quarta-feira, 22 de maio de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Jari propõe audiência pública sobre Campanha da Fraternidade 2019

Jari propõe audiência pública sobre Campanha da Fraternidade 2019

Matéria publicada em 15 de março de 2019, 22:14 horas

 


Debate sobre o tema, que trata de políticas públicas, vai abordar questões que atendam as necessidades da população de Volta Redonda

Jari pede audiência para falar sobre Campanha da Fraternidade
(Foto: Arquivo)

Volta Redonda – A Câmara Municipal de Volta Redonda realiza na próxima quinta-feira, 21, audiência pública sobre a Campanha da Fraternidade 2019. O debate, proposto pelo vereador Jari de Oliveira (PSB) vai debater sobre o tema “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema da campanha “Serás Libertado pelo Direito e pela Justiça”, com enfoque nas necessidades da população de Volta Redonda. Representantes da sociedade civil e do poder público podem participar da discussão, às 19h, no Plenário da Câmara.
De acordo com Jari, a realização da audiência atende uma solicitação da Igreja Católica, por meio do então Bispo Francisco Biasin, da Diocese Barra do Piraí-Volta Redonda. “Também levo em consideração a importância do tema, que neste ano trata de políticas públicas. Devemos aproveitar o momento para debater, discutir e propor medidas visando sempre defender nossa população através dos direitos e pela justiça social”, afirmou o vereador.
A realização de audiências públicas para lembrar e discutir o tema anual da Campanha da Fraternidade é uma marca dos mandatos do vereador Jari. O objetivo é ajudar as nossas comunidades e toda a sociedade civil a ampliar sua reflexão sobre o tema em questão.
Neste ano, o tema leva a sociedade a refletir sobre importância das políticas públicas, como meio de assegurar as condições para construção e manutenção da sociedade, de modo que as pessoas possam viver dignamente nas suas várias realidades. “E a reunião na Câmara de Volta Redonda vai, certamente, ajudar a divulgar o tema e fomentar a discussão na sociedade”, acredita Jari.

Primeira Sessão Solene da Câmara de Volta Redonda tem intérprete de Libras

O presidente da Câmara Municipal de Volta Redonda, Edson Quinto (PR), é o autor da Lei 5.326, sancionada pelo Prefeito Samuca Silva, que cria a obrigatoriedade da presença de Intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras), em todos os eventos públicos oficiais na cidade. Na última quinta-feira (14 de março) em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, a Professora Andrea Oliveira Almeida foi a intérprete da noite, fazendo valer o direito do deficiente auditivo durante todo o evento.
O vereador Edson Quinto falou da sua grande satisfação em cumprir a Lei de sua autoria, na oportunidade homenageou duas mulheres que fazem reconhecida diferença no município a advogada e professora do UGB, Fernanda Moreira, e a professora Janine Paraíso Alves, diretora geral do Colégio Waldir Bedê, no bairro Santa Rita do Zarur.
— Em me preocupo com o cidadão que tem deficiência auditiva — disse Edson Quinto.
Edson acrescentou que espera que, de acordo com a Lei de sua autoria, passe a ser costumeira a presença de intérpretes de Libras nos eventos públicos oficiais, facilitando a comunicação aos deficientes auditivos.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

8 comentários

  1. Avatar
    Socorro autoridades

    A campanha da fraternidade que é desenvolvida pela a comunidade católica está de parabéns sempre isto sem dúvida , mais relação aos legislativo estamos com vergonha desses aproveitadores que São muito bom na campanha eleitoral enganando a população de volta redonda , mais está população está acordando a cada dia e está esperando vocês em 2020 nas urnas muito pouco de vocês vão voltar aguarde e verás .

