;
quarta-feira, 25 de novembro de 2020 - 22:23 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Justiça decide seis dos oito registros de candidatura a prefeito que estavam pendentes em Volta Redonda

Justiça decide seis dos oito registros de candidatura a prefeito que estavam pendentes em Volta Redonda

Matéria publicada em 21 de outubro de 2020, 16:55 horas

 


Processos de Neto e Granato continuam aguardando decisão; Benevenuto Santos, Cida Diogo, Evandro Glória, Hermiton Moura,Juliana Carvalho e Professor Habibe têm registros confirmados

Volta Redonda – Dos oito processos de registro de candidatura a prefeito de Volta Redonda que estavam pendentes de decisão, a Justiça Eleitoral de Volta Redonda definiu seis:  Benevenuto dos Santos (Avante); Cida Diogo, da Coligação A esperança de volta (PT e PV); Evandro Gloria (Cidadania); Hermiton Moura, da Coligação Juntos pela mudança (Republicanos e PRTB); Juliana Carvalho (PSol) e Professor Habibe (PCdoB), tiveram suas candidaturas deferidas e podem prosseguir na campanha. Eles agora estão na mesma situação de Baltazar (PSD); Samuca Silva (Coligação Trabalho e Coragem – PSC, PL e PP);  Alex Martins, que disputa pela Coligação Pra fazer Volta Redonda melhor (PDT, Rede e PSB); e Dayse Penna, da Coligação Por uma Volta Redonda que vale a pena viver (PROS, PSL e PSDB). Estes estavam com seus registros confirmados desde ontem.

Nos casos de  Benevenuto, Evandro Glória, Hermiton e Juliana o MPE (Ministério Público Eleitoral) já havia opiniado pelo deferimento do registro, o que agora foi confirmado em sentença judicial.

Em relação ao candidato Professor Habibe, o MPE havia opinado pelo indeferimento do registro, pelo fato do mesmo não ter cumprido as exigências de prazo eleitoral para apresentação de documentação. No entanto, foi demonstrado que houve duplicidade de registro da candidatura, com uma delas tendo sido feita no prazo correto, o que levou o deferimento da candidatura.

Já o pedido de registro da candidata Cida Diogo estava pendente por conta de um cargo público que a petista ocupava em Niterói, nos últimos seis meses. A defesa de Cida argumentou que o cargo havia sido exercido em outro município, não onde ela disputa a eleição. A Justiça também deferiu o registro.

Em relação ao candidato Granato, o registro surge como em exigência, por conta de informações quanto ao pagamento de uma multa eleitoral.

O registro de Neto aguarda parecer do Ministério Público Eleitoral para que a Justiça exare sentença no processo.

Também não houve mudança na situação dos três candidatos que tiveram registros indeferidos: Carlos Alexandre Honorato, o Cerezo (que disputaria sem partido), Luiz Eugênio (PCO) e Mônica Teixeira (PSTU).

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    por uma cidade para todos, movimento 65

  2. Avatar

    Não sei para que existe TCU , Ficha Limpa e outras leis feitas . No final acaba tudo em pizza ! E o povo adora ser enganado .

  3. Avatar

    Bye Bye Neto
    HUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA

Untitled Document