quinta-feira, 21 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Professores da rede estadual se reúnem na Praça Brasil

Professores da rede estadual se reúnem na Praça Brasil

Matéria publicada em 27 de abril de 2016, 21:14 horas

 


Debate: Professores da rede estadual discutem andamento da greve (Foto: Franciele Bueno)

Debate: Professores da rede estadual discutem andamento da greve
(Foto: Franciele Bueno)

Volta Redonda – Professores da rede estadual de ensino, representantes do Sepe (Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação) do Médio Paraíba, do Sindicato do Funcionalismo Público de Volta Redonda e estudantes realizaram no final da tarde de ontem, um encontro, na Praça Brasil, para informar a categoria sobre o movimento grevista. De acordo com um dos diretores do Sepe de Volta Redonda, Thiago Ferreira de Oliveira, algumas reinvindicações feitas durante a greve foram totalmente atendidas, outras parcialmente e algumas não. Uma delas, parcialmente atendida, é a questão do pagamento dos aposentados. Segundo Thiago, o governo se comprometeu em pagar este mês o salário daqueles que recebem até R$ 2 mil e os demais devem receber parcelado.

– Vamos aguardar para averiguar se realmente o Estado irá cumprir o que acatou. O governo disse ainda que os aposentados que recebem mais de R$ 2 mil receberiam parcelado o salário – comentou, acrescentando que os profissionais ativos devem receber com atraso no calendário que deve retornar gradativamente para o 2º dia útil.

O diretor do Sepe destacou que 70% dos professores e funcionários no estado aderiram à greve, deflagrada há quase dois meses. Thiago informou que o Sepe Central e a bancada do Psol na Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) entraram com uma liminar para confiscar os bens do governo, devido ao atraso e o não comprimento dos salários dos profissionais da educação, mas o estado recorreu e conseguiu impedir a ação.

Outras reinvindicações que os profissionais querem que seja revisada são o cumprimento de metas nas escolas para receber gratificações e o cargo comissionado de diretor de escola.

– Esse cumprimento de metas para receber as bonificações acaba maquiando as aprovações de alunos que não tem base educacional e acabam sendo aprovados, prejudicando a educação e comprometendo o estudante, mas parcialmente isso pode ser revisto. Os cargos comissionados comprometem a participação da comunidade escolar – falou.

Em relação às ocupações dos estudantes, Thiago de Oliveira disse que quatro escolas em Volta Redonda continuam ocupadas. Ele destacou que a atitude dos alunos fortaleceu as reinvindicações que também são de interesse deles, que, segundo ele, foram os que mais apoiaram à categoria e conhecem de perto o cenário atual das condições físicas e educacionais das escolas.

Outra diretora do Sepe de Volta Redonda, Maria da Conceição Nunes, apoia a ocupação dos estudantes. Ela disse que, em nenhum momento, o Sepe influenciou na decisão, pois os alunos também possuem suas próprias reivindicações.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

11 comentários

  1. Avatar

    Quando o Diario do vale disse que os professores se reuniram pensei numa grande quantidade e olha o que eu vejo na foto?? Meia duzia de gatos pingados. E mesmo que fosse um numero maior, é uma greve sem sentido, num momento delicado da economia e que está atrapalhando a vida dos estudantes e principalmente, a grande maioria dos professores estão nas suas casas de férias. Isso é greve?? O governador tinha que meter falta nesses descompromissados. Tenho pena é dos alunos.

    • Avatar

      Querido professor,

      A foto postada na notícia é focada na intervenção cultural apresentada pelos ocupantes do Instituto de Educação Professor Manuel Marinho.
      O público, em sua maioria, estava atrás do fotógrafo; sendo assim, não apareceu no registro. Posso garantir ao senhor que havia, no momento em que foi tirada a foto (final do ato) em torno de 100 a 150 profissionais de educação.

      Discordo veementemente do senhor no que se diz a inexistência de sentido da greve; o desmonte da educação pública no estado do Rio de Janeiro chegou no àpice, o que ocasionou a luta unificada em prol da educação.

      O momento é delicado, mas isso não justifica o descaso com a educação.

      O que está atrapalhando a vida do corpo discente são os inúmeros cortes na educação, a falta de segurança e higiene nas escolas, a modelo jurássico de ensino, o autoritarismo nas escolas, o machismo, o racismo e a homofobia; entre outros diversos fatos.

      O senhor está tremendamente engano quando afirma que a maioria dos professores estão em casa de férias; o corpo discente está em luta, inclusive por você!

      O governador não deveria dar falta coisa nenhuma, greve é um direito assegurado por lei.

      Descompromissado é o senhor, descompromissado com a luta pela educação pública; conformista, um pelego por exelência!

      Nós temos pena do senhor.

