>
sábado, 28 de maio de 2022 - 00:26 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Lei que cria Conselho de Políticas de Igualdade Racial é sancionada em Barra Mansa

Lei que cria Conselho de Políticas de Igualdade Racial é sancionada em Barra Mansa

Matéria publicada em 28 de abril de 2015, 19:57 horas

 


Barra Mansa

O prefeito Jonas Marins (PCdoB) sancionou ontem o projeto de lei que cria do Conselho Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial. A proposta, aprovada recentemente pela Câmara Municipal, é de autoria dos vereadores Rodrigo Drable (PMDB) e Elias Silva de Andrade, o Lia Preto (PR). Segundo o texto do projeto, o Conselho Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial será formado por 20 membros, sendo 10 representantes da sociedade civil e 10 representantes do poder público. O mandato será de dois anos, sem qualquer remuneração.

Durante cerimônia da criação do conselho, realizada no auditório da ACIAP (Associação Comercial, Industrial, Agropastoril e Prestadora de Serviços de Barra Mansa), Jonas recordou alguns avanços promovidos pela prefeitura na questão da igualdade racial, mas pontuou que ainda há muito a ser feito.

– Hoje é um dia importante para Barra Mansa, pois homologamos a criação do conselho. Como afrodescendente e morador da periferia, sei que precisamos de uma política de igualdade racial melhor e vamos trabalhar para isso. Quando assumi o cargo de prefeito, encontrei uma gerência de políticas de igualdade racial que era pouco atuante e não apresentava avanços. Queremos que Barra Mansa evolua nesse tema e o conselho será de suma importância para isso – afirmou.

Já Lia Preto, que também é membro da Unegro (União dos Negros e Negras do Brasil), agradeceu Jonas pela atenção aos movimentos negros da cidade.

– Já promovemos diversas atividades voltadas à população negra em Barra Mansa e sempre recebemos o apoio da prefeitura. Estamos batalhando por uma realidade melhor que a atual e sabemos que as conquistas virão com o tempo – disse.

Presente na cerimônia, a representante da Casa de Arte e Cultura Rosa Parks, Sueli Paiva, ressaltou a importância do evento e da assinatura da legislação.

– Políticas de promoção de igualdade devem ser pensadas e executadas para garantir direitos a quem vive à margem da sociedade. Debater igualdade racial é fundamental para termos uma sociedade mais justa, igualitária e sem discriminação – destacou.

Quem também comemorou a criação do conselho foi a representante da Pastoral Afro, Cleuza Benedito Barbosa. “Essa é uma grande conquista para a cidade, pois serão criadas e executadas políticas que beneficiarão todo um segmento da sociedade”, ressaltou. O evento contou ainda com a presença de secretários municipais, vereadores e representantes de movimentos negros e da sociedade civil.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. Concordo com Valmir referente os avanços que foram criados, porem concelhos podem ser revistos e refeitos . Agora este comunista racista só mexeu sancionou a lei , porque foi pressionado pelo Drable . Quantos negros trabalham em algum cargo deste comunista? Os que tinham onde eles estão? Se houve alguem algum dia que apoio eles tiveram do comunista? O comunista tem preconceito até do seu proprio bairro ! Ou agora ele vai falar que sempre morou no Santa Rosa….

  2. Em 18 de Junho de 2008 também foi aprovado o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos dos Negros em Barra Mansa que junto com o poder público realizou várias ações em prol da igualdade racial, inclusive sendo citada pelo Unicef. Fez-se parcerias,com o governo do estado, com centro universitário..tudo discutido dentro desse conselho…e tudo depois repassado a atual administração municipal,livro ata, documentos, parcerias, convênios..etc… O que foi deito disso tudo?? Absurdo Vereadores, Prefeito e Assessoria desconhecem a Lei 3750, criaram o que já existe, e ainda diminuíram a representatividade,ao contrário do que pregavam antes ou estão querendo fazer média com a negritude. Agora dizer que não houve esse trabalho no governo anterior é um absurdo,pois fomos considerados referência no Estado do Rio. Esse assunto não se esgotará aqui. Desrespeitaram frontalmente os primeiros conselheiros que emplacaram mais de vinte ações robustas ai na cidade. Um desrespeito enorme.

  3. Diogo Alvares Correia

    Nossa por erro de digitação involuntário desconsiderem por favor a palavra herario e leiam ERARIO.

  4. Diogo Alvares Correia

    Nossa igualdade racial ? Quer dizer que existe ainda o conceito de raça? Pensei sermos somente pertencentes a raça humana .Quanta bobagem e quanto dinheiro jogado fora .Agora teremos que sustentar mais um secretario e qual será sua raça? Isso me cheira a preconceito e gastos no herário publico

  5. Precisamos criar um conselho URGENTE! O conselho de governantes honestos, que vivem a verdadeira democracia do povo para o povo pelo povo, precisamos é de representantes reais para o povo brasileiro cansado de politicagem e corrupção. http://www.democraciapura.com.br/

  6. ÊTA POVINHO desprovido de discernimento

    E que dia vamos criar o Conselho Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Humana?

    Será mesmo que continuaremos a criar conselhos de políticas de promoção da Igualdade negra, branca, amarela, índia, mameluca, morena , etc? Até quando vamos continuar a dividir a sociedade? Dividir a sociedade para o controle da mesma ser mais fácil, né? É mais fácil dobrar um grupinho do que todo um povo.

    E ainda tem gente que apoia isso.

Untitled Document
close