo e tomará posse no dia 6 de abril.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar

    A educação brasileira, principalmente a rede pública, está nas mãos da esquerda desde o fim do regime militar – na realidade, mesmo durante o regime militar as Universidades, principalmente as ditas “ciências” sociais, sempre foram aparelhadas pelo movimento revolucionário. O resultado está aí para quem quiser ver: analfabetos funcionais com diplomas de nível médio, professores sem motivação e nenhuma cobrança quanto a qualidade do ensino (o sindicatos dos professores é contra!), alunos fazendo o que bem entendem em sala de aula, Universidade virando um antro de drogados, etc… A solução do governo do PT? Mais um esquerdista para comandar a pasta…Viva Paulo Freire!

  2. Avatar

    Se ele é mesmo um especialista em Thomas Hobbes não ficará muito tempo como ministro. São pensamentos bem diferentes dos petistas. Não creio que ele ficará no meio de professores petistas que tomaram conta de muitas universidades públicas. Hobbes é um defensor do liberalismo, completamente contra comunistas defendidos pelo PT, pelos bandeiras vermelhas. Diga-se de passagem que eles querem trocar a bandeira brasileira pela bandeira vermelha.

Untitled Document