sábado, 4 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Grupo discute solução para casas que atrapalham obra do Pátio de Manobras

Grupo discute solução para casas que atrapalham obra do Pátio de Manobras

Matéria publicada em 25 de outubro de 2017, 16:59 horas

 


Prefeitura, MPF, DNIT e moradores discutem área para construção de imóveis no Campo do Ferroviário

B

Avanço: Procurador do MPF afirma que é necessário que encaminhamentos da reunião sejam cumpridos (Foto: Chico de Assis – PMBM)

Avanço: Procurador do MPF afirma que é necessário que encaminhamentos da reunião sejam cumpridos
(Foto: Chico de Assis – PMBM)

arra Mansa – O prefeito de Barra Mansa, Rodrigo Drable (PMDB), o procurador do MPF (Ministério Público Federal), Júlio José Araújo Júnior e representantes do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), se reuniram na noite desta segunda-feira, dia (23), no Parque de Saudade, com as 22 famílias residentes nos bairros Roberto Silveira e Eduardo Junqueira.

Essas casas serão desapropriadas para dar lugar às obras de Readequação Ferroviária de Barra Mansa (Pátio de Manobras). Durante a reunião foi apresentada às famílias o Campo do Ferroviário e uma área na Várzea do Quartel como locais para construção das novas unidades habitacionais. Os deputados Alexandre Serfiotis (PMDB) e Deley de Oliveira (PTB) também participaram da reunião, juntamente com o CODEC (Conselho de Desenvolvimento Econômico de Barra Mansa), que apoia a nova área de assentamento.

Durante a reunião, representantes do DNIT apresentaram a proposta de construção de novas casas no Campo do Ferroviário definida como área localizada na região central do município e próximo às casas que serão desapropriadas. 18 famílias serão atendidas neste local. As quatro restantes serão contempladas com um projeto na Várzea do Quartel, em área da União cuja regularização vem sendo buscada pelo município.

O DNIT informou que os recursos financeiros previstos para o ano de 2017 tem prazo de utilização até dezembro deste ano. O Campo do Ferroviário é de propriedade do órgão federal e será cedido à prefeitura, que ficará responsável pela regularização das escrituras dos novos imóveis.

O projeto prevê a construção de moradias novas, com redes de água e esgoto, como o modelo que já foi aprovado pelos moradores no projeto anterior. As casas terão 87 metros quadrados e dois pavimentos. Durante o encontro, o DNIT se comprometeu a fazer ajustes no projeto, que deverão ser apresentados até a próxima semana. Com os ajustes e a análise do termo de referência devidamente acordados, a questão poderá chegar a um desfecho.

O prefeito Rodrigo Drable explicou que a discussão sobre as novas unidades acontece na atual gestão desde que assumiu a prefeitura, em janeiro de 2017, e o importante é garantir segurança aos moradores que estão dispostos a saírem de suas casas.

— Temos que garantir que essas pessoas não fiquem vulneráveis a outras decisões futuras. A solução encontrada foi a mais viável dentro de todos os fatores, para que ninguém corra riscos. Todos terão suas casas com escritura definitiva, oferecida pelo município no ato da entrega. E só sairão de suas casas atuais depois das obras concluídas e com a escritura em mãos. Uma solução boa para os moradores e para o município — declarou.

Rodrigo acrescentou que a área do Campo do Ferroviário ainda tem espaço suficiente para a construção de duas ruas de acesso, parquinho, área de lazer e outros espaços públicos que a prefeitura pode utilizar em benefício da comunidade. Outro ponto destacado pelo prefeito diz respeito ao início da ciclovia que vai ligar Barra Mansa, Rio Claro e Angra dos Reis.

— No acordo entre o DNIT e a Agência Nacional de Transportes Terrestres para construção da ciclovia que vai até a o alto da serra de Angra dos Reis, tem no projeto o início praticamente em frente ao conjunto habitacional proposto. Aquele trecho ali vai ter uma passarela com uma ciclovia passando em cima, outro ganho para a localidade — destacou.

Para o procurador do Ministério Público Federal, Julio José Araujo Júnior, tanto o órgão como os moradores aguardam o envio das especificações do projeto e do termo de referência para discutir os termos finais do acordo. “Houve avanços, agora é necessário que os encaminhamentos da reunião sejam cumpridos”, afirmou.

Para o deputado federal Deley de Oliveira, a ideia sempre foi encontrar uma solução boa para os moradores e boa para a cidade. “Desde o início do governo, Rodrigo está se reunindo comigo e com o DNIT em Brasília em busca dessa solução. Estamos chegando num caminho. Se não podemos fazer o ótimo, vamos fazer o bom e o que seja melhor para todos”, finalizou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

11 comentários

  1. Avatar

    Aos deputados que almeja a releição em 2018 prepare as readequação do voto .que a região prepara para vcs.tira-los de brasilia.nem na serra das Araras vcs conseguirão.

  2. Avatar

    Só no Brasil, que quem invade tem os mesmos direitos daqueles que trabalham duro e compram seu imóvel. Por isso que esse país não tem solução.

  3. Avatar

    Eleições 2018!!!!

  4. Avatar

    Invadem agora exigem.
    Só no Brasil
    Alô população, invadem que depois fica fácil conseguir coisas boas.

  5. Avatar

    Trenzinho da tristeza acaba de passar aki no centro sem apitar na passagem de pedestre…

  6. Avatar

    De fato, a melhor forma de resolver estas questões todas é com a transparência, envolvendo as famílias. Do lado da prefeitura, não pode querer enfiar goela abaixo. Do lado dos moradores destas casas, não pode quer se dar bem querendo novas casas que pareçam um palácio.

  7. Avatar
    Brasil: Aguarde carregando....

    Essa conversa das “casas que atrapalham” surgiu como Roosevelt Brasil, que por sinal foi para anAgencia Reguladora do Estado e tem pedido de expulsão dele de lá. Só não pode quero voltar para BM. Melhor ele ir para a cidade delega no Espírito Santo, onde até título deram para elegemos que ele assumiu Barra Mansa

  8. Avatar

    Não mexam no Forró da Geni !!!

  9. Avatar

    Casas atrapalham o pátio de manobras… o pátio de manobras q atrapalha tdo. Essa m. desse trenzinho nojento de bm. Fim de mundo…

  10. Avatar

    As casas que atatrapalham? Desde menino sempre existiram aquelas casas, o viaduto que atrapalhar as casas

Untitled Document