quarta-feira, 23 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Rede municipal de ensino terá palestras de combate ao suicídio

Rede municipal de ensino terá palestras de combate ao suicídio

Matéria publicada em 20 de setembro de 2019, 19:03 horas

 


Iniciativa foi proposta pelo vereador Laydson à secretária de Educação, e poderá envolver distribuição de cartilha

Laydson e Rita Andrade conversam sobre ações de combate ao suicídio
(Foto: Jean Alves – Assessoria Laydson Cruz)

Volta Redonda- As escolas da rede municipal de ensino de Volta Redonda vão contar com uma iniciativa para reforçar o combate ao suicídio: um professor e um aluno de cada escola serão escolhidos para participarem de palestras a serem feitas por especialistas em combate ao suicídio. Depois disso, voltarão a suas escolas, onde repassarão os conhecimentos adquiridos a professores e alunos. Além disso, a intenção é distribuir aos alunos uma cartilha com informações para enfrentar esse problema.
A intenção de promover esse evento nasceu em uma reunião entre o vereador Laydson Cruz e a secretária municipal de Educação, Rita Andrade. Laydson fez uma indicação para que a prefeitura busque parcerias público-privadas para produzir a cartilha.
— Na qualidade de pastor, lido todos os dias com adolescentes que enfrentam a depressão. Na verdade, o suicídio é a etapa final de um processo, que pode levar alguns anos — disse Laydson.
De acordo com dados do CVV, cerca de 11 mil pessoas telefonam por dia para o número do centro, em todo o país. Não é possível precisar o número de ligações em Volta Redonda porque os telefonemas são distribuídos nacionalmente.
A secretária municipal de Educação afirmou que é favorável á iniciativa:
— Não temos registros recentes de suicídios ou tentativas na rede municipal de ensino em Volta Redonda, mas isso não quer dizer que uma ação preventiva como essa não seja oportuna. Afinal, a ideia é manter esse tipo de ocorrência em zero — disse.
A coordenadora de Comunicação do Centro de Valorização da Vida(CVV), Zenaide Rocha, afirmou que existe muita subnotificação de suicídio:
— Algumas ocorrências aparecem como afogamento, outras como atropelamento e outras, ainda, como acidente doméstico. Muitas vezes, a pessoa está tentando fugir da depressão se atirando no álcool, nas drogas ou mesmo no sexo e no trabalho. Tudo isso pode ser uma forma inconsciente de suicídio, já que o equilíbrio é a melhor forma de termos saúde e bem-estar físico e mental — disse Zenaide.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document