  2. Avatar

    Essa campanha sai de lá da CNBB e nós temos que engolir isso aí goela abaixo nas missas… aquela oração no final da missa, cantar musiquinha né!
    O tema da Campanha da Fraternidade do ano que vem será : “Fraternidade e políticas públicas”… Gente… ninguém mais aguenta isso!
    Vocês vão falar dos mais de 70000 homicídios que ocorrem no Brasil por ano? Vão falar dos cristãos que são perseguidos em todo mundo? E dos dez países em que os cristãos são mais perseguidos, nove deles são mulçumanos!
    Eu só sei que a Igreja Católica do Brasil perde cada vez mais ovelhas a cada dia, pois além de não transmitir os verdadeiro ensinamento de Jesus, entra no campo político, isso é um absurdo pois para a política já temos vereadores, deputados e senadores!
    Eu acho que a Igreja do Brasil devia seguir a Igreja Católica da Coréia do Sul, pois lá cada dia mais eles aumentam o número de católicos no país… É um crescimento enorme de pessoas se tornando católicos na Coréia do Sul, enquanto aqui no Brasil as pessoas fogem da Igreja Católica… Lá na Coréia do Sul os padres não entram no campo político, ficam apenas no campo religioso!
    O que dizer da ignorância desse pessoal da CNBB, que não conseguem nem transmitir a religião católica e querem fazer política, mesmo não tendo sido eleitos pelo povo?!
    Como diria Albert Einstein: “Há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana…”

  3. Avatar

    Parabéns Ver. Jari, por propor a audiência pública da campanha da fraternidade com tema políticas públicas, tema este considerado de suma importância para o momento q vivemos, Jari vc é um político que sempre está ao lado da população, temos como exemplos: Projeto Vereador no Bairro q duas vezes por semana está nos bairros em contato com os moradores, trabalhando pela população, é autordo projeto tribuna livre q da direito ao cidadão se inscrever para participar de projetos em sessões no plenário, faz parte da comissão da pilha de escória do pátio da Brasilândia, como membro da comissão veem cobrando dos órgãos publicados, solução para o problema, conforme sua fala na audiência na Câmara no dia 13 deste mês.

  4. Avatar

    Parabéns Ver. Jari, por propor a audiência pública da campanha da fraternidade com tema políticas públicas, tema este considerado de suma importância para o momento q vivemos, vereador vc é um político que sempre está ao lado da população, temos como exemplos: Projeto Vereador no Bairro q duas vezes por semana está nos bairros em contato com os moradores, trabalhando pela população, é autordo projeto tribuna livre q da direito ao cidadão se inscrever para participar de projetos em sessões no plenário,  faz parte da comissão da pilha de escória do pátio da Brasilândia, como membro da comissão veem cobrando dos órgãos publicados, solução para o problema, conforme sua fala na audiência na Câmara no dia 13 deste mês.

  5. Avatar

    Este nobre imprestavel é muito incompetente. Será que ele nao sabe que há outras inumera prioridades..

  6. Avatar
    Socorro autoridades

    A maioria dos vereadores de volta Redonda não faz uso das suas atribuições como fiscalizar o executivo , vocês já observaram como volta Redonda está ? Com um aspecto de total abandono os sinais de trânsitos com lâmpadas queimadas e defeitos , mato alto nas praças e beira da estrada isto é comprovado nos centros da cidade e
    Os bairros periféricos está abandonado há muito tempo , faço um pedido para o nobre vereador para fazer uma audiência pública para verificar o que está acontecendo com o nosso gestor público que abandonou volta redonda a cidade que nos todos sonhamos que seria a melhor cidade para morar .

  7. Avatar

    Só fazem coisas que não são prioridades, o problema do material acumulado na beira do rio Paraíba do sul pela CSN já está ficando de lado, não querem se expor, a CSN como sempre dá um cala boca aos políticos e tá tudo tranquilo, é assim e dificilmente irá mudar, a população não se posiciona, é cada um pra si e Deus por todos…

  8. Avatar

    JARI cadastre este seu povo no minha casa minha vida e para de ficar fazendo favela em VOLTA Redonda. Faz como o prefeito de Barra Mansa de moradias a estás pessoas com dignidade mais não fica enfeiando a cidade não. NÓS te colocamos ai foi para melhorar a cidade. Á OBRA DA prefeitura invadida por sem terra. No Bairro BELMONTE e você é que não faz nada para ajudar os IDOSOS da Região

Untitled Document