quinta-feira, 15 de abril de 2021 - 09:01 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Jefferson Mamede propõe lei que considera educação atividade essencial

Jefferson Mamede propõe lei que considera educação atividade essencial

Matéria publicada em 7 de abril de 2021, 20:00 horas

 


Projeto de Mamede prevê que aulas só sejam suspensas com aprovação dos vereadores
(Foto: Assessoria de Imprensa)

Barra Mansa – O vereador Jefferson Mamede (PSC) protocolou na manhã desta quarta-feira (07), na Câmara Municipal, com pedido de regime de urgência, um projeto de lei de sua autoria que reconhece os serviços e atividades educacionais, ofertados por escolas públicas e privadas nas modalidades presenciais ou híbridas, como atividades essenciais para a população de Barra Mansa. O projeto tem como co-autores os vereadores Luis Antônio Furlani Filho, Eduardo Pimentel, Paulo Sandro, Demérson Sérgio Prado Novais, o Deco, Daniel Volpe Maciel e as vereadoras Rayane Braga e Luciana de Oliveira Alves.

Com a aprovação do projeto, o exercício das atividades presenciais não estará sujeito a suspensão ou interrupção, exceto com a aprovação expressa da maioria dos representantes do Legislativo. Contudo, caberá ao Poder Executivo estabelecer restrições, com as normas sanitárias, e instituir protocolos a serem seguidos, inclusive quanto à ocupação máxima dos estabelecimentos, sempre com justificativas técnicas.  Ainda conforme consta na medida, as instituições de ensino deverão ofertar a possibilidade de educação à distância, com o uso de plataformas digitais, cabendo aos pais ou responsáveis fazer a opção pela modalidade que melhor entenderem.

– Eu fui consultado por alguns pais que se reuniram em um movimento que se chama Escolas Abertas  e que buscavam quais eram os posicionamentos e o que o Legislativo poderia atuar nessa questão. Esses pais também foram ouvidos e fizeram suas considerações acerca do projeto e eu manifestei-me  favorável à manutenção das atividades educacionais, reconhecendo-as como essenciais, porque entendo que a educação é muito mais do que oferecer uma aula expositiva para o aluno. Educação pressupõe-se um projeto de interação entre alunos e professores, já que é nessa interação que se gera conhecimento – enfatizou o vereador.

Para Mamede, ao privar os estudantes do acesso à escola, futuramente a sociedade irá computar um grande prejuízo no aprendizado que foi acumulado no período em que as escolas estiveram fechadas. Ao criar o projeto de lei, o vereador destaca que, além das crianças, sua prioridade é também alcançar adolescentes, assim como jovens e adultos das universidades, onde pesquisas científicas e conhecimentos nas áreas econômicas e sociais foram interrompidos no último ano.

– Percebemos que a educação também é uma preocupação do Executivo e, prova disso, é que no momento existe um decreto que permite às escolas a recepcionar seus alunos para aulas presenciais. Ainda que a atividade presencial esteja permitida, nós não sabemos sobre os próximos fenômenos do futuro  e, com isso, o projeto fornece ao Executivo uma norma legal para manutenção das atividades  em qualquer época. Nós não estamos ignorando a Covid e o que a sua gravidade tem trazido à população, mas percebemos que existe uma necessidade de nos adaptarmos. Educação é um direito constitucional, deve ser tratada como essencial e eu não acho plausível as escolas fechadas e bares e academias abertos – disse o vereador.

Para finalizar, Mamede acrescentou que durante as visitas de fiscalização da Comissão de Educação, da qual é presidente, o que se pôde observar é que as escolas do município estão mantendo todos os protocolos sanitários previstos, colaborando dessa forma com a segurança dos estudantes.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

11 comentários

  1. Avatar

    trabalho chego em casa ajudo meus filhos com as atividades e ainda tenho outros afazeres. sabe qual o problema? pais que não dão conta do recado, ficam doidos pra mandar pra escola. que pais em sã consciencia manda filho pra escola num cenario desse gente? e mais, prefiro me lascar de cansaço e me virar pra fazer o que eu posso e ver meu filho com saúde do que enfiar nessas escolas com esses protocolos que só sao bonitos no papel. coitadas dessas crianças viu!

