sexta-feira, 18 de setembro de 2020 - 17:33 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Prefeitura de Barra Mansa realiza primeira Audiência Pública do distrito de Amparo

Prefeitura de Barra Mansa realiza primeira Audiência Pública do distrito de Amparo

Matéria publicada em 26 de maio de 2016, 22:10 horas

 


Explicação: Ronaldo Alves afirma que prefeitura ainda não conseguiu que empresas de telefonia assinem termo de ajuste de conduta

Explicação: Ronaldo Alves afirma que prefeitura ainda não conseguiu que empresas de telefonia assinem termo de ajuste de conduta

Barra Mansa –  A prefeitura de Barra Mansa realizou na noite desta quarta-feira (25), a primeira Audiência Pública do distrito de Amparo. Dezenas de moradores se reuniram na quadra poliesportiva do Colégio Municipal Jahyra Fonseca Drable para apresentar ao governo municipal suas reivindicações sobre telefonia móvel, fixa e internet. O prefeito Jonas Marins assinou, durante o evento, o decreto 8510/16, que suspende a implantação de novas torres de telefonia móvel até que as já existentes no município sejam regularizadas.
Participaram do evento o prefeito Jonas Marins; os secretários municipais de Planejamento Urbano, Ronaldo Alves, e Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Izabella Resende; o coordenador do Procon BM, Bruno Maciel; o representante da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB BM (Ordem Dos Advogados do Brasil), Douglas Maia; a diretora do colégio municipal, Eliane Fonseca, a vereadora em exercício Maria Lúcia, e representantes da empresa Oi, que ouviram as demandas e irão apresentar aos seus superiores.
— A equipe do Procon realizou, desde o ano passado, diversos testes e levantamentos, inclusive no distrito de Amparo. A situação da telefonia fixa e móvel é crítica. A ausência é praticamente total. As reclamações chegam a marca de 35% do total que recebemos. Nosso intuito não é apenas multar as empresas, queremos resolver o problema da população — explicou Bruno Maciel, acrescentando que, pela lei, as empresas de telefonia têm o dever de atender a todos os moradores de distritos e zonas rurais.
O secretário de Planejamento frisou que a prefeitura está trabalhando, desde o início do atual governo, para regularizar as torres de telefonia em Barra Mansa. O município tem atualmente 49 torres. Todas irregulares.
— Fizemos o levantamento da situação de cada equipamento e chamamos as empresas para assinar um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) para regularizar essas torres. Até agora, não conseguimos nenhuma assinatura. Por isso, o prefeito Jonas assinou o decreto que suspende a implantação de novos equipamentos — destacou Ronaldo Alves.
A vereadora Maria Lúcia usou a palavra para reforçar o pedido da comunidade local.
— Estamos numa situação muito difícil e faço um apelo, mais uma vez, para que esse problema seja resolvido. Sei que não é por falta de luta do prefeito e, por isso, peço um carinho especial das empresas. A falta de telefonia interfere até mesmo em nossa segurança. Se acontece um acidente na estrada, não temos como pedir socorro, por exemplo — salientou Maria Lúcia.
Douglas Maia, por sua vez, informou que a telefonia é considerada um serviço essencial e que qualquer cidadão que se sentir lesado pela falta do serviço pode recorrer ao judiciário.
Jonas destacou a importância da realização da Audiência Pública e lamentou a ausência da empresa Tim.
— Quero deixar claro que não vamos descansar um segundo enquanto esse problema não for resolvido. Lamento profundamente a ausência da Tim, que construiu uma torre no distrito de Amparo e atende apenas a Volta Redonda. Autorizamos a implantação porque beneficiaria os moradores daqui, mas não foi o que aconteceu. Não dá para aceitar essa covardia. Por isso, se em 20 dias, a Tim não comparecer à prefeitura para assinar o TAC, iremos lacrar a torre, doa a quem doer — disparou o prefeito, sendo aplaudido pelos moradores da localidade.
O prefeito lembrou ainda que o poder público não tem poder para intervir na telefonia móvel e fixa, já que as operadoras receberam concessões para prestação de serviço. “Nossa responsabilidade é fiscalizar e cobrar melhorias e isso estamos fazendo. Tudo que foi falado aqui será encaminhado aos responsáveis e, possivelmente, ao judiciário”, finalizou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    Fora Jonas e leva essa peste do ROBSON que vc colocou na UPA LESTE e mora em amparo, um lugar tão tranquilo com um capeta desse

  2. Avatar

    #FORA JONAS

  3. Avatar

    Esse Prefeito agora aos 44 minutos do 2o.tempo apareceu em Amparo….É só blá, blá,blá….
    Juntamente com Maria Lúcia, Ronaldo, Bruno….estão achando que o povo de Amparo é trouxa…..

  4. Avatar

    #FORA JONAS

Untitled Document