quarta-feira, 21 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Pezão recebe diretora do Banco Mundial

Pezão recebe diretora do Banco Mundial

Matéria publicada em 3 de março de 2015, 15:39 horas

 


Em visita ao Rio, Sri Mulyani Indrawati conheceu o sistema de trens da SuperVia e participou de inauguração de projeto social para mulheres

O governador Luiz Fernando Pezão recebeu, nesta terça-feira (03), a diretora-gerente e chefe de Operações do Banco Mundial, Sri Mulyani Indrawati, para um café da manhã de boas-vindas no Palácio Guanabara. Essa é a primeira vez que a representante visita o Brasil para conhecer de perto o trabalho realizado pelo Banco no país. No encontro, Pezão ressaltou a importância da parceria com o Estado e lembrou do apoio dado pelo Banco Mundial durante a tragédia causada pela chuva na Região Serrana, em 2011.

– O Banco Mundial foi um grande parceiro em um momento muito difícil, para a recuperação dos municípios atingidos pela chuva. Além disso, com o empréstimo do banco, também estamos investindo na compra de novos trens, o que representa uma importante mudança na vida da população do Rio e da Região Metropolitana. Só tenho a agradecer o apoio do Banco – disse o governador.

Em janeiro, o Governo do Estado lançou um programa, em parceria com o Banco Mundial, para ajudar o Norte e Noroeste fluminense a enfrentar os efeitos da estiagem.

 

Investimentos em mobilidade

Fruto da parceria com o Banco Mundial, o Estado também vem investindo na modernização do sistema ferroviário com a compra de 100 novos trens chineses. Já estão em operação 58 composições e até o final do ano chegam mais 42. A recuperação do sistema teve início em 2009, quando o Banco financiou US$ 166 milhões para a compra do primeiro lote de 30 trens. Ao todo, o Banco Mundial já investiu mais de US$ 1 bilhão em mobilidade urbana no Rio de Janeiro.

Na segunda-feira (02/03), a diretora do Banco Mundial visitou o Centro de Controle da SuperVia. O secretário de Transportes, Carlos Roberto Osorio, e o presidente da SuperVia, Carlos José Cunha, apresentaram o funcionamento do sistema de trens e falaram sobre os investimentos realizados no transporte em parceria com o banco.

Sri Mulyani Indrawati ainda conheceu o Teleférico do Complexo do Alemão e participou da inauguração do Programa Via Lilás, na Estação de Bonsucesso. Desenvolvido pela Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos em parceria com a Secretaria de Transportes, o Banco Mundial, a SuperVia e o RioSolidario, o projeto vai auxiliar mulheres vítimas de violência por meio de orientação, acolhimento e capacitação.

– O mais interessante é que se trata de um projeto de parceria com diferentes setores, envolvendo governo, ONGs, que garante o sucesso da iniciativa em prol do combate à violência contra as mulheres – afirmou a diretora-gerente.

Com o programa, serão instalados 93 totens interativos em 14 estações de trens, contendo informações sobre programas de atendimento e serviço de estruturas governamentais voltadas às vítimas de violência, assim como dados sobre rede de saúde, leis de garantia dos direitos da mulher e benefícios sociais.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar
    Antônio jorge Serrão Borges.

    Desde o império é assim e nunca vai mudar…

  2. Avatar
    ÊTA POVINHO ENDIVIDADO

    Parcerias entre Governo e banqueiro não presta. Mas o que importa isso ao POVINHO se ele mesmo faz parcerias de sobrevivência com os banqueiros, que neste caso pagam juros altíssimos? Depois, depois jogam a culpa do faturamento de bilhoes dos banqueiros no MEU BRasil, no POVO e nos POLÍTICOS.

  3. Avatar

    Esse é o nosso Brasil, onde tudo que se faz nesse pais, tem que ser financiado por alguem ou algum Pais ou Banco, desde da nossa Independencia tudo é financiado. Ou seja somos um Pais quebrado.

Untitled Document