  2. Avatar

    Relevando o fato de comentários que exalam ignorância e intolerância religiosa, gostaria de levantar alguns questionamentos aos caros colegas leitores.
    Diversos países ao redor do mundo retomaram suas aulas presenciais ainda em 2020. Seriam estes também negacionistas por estarem abrindo escolas durante uma pandemia?
    Quais medidas os senhores propõem para amenizar os efeitos da educação precária que os alunos vêm recebendo? Houve algum reajuste salarial para funcionários de escolas públicas durante o período sem aulas? Houve algum reajuste nas mensalidades de escolas particulares?
    Num âmbito mais individual, alguma ação vem sendo tomada pelos maravilhosos iluminados que se consideram dignos de chamarem demais responsáveis de “papai boçal” e “mamãe relapsa”? Imagino que para um indivíduo se considerar apto a tratar seus pares de tal forma, ele(a) deve possuir algum tipo de iniciativa de aulas de reforço ou auxílio para alunos em situação de dificuldade.
    Entendo a necessidade de cuidados especiais, mas manter escolas fechadas por tempo indeterminado e nem mesmo estudar a possibilidade de reabertura são medidas com mais consequências negativas do que positivas. Como ficará a situação dos alunos com aprendizagem precária quando avançarem nos estudos ou forem inseridos no mercado de trabalho? Como fica a situação de pais e mães, que além de trabalharem em suas outras atividades, agora devem se dedicar a ensinar os filhos sem ao menos terem preparo para isso? Até quando trabalhadores do setor privado terão que trabalhar mais, enquanto recebem menos ou até mesmo são demitidos, e funcionários públicos continuam recebendo normalmente sem saírem de casas?
    Esse grupo de pais procurou o legislativo visando que este tomasse alguma medida em prol do que acreditam. Sugiro aos caros colegas que passem menos tempo ofendendo gratuitamente seus concidadãos na internet e tomem medidas práticas para auxiliar aqueles em necessidade nesse momento. Já que vocês são tão inteligentes e podem chamar os outros de boçais ou jegues, utilizem tamanha sabedoria para auxiliar seus vizinhos na educação dos filhos que não podem ir à escola graças a irresponsabilidade de muitos que nem mesmo consideram a possibilidade de reabertura destas.

    Que Deus os abençoe e dê sabedoria ao poder público nesse momento!

    • Avatar
      Decepcionado com a humanidade

      Meu nobre Estudante acho que vc precisa estudar mais para comentar. Quais países estão passando atualmente por esta pandemia como o Brasil está passando? Outros países trataram e estão tratando a situação com seriedade e não como esse presidente negacionista, por isso a onda de covid está menos critica que aqui nesse país onde nem governo nem a população tem respeito ao próximo. Seja mais realista com a nossa situação aqui no Brasil pq em outros países as coisas são tratadas com seriedade.

  3. Avatar
    Decepcionado com a humanidade

    Assim caminha a humanidade elegemos cada um pior que o outro, adoradores do bozo

  4. Avatar

    Pronto mais um evanjegue que acaba de descobrir a roda quadrada. Tamos mau de vereador, esses pentecostais só elegem merda.

  5. Avatar

    Esse deveria ter vergonha na cara para propor uma coisa dessa em plena pandemia. Onde o Brasil ultrapassou a marca de 341 mil mortos.

  6. Avatar

    [PSC] Só pelo partido dá pra saber que se trata de algo imbecil e populista.
    Esse senhor não pensou em consultar os EDUCADORES para saber o que eles pensam a respeito disso?

    É óbvio que os pais querem as escolas sempre abertas, afinal eles precisam de um lugar para DEPOSITAR seus filhos.

    O papai boçal e a mamãe relapsa pensa que depositando o fedelho na escola, estará tudo bem. Além de colocar em risco os funcionários.. os próprios funcionários que muitas vezes não estão contaminados, mas estão convivendo com pessoas com sintomas, estão levando a doença para a escola.

    Mas eles não ligam, preferem expor funcionários e transformar seus filhos em vetores ambulantes de vírus.
    O que importa para essa turma é jogar o fedelho lá dentro e deixar lá .. e pra isso até pelar para políticos de direita estão fazendo, afinal é outro boçal que só pensa em politicagem.

    • Avatar

      Na escola do meu filho estava tendo presencial até semana passada.
      Alunos descumpriram protocolos toda hora.
      Tiravam mascara, se abraçavam, trocavam objetos enfim.
      Os professores ficavam doidos.
      Vários casos de covid apareceram , professores e pais de alunos, mas como as crianças são assintomaticas, dá a falsa sensação que elas não tem covid.
      Crianças pegam covid e transmitem , só são em sua grande maioria assintomaticas.
      Meu filho segue on-line, pois já sabia que seria assim, pois os pais que estão enviando seus filhos, são os mesmos que saem sem mascara, vão em social e não se cuidam.
      Filho de peixe , peixinho é.
      Com adolescentes é até pior , pois muito não tem respeito pelo professor .
      Tenho pena dessas crianças que não tem pais que zelam por elas, pois esse vírus está se modificando e dando sintomas graves em crianças e adultos.

    • Avatar
      Capeta da grota do Santa Cruz

      Todos sabem qual é o curral eleitoral do referido político……………………………………………………………………………..

  7. Avatar

    Alguem conta pra essa criatura e esses “pais” q as aulas foram interrompidas pq tem um virus mortal circulando por ai matando pessoas, inclusive crianças e a aglomeraçao em escolas sem estrutura como as nossas, principalmente, pode acarretar em contaminaçao de alunos, familiares e funcionarios. Acorda meu filho! Conta tb q tem alunos q dependem dos onibus lotados, etc. Escola cheia e pandemia nao combinam. Enfiem isso na cabeça! Negacionistas malditos.

    • Avatar

      Eles deveriam era protocolar um projeto de lei doando 70% dos salários para ajudar na compra de vacinas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document