domingo, 11 de abril de 2021 - 15:31 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Neto une redes pública e privada de saúde para alinhar estratégias contra Covid-19

Neto une redes pública e privada de saúde para alinhar estratégias contra Covid-19

Matéria publicada em 29 de março de 2021, 17:19 horas

 


Prefeito de Volta Redonda quer que redes pública e privada de saúde unam esforços contra a Covid-19
(Foto: Arquivo)

Volta Redonda – O prefeito Antonio Francisco Neto reuniu na tarde desta segunda-feira, 29, as principais lideranças das redes pública e privada de saúde. O objetivo é alinhar ações e estratégias conjuntas contra a Covid-19.

O prefeito destacou a possibilidade de alugar leitos na rede privada, caso seja necessário. Da mesma maneira, Neto pediu que os hospitais particulares possam ajudar a prefeitura na montagem de mais leitos.

Além disso, Neto vai liderar uma força-tarefa para tentar comprar os insumos necessários para colocar e manter pacientes em ventilação mecânica. Enquanto o problema de leitos está mais acentuado na rede pública, a falta de insumos é um problema generalizado.

“Esse é um problema nacional. Estamos buscando fornecedores no exterior, apertando os fornecedores locais. Se o mercado não mudar, teremos uma crise muito grande”, disse Vitorio Moscon Puntel, vice-presidente da Unimed Volta Redonda.

Neto ressaltou que encontrou Volta Redonda com apenas cinco leitos de UTI para pacientes com a Covid-19. “A falta de estratégia da gestão passada, que apostou em hospitais de aluguel, são sentidas agora. A rede privada ainda tem uma boa reserva de leitos. A prefeitura já montou 10 leitos de UTI no Retiro e dois no Hospital São João Batista, mas ainda é pouco. Estamos montando mais quatro leitos  no Hospital do Retiro e aguardamos a chegada de equipamentos para montar mais dez”, afirmou o prefeito.

Neto disse que a crise dos insumos também é muito grave e que vai juntar todos os esforços para conseguir os remédios para a população. “As redes pública e privada vão se unir neste mesmo sentido. Vamos estreitar os laços e resolver os problemas comuns. Volta Redonda é uma só”, disse Neto.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

15 comentários

  1. Avatar

    Poderia juntar a equipe e pagar os salários de dezembro dos funcionários (inclusive da saúde), que estao atrasados.

  2. Avatar

    Melhor estratégia é não aglomerar, tapar boca e nariz com mascara.

    Multar o indivíduo que não cumprir protocolo, seja cliente ou comerciario.

    Tem funcionários que não cumprem protocolo , pois é o patrão que vai pagar a multa.

  3. Avatar

    Alfersil, Babaca e desinformado é você “Eremildo”.

  4. Avatar
    Somos todos conjos da ratazana Moro.

    Aos coxinhas informados pelo ZAP.

    Por Marco Faustino.

    17 de março de 2021, 19h50

    Não é verdade que São Lourenço (MG) zerou o número de internações em UTI e mortes por Covid-19 desde o dia 21 de fevereiro devido à adoção de um protocolo de “tratamento precoce”, como afirmam publicações nas redes sociais (veja aqui)
    O conteúdo enganoso reunia ao menos 23 mil compartilhamentos no Facebook nesta quarta-feira (17) e foi marcado com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (entenda como funciona). A peça de desinformação também circula no Instagram, reunindo ao menos 12 mil compartilhamentos, e no WhatsApp, mas, devido à natureza do aplicativo, não é possível estimar seu alcance.
    Fica em casa, ô coxinha.

    • Avatar

      Você chama Moro de ratazana, mas foi essa ratazana que conseguiu prender a jararaca mais perigosa do Brasil!
      Na India Moro seria considerado uma divindade!

    • Avatar
      TRISTE CONSTATAÇÃO

      Ou então vá à festa de aniversário do governador Cláudio Castro. Lá pode aglomerar, ficar bêbado e não precisa usar máscaras. A COVID dá garantia de que não vai te incomodar.

    • Avatar

      Você viu tudo distorcido na mídia. São Lourenço tem muitos casos realmente de Covid19, mas não de moradores da cidade. As UTIs estão cheias de pessoas das cidades vizinhas.

  5. Avatar

    Ñ adianta leitos senão tiver profissionais, entubar um paciente envolve médico habilitado e os equipamentos e ensumos próprios

  6. Avatar

    Se não fosse a maior tragédia vivida no mundo durante a minha existência, eu estaria dando gargalhadas. Não houve até o momento, nenhum gesto do prefeito em favor do combate à doença. Tudo se encontrado como antes, no desgovetno do “gestor”.

  7. Avatar

    Na cidade de São Lourenço foi adotado o tratamento precoce e diminuiu o número de internação e morte!
    Que o tratamento imediato seja aplicado imediatamente na cidade de Volta Redonda e possamos voltar a ser exemplares como éramos no ano passado!

  8. Avatar

    Precisa de mais leitos?

    Sim.

    Mas o que precisa mais é que a população cumpram protocolo.

    Pois estaremos enxugando gelo.

  9. Avatar

    Temos que punir quem não cumpre protocolo, multa individual.

    Chega de bla, bla, bla, só não usa mascara quem não quer.

    Só aglomera quem quer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document