quinta-feira, 20 de junho de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Políticas Públicas para o Meio Ambiente são discutidas em Volta Redonda

Políticas Públicas para o Meio Ambiente são discutidas em Volta Redonda

Matéria publicada em 9 de junho de 2019, 14:47 horas

 


Conferência municipal sobre o tema foi realizada nesta sexta e sábado, dias 07 e 08, com o tema ‘Volta Redonda, da Economia à Ecologia’

Volta Redonda-A 5ª Conferência Municipal de Meio Ambiente ocorreu nesta sexta e sábado, dias 07 e 08, com o tema “Volta Redonda, da Economia à Ecologia”, o evento reuniu funcionários da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e representantes da sociedade civil para apresentar e discutir propostas para preservação ambiental. O encontro foi no auditório do UGB (Centro Universitário Geraldo Di Biase), campus Aterrado.

Na solenidade de abertura, a presidente da FAM (Federação das Associações de Moradores) de Volta Redonda, Fátima Martins, afirmou que a realização da conferência confirma a importância da participação popular e do controle social.

– Temos que envolver a sociedade na discussão de temas fundamentais como o meio ambiente – disse.

Mônica Garcia, do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente, parabenizou o secretário Maurício Ruiz pela atuação à frente da secretaria.

– A fidelidade e o compromisso com que trabalha, tem feito Volta Redonda avançar nas questões ambientais – falou.

O secretário de Meio Ambiente de Volta Redonda, Maurício Ruiz, falou logo em seguida e lembrou que há dez meses assumiu o cargo.

– Aproveito essa conferência para fazer também uma prestação de contas das ações da secretaria. Avançamos para alcançar uma cidade mais verde e mais sustentável – afirmou, lembrando o plantio de árvores e a criação de um departamento para trabalhar políticas públicas para a proteção animal.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Joselito Magalhães, disse que o município procura crescer com sustentabilidade.

– Fomentar a economia com sustentabilidade é uma meta – disse.

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, lembrou que exemplo disso foi a implantação do ônibus Tarifa Comercial Zero.

– O ônibus elétrico, com zero poluição do ar, circula pelos Centros Comerciais, com passagem grátis, fomentando o comércio, movimentando a economia, de maneira sustentável – lembrou.

Ozélia Norma de Souza, representante do Fórum Negritude do Sul Fluminense, aplaude as iniciativas do poder público como o Tarifa Comercial Zero e acha importante participar e conhecer os projetos para a preservação do meio ambiente.

– Meio ambiente é vida e todo cidadão tem como colaborar para sua conservação – disse.

Ela acrescentou que faz parte de um grupo de escoteiros em Pinheiral e ficou empolgada com uma visita guiada no Parque Natural do Ingá.

– Essa é outra ação louvável do governo – disse.

No sábado, dia 08, a programação incluiu a formação de grupos de trabalho com temáticas como: coleta e descarte de resíduos sólidos; bem-estar e proteção animal; gestão das florestas e da biodiversidade; gestão das águas e do saneamento ambiental; gestão da educação ambiental e da construção da agenda 21; e gestão da informação, fortalecimento institucional do município para a capacitação de recursos.

Também no sábado, houve a eleição para membros e delegados do Conselho Municipal do Meio Ambiente (Comdema). Dentre as atribuições do Comdema, estão: elaborar, aprovar e acompanhar a implementação da Agenda Municipal do Meio Ambiente, a ser proposta aos órgãos do SISMAM (Sistema Municipal de Meio Ambiente), recomendando os temas, programas e projetos considerados prioritários para a melhoria da qualidade ambiental e o desenvolvimento local sustentável.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. Avatar
    pagador de impostos

    O pó ( calma pessoal, estou falando do pó na atmosfera) em Volta Redonda está cada vez pior. Qualquer discussão ambiental que não inclua a poluição atmosférica como prioridade número 1, é conversa pra boi dormir.

  2. Avatar

    Isso e serio meio ambiente ja to cansado de ligar para o orgao responsavel por fiscalizar areas afetadas como por exemplo vila mury onde moro o inea recebe as ligaçoes pegam os nossos dados ficam de enviar os tecnicos para averiguarem e o que acontece, espero sentado pois em pe ficaria cansado e a ultima vez que liguei a pessoa que me atendeu disse senhor a unica solucao que tem e ingressar uma açao na justiça so assim talvez tera algum retorno e mole e ai como fica seu samuca silva esse inea ai resolve alguma coisa… Piada ne ..

  3. Avatar

    Favela construída na entrada do bairro BELMONTE. Dentro de OBRA do governo destinado aos IDOSOS. Em VOLTA REDONDA. Enfeiando o bairro que outros governos levaram anos para pavimentar. Está ridículo quem passa de ônibus ver esta bagunça na entrada do bairro BELMONTE

  4. Avatar

    Esse blá blá blá é para abafar o ocorrido no Belvedere.

    • Avatar

      VAI VENDO aí o que dá votar em candidatos que NÃO CONHECEM a Administração Pública e NAO ENTENDEM de Gestão Pública.

  5. Avatar
    A verdade está lá fora

    Vila suja, esburacada, lâmpadas queimadas, pedintes, calçada tomadas por ambulantes…

    Por pior que fossem outros governos, a Vila sempre foi arrumadinha.

    Praça dos inocentes as escuras e cheia de maconheiros.

    Biblioteca, uma sujeira só.

    Fora menores, sábado a noite em atos libidinosos e consumindo álcool.

    Belvedere, uma bagunça, aterraram um lago, deixaram diversos bairros sem água por dias e dias.

    E a poluição só aumenta e a prefeitura não toma atitudes em prol da população…

  6. Avatar

    Realmente tem que haver discussões sobre políticas públicas sobre meio ambiente em nossa cidade, pois recentemente mataram a lagoa aqui próximo ao bairro Belvedere, e tudo indica que foi para um empreendimento particular de um cara cheio do dinheiro. A lagoa já foi, mas as discussões continuam. Acredita? KKKKKKKkkkkkk.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document