;
segunda-feira, 30 de novembro de 2020 - 23:18 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / ICMBio negou à CSN apresentar lei que transforma Cicuta em reserva particular

ICMBio negou à CSN apresentar lei que transforma Cicuta em reserva particular

Matéria publicada em 4 de fevereiro de 2016, 20:19 horas

 


Brasília e Sul Fluminense – O presidente do Instituto Chico Mendes de Preservação da Biodiversidade (ICMBio), Claudio Maretti, disse, em reunião com o deputado federal Deley de Oliveira (PTB) e o representava a Comissão Ambiental Sul João Thomaz, que o órgão rejeitou pedido da CSN no sentido de propor, através de projeto de lei, a transformação da Floresta da Cicuta de Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie) em Reserva Particular de Proteção Natural (RPPN). No entanto, Maretti afirmou, na mesma ocasião, que aceitaria iniciativa vinda do Congresso Nacional nesse sentido.
— Precisamos reduzir custos — disse Maretti para explicar seu posicionamento, acrescentando que o ICMBio teve um resultado negativo de R$ 70 milhões no ano passado.
A iniciativa do Congresso Nacional citada por Maretti veio na forma de um projeto de lei apresentado pelo deputado federal Índio da Costa (PSD), extinguindo a Arie da Cicuta e criando, em seu lugar, uma RPPN.
Deley e João Thomaz apresentaram a Claudio Maretti um abaixo-assinado com mais de 5 mil assinaturas, os Manifestos Públicos e a Carta-Manifesto em defesa da manutenção da floresta da Cicuta como área de relevante interesse ecológico, que contou também com a assinatura de várias entidades sociais. Eles afirmaram que entregarão o documento pessoalmente à Ministra do Meio Ambiente, Izabella Mônica Vieira Teixeira.
João Thomaz informou ainda que no dia 15 de fevereiro, já está agendada uma audiência com o deputado Índio da Costa e a Comissão Ambiental Sul, sobre seu projeto relativo à Cicuta.
Deley perguntou ao presidente do ICMbio e ao secretário, se eles conheciam Volta Redonda e a floresta da Cicuta onde os mesmos responderam que não. Então, o deputado convidou para que fosse realizada uma Audiência Pública em Volta Redonda, com a participação do Secretário Estadual do Meio Ambiente, André Correa, a Comissão Ambiental Sul, Ministério Público Federal, CSN e a Sociedade Civil. Ficou acordado que um dos representantes da reunião irá participar da audiência.

Polêmica no Facebook

A questão da recategorização da Floresta da Cicuta acabou gerando polêmica na rede social Facebook. Deley fez uma postagem sobre o assunto, manifestando sua posição contrária à mudança, o que gerou um comentário do secretário municipal de Planejamento da Prefeitura de Barra Mansa, Ronaldo Alves, dizendo-se a favor da recategorização:
“Se tirarem a Cicuta das mãos da CSN a fauna e a flora estarão ameaçadas. Estão preservadas porque a CSN preserva! Barra Mansa, dona do território onde ficam 95% da reserva, apoia a CSN”, escreveu Ronaldo Alves.
Questionado pelo DIÁRIO DO VALE sobre se sua posição seria a da administração de Barra Mansa, Ronaldo, em nota emitida através da assessoria de Comunicação da Prefeitura, disse que emitiu posição pessoal.
“O pensamento expressado no Facebook reflete opinião pessoal do cidadão Ronaldo Alves, arquiteto e urbanista”, afirmou a nota. Ronaldo disse ainda ter acompanhado “diversos episódios de depredações e invasão de desocupados após a decretação de Arie que culminou com a atitude da CSN em fazer a manutenção por meios próprios”, o que justifica, segundo ele, sua posição.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. Avatar

    Barra Mansa não consegue nem se organizar qnt mais tratar de assunto Ambiental.
    A opinião dele é desvairada.
    A Floresta é nossa e temos q lutar por ela.
    Barra Mansa tem rancor por VR ser uma cidade superior. E provavelmente ele mora em VR e seus filhos estudam em VR.
    Quer apostar ?

  2. Avatar

    a cicuta só corre risco na epoca das queimadas fica um jogo de empurra você liga para bombeiro do estado os mesmo pede ligar bombeiros civis da csn ja passou da hora da prefeitura e csn fazer uma parceria criar bombeiro civil florestal ja existe em varias cidades exemplo de rondônia

  3. Avatar

    A eleição esta chegando os caras estão querendo é graças, pior que um monte de eleitor acredita. Perguntar não ofende quem vai tomar conta desta área?

  4. Avatar

    A CSN sempre tomou conta (e bem) dessa área, essa polemica não faz sentido, cheira a jogar para a midia e mais uma forma preservar colocações, cargos e visibilidade politica

  5. Avatar

    É polemico, que iria tomar conta desta área? É só olhar pelo google para ver o sua localização desta mata, o risco de pessoas invadir aquela terra é grande e ai como ficaria.

Untitled Document