Projeto prevê aulas de educação no trânsito - Diário do Vale
quarta-feira, 22 de setembro de 2021 - 12:27 h

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Projeto prevê aulas de educação no trânsito

Projeto prevê aulas de educação no trânsito

Matéria publicada em 22 de maio de 2016, 17:53 horas

 


O diferencial da proposição de Granato que o conteúdo deverá ser oferecido de forma rotineira

Granato: ‘Somente a educação poderá reverter o quadro de acidentes de trânsito’

Granato: ‘Somente a educação poderá reverter o quadro de acidentes de trânsito’

Volta Redonda – Tentando colaborar para a diminuição do número de acidentes de trânsito com ou sem vítimas em Volta Redonda, o vereador Washington Granato (PTC) apresentou um PL (Projeto de Lei), que tramita na Câmara Municipal, e prevê a criação do “Programa Educação no Trânsito”, destinado aos alunos do ensino fundamental das escolas da rede pública. Segundo a proposição, o parlamentar esclareceu que as unidades de ensino deverão realizar seminários, palestras, dinâmicas de grupo, simpósios ou qualquer outra forma de explanação, abordando assuntos relacionados à educação, à prevenção e à segurança no trânsito.
O diferencial do PL, de acordo com Granato, é o fato de que o conteúdo acerca da educação no trânsito, independente da modalidade de explanação, deverá ser oferecida de forma rotineira nas escolas da rede pública de ensino do município, respeitando o limite máximo de duas semanas entre uma e outra explanação.
– Vale ressaltar que as explanações deverão ter duração de, no mínimo, 30 minutos, sendo facultada a direção da escola municipal a escolha da modalidade e o responsável pela abordagem do tema “educação no trânsito”, sendo admitida a substituição dos educadores por profissionais ou pessoas estranhas à escola, mas que estão diretamente ligadas ao objetivo desta lei e que estejam devidamente capacitados para a realização das atividades – frisou.
Sobre o conteúdo que será repassado aos alunos, Granato afirmou que as apresentações deverão ter como foco a difusão dos princípios da segurança no trânsito, a promoção da preservação do patrimônio público, a fomentação da sustentabilidade socioambiental, além de promover aos estudantes a reflexão sobre a realidade do trânsito.
– Para colaborar com este ambiente educativo, nas dependências das escolas municipais deverão ser afixados, permanentemente, cartazes e informativos de material referente ao comportamento seguro no trânsito. Mesmo com a inclusão destas novas ferramentas, ressalto que a implementação deste programa nas escolas não retira qualquer autonomia pertinente a sua respectiva grade curricular e ao seu projeto político-pedagógico – esclareceu.
Granato ainda chamou atenção para o fato de que as escolas deverão fazer, anualmente, um balanço geral de todas as ações e atividades que foram desenvolvidas no programa, inclusive, apresentando relatórios aos alunos, pais e comunidade em geral.
– No balanço geral também poderá constar as estratégias a serem desenvolvidas no ano subsequente, em prol da melhoria do programa, incluindo pontos negativos e positivos, bem como sugestões – disse,

Motivação da criação do PL

Granato afirmou que, embora Volta Redonda possua uma mini cidade do trânsito que é regularmente utilizada, e oferece ações práticas aos estudantes, é necessário promover ações mais enfáticas visando colaborar na redução dos acidentes de trânsito.
– O Brasil tem sido recordista no número de acidentes de trânsito, muitos deles com vítimas, e tantos outros com vítimas fatais. Somente a educação poderá reverter esse quadro. Infelizmente, falta conscientização, tanto do motorista quanto do pedestre. Por isso, faz-se necessário disseminar regras de trânsito nas escolas, uma vez que os alunos, em sua maioria, serão os futuros condutores de automóveis – relatou.
Além disso, o vereador ainda falou que trabalhar o tema “trânsito” com crianças do ensino fundamental é importante, pois o aprendizado durante esta fase é mais fácil para ser assimilado.
– Isto faz com que os alunos cresçam com consciência de seus deveres e direitos no trânsito, bem como no desenvolvimento de valores como solidariedade, respeito e colaboração – falou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. O vereador está fazendo propaganda eleitoral com essa ideia mirabolante. O que ele propõe, o futuro motorista vai aprender antes de receber a carteira de motorista.

    O que os alunos precisam é de ensino de qualidade, de aprender a Língua Portuguesa, Matemática e Ciências. Se eles aprenderem bem isso já é garantia de um motorista exemplar.

    E ensino de qualidade basta o feijão com arroz como mostra no semiárido cearense tem escolas públicas com níveis de países ricos.

    Como ele é advogado não conhece a Administração Pública e não entende de Gestão Pública.

  2. As escolas de Volta Redonda estão com o quadro de profissionais reduzido. Professores não tem tempo para realizar planejamento, alunos não tem aula extraclasse. Se a escola tem essa importância social, onde o professor colabora para resolver problemas da cidade, pq não se investe na educação? O governo decide o q a escola tem q fazer, sem dar meios e fornecer materiais. Assim é fácil governar. Mas educar e ensinar está cada vez mais difícil.

Untitled Document