Prefeito pede ao Ministério da Saúde implantação do ‘Castramóvel’ em Resende - Diário do Vale
sexta-feira, 17 de agosto de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Prefeito pede ao Ministério da Saúde implantação do ‘Castramóvel’ em Resende

Prefeito pede ao Ministério da Saúde implantação do ‘Castramóvel’ em Resende

Matéria publicada em 11 de março de 2018, 09:30 horas

 


Resende – O prefeito Diogo Balieiro (DEM) espera anunciar em breve a chegada de um “Castramóvel” para Resende. Em sua mais recente viagem a Brasília, o prefeito esteve com o Secretário Nacional do Ministério da Saúde, Rogério Abdalla, e com o Coordenador geral de Ações estratégicas em Educação na Saúde, Gilberto Laranjeiras, para tratar da implantação do programa no município.

A unidade promove a castração de animais de rua, evitando a superpopulação e a proliferação de doenças. Com isso, Resende pode se adiantar e ser uma das primeiras cidades do Estado do Rio a receber um “castramóvel” via governo federal. O Ministério da Saúde passou a financiar unidades móveis para controle de zoonoses em janeiro deste ano. Durante o anúncio da nova rubrica no orçamento da pasta, ficou acertado que o programa receberá R$ 24 milhões para 198 propostas.

Uma destas propostas será feita pela prefeitura de Resende e, caso seja aprovada, vai permitir a chegada do “castramóvel” no município. O prefeito apontou que desde o início do mandato há uma preocupação do governo com a questão dos animais de rua. Em fevereiro de 2017, Balieiro retomou os trabalhos do Centro de Controle de Zoonozes. Desde então, milhares de procedimentos já foram realizados no CCZ, que pode ganhar o reforço de uma unidade móvel.

CCZ em Resende

O Centro de Controle de Zoonoses de Resende, que estava com suas atividades paralisadas e praticamente abandonado até janeiro de 2017, foi recuperado pela atual administração e retomou suas atividades com carga total.

Apenas para se ter uma ideia do trabalho realizado lá, basta dizer que em 2017 o CCZ prestou 2.399 atendimentos, sendo 1.234 cirurgias em cães e gatos. Já nos primeiros dois meses de 2018, o Centro já realizou 250 atendimentos.

Entre os serviços prestados no local, que conta com uma equipe formada por médicos veterinários, atendentes, recepcionista, motorista e auxiliares de serviços gerais, estão: consultas clínicas, cirurgias de castração de cães e gatos, feira responsável de adoção de animais e recolhimento de animais das ruas, além da campanha de vacinação antirrábica.

Para o coordenador do Centro, Rodrigo Teixeira, a vinda de uma unidade móvel de castração de animais para o município, terá um impacto muito positivo nos serviços prestados pelo Centro:

“Graças aos investimentos que o prefeito Diogo Balieiro Diniz fez no CCZ, conseguimos expandir, e muito, o nosso atendimento aqui no centro. Agora, com a aquisição desta unidade móvel poderemos ampliar ainda mais nossos serviços, atendendo os animais que vivem em locais mais afastados, cujos proprietários não têm como levá-los até o CCZ. Sem dúvidas será uma grande conquista” – disse.

Untitled Document