segunda-feira, 28 de setembro de 2020 - 05:53 h

TEMPO REAL

 

Capa / manchete1 / Prefeito de Barra Mansa consegue verba para ETE com Ministro das Cidades

Prefeito de Barra Mansa consegue verba para ETE com Ministro das Cidades

Matéria publicada em 28 de abril de 2015, 19:33 horas

 


Durante reunião em Brasília, Kassab garante recursos que permitirão ao município tratar 65% do esgoto

Reunião: Jonas e Kassab conversam sobre recursos para saneamento básico (Foto: Divulgação)

Reunião: Jonas e Kassab conversam sobre recursos para saneamento básico
(Foto: Divulgação)

Brasília/Barra Mansa

O prefeito de Barra Mansa, Jonas Marins (PC do B) se reuniu hoje em Brasília com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, junto com o secretário municipal de Planejamento Urbano, Ronaldo Alves, e o diretor executivo do Serviço Autônomo de Água e  Esgoto de Barra Mansa (Saae-BM), Horácio Delgado.

No encontro, que foi intermediado pelo deputado federal Alexandre Serfiotis (PSD), o ministro garantiu ao prefeito a assinatura do convênio que vai liberar uma verba federal de cerca de R$ 89,2 milhões para investimento em uma Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) no bairro Saudade, com capacidade para tratar 125 litros de esgoto por segundo, e para a expansão da rede coletora de esgotos  em trinta bairros.

A verba prometida pelo ministro faz parte do PAC 2 – Saneamento, e o Saae-BM já havia se habilitado para obter o recurso, que agora foi assegurado pelo ministro.

Segundo Jonas, após a construção da ETE, Barra Mansa terá capacidade de tratar quase 100% de seu esgoto e vai tratar efetivamente 65% da carga poluidora doméstica lançada pelo município no Rio Paraíba do Sul.

— Com esse tratamento, Barra Mansa terá um importante avanço, que vai ajudar a muitos outros municípios, já que a cidade, junto com Volta Redonda, é responsável por quase 70% da carga poluente lançada no Rio Paraíba do Sul. Tratando boa parte desse esgoto, vamos garantir uma água de melhor qualidade para os municípios que captam água desse importante manancial. Isso se torna ainda mais importante quando sabemos que a vazão do Rio Paraíba do Sul está reduzida, em função da crise hídrica — disse Jonas, destacando que esse é o maior investimento em saneamento do estado do Rio com recursos do orçamento da União.

Para efeito de comparação, a Estação de Tratamento de Esgoto Engenheiro Gil Portugal, inaugurada no último dia 24 em Volta Redonda, tem capacidade para tratar 140 litros de esgoto por segundo. Com essa estação, a cidade passou a tratar 40% de seus resíduos domésticos, mas há outras estações de tratamento em funcionamento.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    Bem quero saber como fica as que estão em construção, a próxima ao Getúlio Vargas e a que fica frente a Barbara, porque não termina estas primeiro. O dinheiro chega a obra não termina no governo dele aí o restante da grana some e fica mais uma obra inacabada só isso.

  2. Avatar

    O encontro foi intermediado pelo deputado Alexandre Serfiotis, aquele mesmo que votou SIM para a terceirização? Sempre ao lado do povo esse rapaz… opa, excelentíssimo rapaz.

    • Avatar

      Ele realmente votou sim , e concordo com ele, temos q acabar com a hipocrisia nesse país , afinal a presidente fez isso com a saúde, trazendo escravos, opa quer dizer médicos de Cuba e ninguém falou nada, o congresso tá mais q certo em legalizar e determinar novas regras da terceirização . Chega de Mimimi, se o governo federal pode fazer isso com a saúde, pq não fazer em todo o setor produtivo?

  3. Avatar

    Blá,blá, blá…..a crise em Barra Mansa é grande, porém está noticia nos alegra.

Untitled Document