Projeto que proíbe revista íntima em presídios deve ser votado amanhã na Alerj

by Diário do Vale

Rio

O projeto  que proíbe a realização de revista íntima nos visitantes de presos no Estado do Rio, deve voltar à pauta na sessão de amanhã da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro). O projeto havia sido retirado de pauta após receber sete emendas na última quinta-feira. De autoria dos deputados Marcelo Freixo (PSol), Jorge Picciani (PMDB) e André Ceciliano (PT), o texto havia sido incluído na ordem do dia em regime de urgência, e recebeu pareceres favoráveis de todas as comissões.
Das emendas apresentadas, seis são do deputado Flávio Bolsonaro (PP) e uma do deputado Zaqueu Teixeira (PT). Ao defender o projeto em plenário, Freixo ressaltou seu caráter suprapartidário.
– Essa é uma casa da diferença. E quando a diferença entende que há um ponto em comum, quem ganha é a democracia. Mais importante não é quem é o autor, é que esta realidade deixe de existir – declarou.
Na justificativa do texto, os deputados afirmam que seu objetivo é respeitar a dignidade dos visitantes.
– A Constituição diz que ‘nenhuma pena passará da pessoa do condenado’. Dessa forma, nenhum visitante do preso poderá sofrer constrangimento ou restrições de direitos, o que nos obriga a considerar inadmissível a ausência de limites à revista realizada nos visitantes do apenado – afirmam.

You may also like

6 comments

Vic Sage 16 de março de 2015, 18:16h - 18:16

Projeto do PSOL e do PMDB, dois partidos que teoricamente seriam de extrema oposição, em conjunto, para beneficiar vagabundos, alguém aina acredita que existam partidos de direita nesse país?

Edival um dos Velinhos do Neto 10 de março de 2015, 11:34h - 11:34

Tenho visto nos filmes americanos nos presidios a visita aos presos e atraves da cabina com vidro e telefone pra comunicação, as entradas tem portas com censor igual porta de banco,porque não copiar.

charle 10 de março de 2015, 09:48h - 09:48

A cada dia a coisa fica pior. Daqui uns dias seremos perseguidos por sermos honestos e trabalhadores. Estamos vendo nossos políticos cada vez mais se preocupando com o bem estar do bandido e se preocupando cada vez menos com quem trabalha e se dignifica em não se envolver em corrupção, roubalheiras. Quem devia se preocupar com a família do preso é o próprio preso, pois é ele que, com sua atitude coloca seus familiares nessa situação vexatória.

Leitora 10 de março de 2015, 07:37h - 07:37

Respeitar a dignidade dos visitantes? Sim todos merecem respeito, mas qtos deles vão ali com a intenção de favorecer os presos????
Tanta coisa pra se preocupar, pra se pensar e eles pensando nisso!!!

EDIGAR SILVA 9 de março de 2015, 22:00h - 22:00

Do jeito atual, os bandidos tem celular, maconha, cocaína, crack, praticam a agiotagem interna com concordância de seus vigias, TV a cores de 50 polegadas, celas com ar condicionado, e de vez em quando fazem um churrasco animado por belas beldades. E ainda tem por direito o auxílio reclusão. É MELHOR FICAR PRESO DO QUE SOLTO!!!

ronaldo 9 de março de 2015, 21:06h - 21:06

Agora que sera chancelado a entrega de material ilegal a presos por pessoas q irão visitar os presos…não necessariamente um parente pode levar drogas e algum tipo de material ilegal…mas um vagabundo se passando de simples visita…na moral…tinha q ser o m* do freixo

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996