  2. Avatar

    quem sai prejudicado com tudo isso são os alunos, alunos que precisam ter base pra fazer uma boa faculdade e não estão tendo os conteúdos necessários. Vocês acham que quando acabar a greve os conteúdos serão passados para os alunos da mesma forma e atenção que seriam passados nos dias letivos normais? É dessa forma que o governo quer pessoas sem a formação adequada , pessoas fáceis de serem manipuladas. Como ficaram a situação dos nossos filhos?Vamos acabar com essa palhaçada , nossos filhos precisam de educação. Já pensou se todos decidem fazer greve , onde e como ficaram o nosso país . VAMOS DAR UM BASTA NISSO!!!!!!!!!

    • Avatar

      Maria,

      O que prejudica o estudante é o descaso do governo com a educação pública, são os inúmeros cortes na educação, a falta de segurança e higiene nas escolas, a modelo jurássico de ensino, o autoritarismo nas escolas, o machismo, o racismo e a homofobia; entre outros diversos fatos.

      Os conteúdos, horas obrigatórias e dias letivos serão devidamente repostos.

      Eu discordo quando a senhora diz que pessoas sem formação adequada (?) são mais fáceis de serem manipuladas; têm muitos professores (?) e demais graduados defendendo o governo estadual mediante à todo desmonte, principalmente na educação e na saúde.

      Vocês (?) não vão acabar com “palhaçada” (?) nenhuma, pois a greve é garantida por lei ao profissional. Greve se dá a situação limite e é a única forma legal do profissional de lutar pelos seus direitos.

      A senhora está muito enganada se pensa que educação se resume à sala de aula, educação é bem mais que isso!

      Se a situação é grave, a solução é greve!

      Só a luta muda a vida.

  3. Avatar
    Antonio Carlos Peludo

    O mestre deve ficar em casa ,sem salario e sem respeito eles estão fazendo o jogo do poder e não demora logo logo a culpa sera deles se não ficarem na sua .

  4. Avatar

    Essa greve está sendo muito útil ao governo, imaginem quanto se economizou com gasto de água, energia elétrica, merenda e outros gastos nestes 2 meses …
    A greve deum modo geral é como uma situação de refém :
    Onde os alunos são as vítimas, os pais as mães das vítimas, o governador é um padrasto e sobrou para os professores o papel de bandido…
    Os pais nada podem fazer…
    Os alunos muito menos…
    Para o governador se a vítima morre ( perde o ano letivo) a culpa é dos bandidos, ele ainda tem uma redução de gastos…
    Para os professores uma profissão cada dia mais desvalorizada fica o triste papel de bandido…
    Quem ficará com a culpa pelo que vítima esta passando, INDEPENDENTE de conseguir ou não as exigências feitas…
    APREDAM A FAZER GREVE… FAÇAM PARALIZAÇÕES, PEÇAM APOIO DA SOCIEDADE, PAREM DE FICAR RECLAMANDO EM SALA DE AULA, QUASE TODOS OS PARTIDOS JÁ ESTIVERAM NO PODER, ENTÃO NÃO ADIANTA FAZER DISCURÇO EM SALA DE AULA DE QUE O POVO TEM DE APRENDER A VOTAR…
    VOCÊS É QUE TEM DE APRENDER A REIVINDICAR…

  5. Avatar

    me admiro muito os professores apoiarem esse movimento dos alunos de ocupaçao de escolas aonde os alunos ficam prejudicados por causa da decisao de uma minoria, os pais destes alunos que participam desse movimento deveriam agir e retirar seus filhos desses movimentos.

    • Avatar

      Ninguém é prejudicado em ocupação; todas as aulas perdidas devem ser devidamente repostas.
      Ocupação se dá com o consentimento e aprovação da maioria.
      Ocupação é uma garantia legal, pais não devem retirar seus filhos, devem apoiar e lutar junto por uma educação pública de qualidade!

  6. Avatar

    e palhaçada, e tem que acabar,os pais dos alunos que estao la tem que dar uma dura nos seus filhos e acabar com isso que projudica todos alunos dessas escolas que estao ocupadas, vamos acabar com isso gente.

    • Avatar

      Ocupação se dá mediante situação limite. Ocupação não se discute, se respeita!
      O que você chama de palhaçada, é na verdade um direito; que deve ser aceito e respeitado pela sociedade.
      O que prejudica o estudante é o desmonte da educação pública; pare de propagar desinformação.
      Enquanto estivermos no nosso direito, ninguém vai acabar com nada!

      “Ser jovem e não ser revolucionário é uma contradição genética!”

  7. Avatar

    ocupaçao e palhaçada, e tem que acabar,os pais dos alunos que estao la tem que dar uma dura nos seus filhos e acabar com isso que projudica todos alunos dessas escolas que estao ocupadas, vamos acabar com isso gente.

Untitled Document