segunda-feira, 18 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Jonas e Albertassi buscam solução para moradores do Paraíso de Cima

Jonas e Albertassi buscam solução para moradores do Paraíso de Cima

Matéria publicada em 28 de julho de 2015, 11:35 horas

 


Prefeitura deve concluir casas que começaram a ser construídas no local e quem não receber imóvel terá lote urbanizado

Barra Mansa –  O prefeito Jonas Marins (PC do B) e o deputado estadual Edson Albertassi (PMDB) tiveram uma reunião nesta segunda-feira (27), para estudar uma solução para as cerca de 130 famílias que vivem no Paraíso de Cima, na região Leste do município. A intenção é atender os moradores, que se instalaram no local desde 2004, com residências de qualidade, já que as casas atuais são provisórias.
Albertassi e Jonas, junto com Luís Cláudio da Silva, diretor de Regularização Fundiária do Instituto de Terras e Cartografia do Estado do Rio (Iterj) e Ademar Paraguassu, diretor Técnico da Cehab (Companhia Estadual de Habitação), avaliaram que a primeira etapa a ser cumprida é a conclusão das 45 casas existentes no local, que estão com 80% das obras executadas.
Segundo acordado na reunião, os critérios para definir quais das famílias que atualmente moram no Paraíso de Cima vão ocupar os imóveis serão definidos pelos próprios moradores.
As famílias restantes, segundo o que foi discutido na reunião, passariam a receber aluguel social enquanto a prefeitura urbaniza terrenos que serão loteados e distribuídos a elas, através de títulos de regularização fundiária preparados pelo Iterj.
O deputado Albertassi, que faz parte da Comissão de Orçamento da Alerj, se comprometeu a tentar obter os recursos de que a prefeitura de Barra Mansa vai precisar para pagar o aluguel social e realizar as obras de urbanização dos terrenos para distribuir às famílias.
Uma nova reunião foi marcada para o dia 24 de agosto. Até essa data, Albertassi deverá ter mais informações sobre a possibilidade de obter essas verbas.

Minha Casa, Minha Vida

Uma das alternativas para as famílias que moram no Paraíso de Cima seria irem para um conjunto habitacional – projeto do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal. No entanto, o projeto ainda não tem data de início definida, e há informações de que os próprios moradores do Paraíso de Cima preferem uma solução mais rápida.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    TODA TARDE NA GLOBO TEM A NOVELA “VALE A PENA VER DENOVO”
    ESSA HISTÓRIA DO PARAÍSO TA PARECENDO UM INFERNO.
    MOREM UM MÊS NAQUELA SITUAÇÃO E VEJA SE É BOM !
    EU APOIARIA UMA INVASÃO DE MORADIA NA PREFEITURA OU NA CASA DESTES PILANTRAS QUE SÓ FICAM DE HISTORINHAS. ANO QUE VEM TEM ELEIÇÕES, AGORA COMEÇAM MEXER COM COISAS E ILUDIR O POVO NOVAMENTE. PALHAÇADA !

Untitled Document