>
domingo, 3 de julho de 2022 - 03:07 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Oficinas da Smac formam quase 1,5 mil alunos

Oficinas da Smac formam quase 1,5 mil alunos

Matéria publicada em 28 de abril de 2022, 19:36 horas

 


Programa favorece a geração de renda, preparando para o mercado de trabalho ou para atuação como empreendedor individual

Foto: Cris Oliveira – Secom/PMVR
Cerimônia de encerramento reuniu alunos no salão do Clube Comercial

Volta Redonda – Quase 1,5 mil alunos das Oficinas de Capacitação e Inclusão Produtiva da Secretaria de Ação Comunitária (Smac) de Volta Redonda receberam os certificados na tarde de quarta-feira, 27. A cerimônia de encerramento dos cursos aconteceu no salão do Clube Comercial e contou com a presença dos formandos e seus familiares.
O Programa de Inclusão Produtiva do Departamento de Proteção Social Básica da Smac ofereceu cursos de cabeleireiro, barbeiro, trancistas, design de sobrancelhas, manicure, estética corporal, garçom, culinária, corte e costura, artes com material reciclável, artes em vidros, arte com feltro e bordado, customização com pedraria e artesanato criativo.
As aulas, que começaram em janeiro, foram ministradas por 26 instrutores em 31 unidades de CRAS (Centros de Referência da Assistência Social), quatro Centros de Convivência e no Centro de Inclusão Produtiva (CIP). O programa conta ainda com o CEPA (Centro de Educação e Produção Alimentar) São Sebastião e três quiosques, dois na Vila Santa Cecília e um no Aterrado para comercialização de produtos alimentícios e artesanais produzidos nas oficinas.
O prefeito Antônio Francisco Neto prestigiou o evento para parabenizar os formandos e dar uma boa notícia para quem quer empreender. “É muito gratificante participar de uma cerimônia como esta e ver que o trabalho de reconstrução da Assistência Social em Volta Redonda, iniciada em 2021, já está dando frutos. O fomento à geração de renda voltou a ser uma realidade no município. Hoje, estão aqui mais 1420 cidadãos capacitados para o mercado de trabalho e para o empreendedorismo”, falou.
Neto lembrou que a prefeitura, por meio do Banco da Cidadania, que funciona na Secretaria de Ação Comunitária, oferece financiamento para quem quer empreender. “O programa, com parceria do Governo do Estado do Rio, através da AgeRio (Agencia Estadual de Fomento), facilita a compra de equipamentos para quem quer abrir seu próprio negócio”, contou o prefeito, que ainda entregou o primeiro certificado do dia para a formanda em estética corporal Eduarda Ferreira da Silva, que estava acompanhada de sua instrutora Karla Souza Lima Fernandes.
A secretária de Ação Comunitária, Carla Duarte, cumprimentou os alunos e familiares que participaram da formatura e também agradeceu ao prefeito Neto. “Agradeço ao Neto pela confiança, por acreditar que posso dar continuidade e avançar ainda mais com o trabalho à frente da Assistência Social de Volta Redonda. É com muito orgulho que participo desta cerimônia e observo que já conseguimos alcançar mais pessoas em relação ao ano passado. Em 2021, formamos cerca de 900 alunos, e só nos primeiros quatro meses de 2022 temos mais de 1400 pessoas recebendo o certificado”, afirmou Carla.
A diretora do Departamento de Proteção Social Básica da Smac, Rosane Marques, a Branca, agradeceu a confiança da população no trabalho da secretaria. “Só alcançamos o nosso objetivo de promover geração de renda, facilitando a inserção no mercado de trabalho ou a atuação como empreendedor individual porque vocês se dispõem a se especializar conosco”, disse Branca, ressaltando que o conhecimento transforma vidas.
A mesa de trabalho ainda contou com a presença do aluno Thayroni Silva Duarte e da instrutora Adriana de Souza, do curso de trancista, que representaram todos os alunos e instrutores; da coordenadora do CRAS do bairro São Luiz, Raquel Marques Coutinho, que falou por todos os coordenadores de CRAS; e da coordenadora do Programa de Inclusão Produtiva da Smac, Marlene Mota.
Muito emocionada, Marlene, cumprimentou a todos e lembrou que conhecimento não ocupa espaço e ninguém pode tomar. “Fico muito feliz a cada formatura, por saber que novas oportunidades vão surgir na vida de cada um de vocês. Os cursos ampliam as oportunidades de acesso ao trabalho remunerado e a perspectiva de sustentabilidade própria”, disse.
As instrutoras dos cursos de design de sobrancelha e manicure, Roberta Henrique e Cátia Rezende, respectivamente, comemoraram a conquista das alunas, que confirmaram as possibilidades que a capacitação permite. “Cada aluno tem um plano para usar da melhor forma o que ensinamos”, disse Roberta.
Patrícia Rodrigues de Oliveira, que fez o curso de design de sobrancelhas pretende retomar o trabalho na área de estética. “Já trabalhei no ramo e, agora, com a especialização, quero voltar ao mercado”, contou. Yohana Vitória dos Passos fez curso de manicure. “Meu sonho é abrir meu próprio espaço, talvez junto com alguma colega de curso”, falou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document