domingo, 5 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Paulinho do Raio-X é intimado e tem prazo para apresentar defesa prévia

Paulinho do Raio-X é intimado e tem prazo para apresentar defesa prévia

Matéria publicada em 25 de maio de 2020, 18:01 horas

 


Volta Redonda – A Comissão processante da denúncia recebida e aprovada pela Câmara de Volta Redonda, por possível quebra de decoro parlamentar praticada pelo vereador Paulinho do RX, informou que, na tarde desta segunda (25) o vereador afastado foi notificado, em sua residência, na forma do artigo 5°, inciso III, do Decreto Lei 201/67. No mesmo dia, a Divisão de Expediente fez a juntada de mais documentos e já foram providenciadas cópias e encaminhadas ao Vereador, através de sua notificação.

⁃ Paulinho recebeu a notificação em sua residência, se prontificando de imediato a colaborar com a Comissão Processante. Vamos aguardar o prazo legal para que o vereador apresente sua defesa prévia por escrito e só depois teremos como informar os próximos atos e diligências da comissão – disse o presidente da comissão processante, Sidney Dinho.

A Comissão recebeu o processo de cassação de Paulinho do Raio-X do presidente da Câmara, Nilton Alves de Faria, o Neném, na última quinta-feira (21 de maio). Dinho determinou que fosse providenciada cópia de inteiro teor da denúncia para notificar o vereador.

Câmara permanece em regime de plantão até 1° de junho

O vereador Neném disse que a Câmara segue as restrições de acordo com as recomendações da OMS e os Órgãos de Saúde Pública do Estado, mas que ele e seus pares estão unidos ao município para votar matérias de interesse da população, principalmente no que condiz ao enfrentamento desse vírus que assola o mundo inteiro.
O expediente da Câmara Municipal de Volta Redonda está normal para os servidores nesta segunda (25 de maio), mas permanece suspenso o atendimento ao público e, diante das considerações da Pandemia do novo Coronavirus Covid19, seguindo às normas técnicas aplicadas no Estado do Rio de Janeiro, o Presidente Nilton Alves de Faria- Neném, através do Ato n° 10.357, resolveu dispensar os servidores de suas atividades laborais por mais quatro dias, retornando no dia 1° de junho, embora todos setores permaneçam em regime de plantão neste período. Neném defende que seu trabalho e dos vereadores não sofreram mudanças quanto ao atendimento à população e disse que a função fiscalizadora de cada um segue no encontro com o cidadão.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    Meu caro, ao réu é permitido mentir em sua defesa, o que configura crime é a mentira da testemunha.

    • Avatar

      Mariano, você é é um defensor do Paulinho?? Segue texto para o seu esclarecimento:

      “Em seu artigo 342, o Código Penal (CP) brasileiro prevê o crime de falso testemunho ou falsa perícia, que se configura no ato de mentir ou deixar de falar a verdade nas seguintes situações: em juízo, processo administrativo, inquérito policial ou em juízo arbitral”

  2. Avatar

    O próprio MP e a Polícia Civil disseram em em entrevista que o vídeo divulgado antes da CPI para abrir o processo de cassação é uma tentativa de deturpar os a fatos ocorridos e uma afronta as investigações.. Todo o processo de prisão do vereador bandido foi legítimo e tem amparo legal, Paulinho só veio mostrar que é mais um político corrupto no Brasil e que não merece nossa confiança.. Encheu o saco de muita gente pra ir em reunião aqui e lá, pra botar adesivo com essa cara feia no carro pra que??? Pra chegar no final do seu mandato e vc fazer isso?? Responda como homem agora por seus atos e pare de bancar a mocinha vítima passando mal na CPI e indo na delegacia… Cresce cara!! Amadureça!! Evolua!!

  3. Avatar

    Esse cara é uma piada… Primeiro ele ameaça os policiais, tentou até tomar a arma deles, segundo relato da Dr. Delegada pelo caso, depois ele foi pedir proteção a polícia, a mesma do qual ele ameaçou, depois a mocinha fez registro de agressão física pelo prefeito, registro feito 60 dias dedois do ocorrido, o corpo de delito no dia da prisão do político corrupto não detectou nenhuma lesão em seu pequeno corpo frágil.. Se cuide Paulinho, pois relatar mentira em Juízo gera outro processo!!

Untitled Document