quinta-feira, 28 de maio de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Região terá núcleos do programa ‘Esporte e Cidadania para Todos’

Região terá núcleos do programa ‘Esporte e Cidadania para Todos’

Matéria publicada em 2 de julho de 2017, 21:22 horas

 


Volta Redonda e Pinheiral estão entre os municípios beneficiados pela iniciativa

Chegada: Leonardo PIcciani (segundo da esquerda para a direita) chega para anunciar o programa, acompanhado por Rosana Bergone

Chegada: Leonardo PIcciani (segundo da esquerda para a direita) chega para anunciar o programa, acompanhado por Rosana Bergone

Volta Redonda e Rio –  O Ministro do Esporte, Leonardo Picciani e o Secretário Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social, Leandro Cruz anunciaram neste sábado, dia 01, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, o lançamento da implantação de 56 núcleos do programa “Esporte e Cidadania para Todos” no Estado do Rio de Janeiro.
Nas regiões Centro Sul, Sul Fluminense e Costa Verde, sete municípios receberão 15 núcleos do programa esportivo, que terão as atividades iniciadas a partir do dia 17 de julho. A coordenação das atividades será da UFF.
Ao todo serão quase três mil crianças e adolescentes beneficiados dos municípios de Volta Redonda, Pinheiral, Paraíba do Sul, Areal, Três Rios, Levy Gasparian, Mangaratiba, além de um núcleo para os internos do Novo Degase (Departamento Geral de Ações Sócio Educativas), localizado no bairro Roma, em Volta Redonda.
De acordo com o coordenador regional, Laiam Bergone, cada núcleo contemplará, em média, 200 crianças e, no Degase, todos os internos, que são 167 jovens, poderão escolher e participar de três modalidades esportivas – jiu-jitsu, vôlei e futsal.
— Na cidade de Volta Redonda serão seis núcleos implantados nos bairros Vila Brasília, Belo Horizonte, Verde Vale, Três Poços, Roma, Santo Agostinho e Açude, em um total de 1200 participantes. Os jovens de 6 a 17 anos vão praticar esporte todos os dias em 14 modalidades orientados por uma equipe bem avaliada e selecionada pela UFF — disse Bergone.
O coordenador geral do programa e representante da UFF, Francisco Gilbert Barreto, fez questão de conhecer cada um dos instrutores e pediu para eles se apresentassem.
— Este programa representa o movimento de resgate do ser humano procurando melhorar a qualidade de vida dos participantes. Coletivamente podemos construir um novo território que será mudado de alguma forma — disse Barreto, em tom de motivação para os convidados, informando que todos os alunos receberão, gratuitamente, um kit de uniforme, contendo boné, camisa e bermuda.
Presente no evento, o vereador de Paraíba do Sul, André Aguiar (PROS), disse que o seu município receberá dois núcleos e beneficiará 400 crianças.
— As atividades vão acontecer no Centro Esportivo Sul Paraibano e no Ciep, do bairro Jatobá. Estou muito satisfeito e agradeço ao ministro Picciani — disse ele.
Já o representante de Mangaratiba, o vereador Edson Ramos (PMB) falou que o programa será implantado na Ilha de Itacuruçá, distrito do município: “A localidade nunca teve um projeto esportivo e agora, com a nossa solicitação, este projeto vai chegar para uma comunidade que com mais de 100 famílias. Vai ajudar muito na formação dos jovens da ilha”, salientou o vereador.
Para a vereadora Rosana Bergone (PRTB) o programa tem um grande alcance social para as crianças e adolescentes.
— Vamos ajudar a muitos deles a encontrar um caminho melhor para as suas vidas. Vamos dar ocupação e tirá-los do risco social. Farão novas amizades e aprenderão muito com o programa — disse a vereadora, frisando que todos, inclusive os pais, estão ansiosos para o início do programa. “Estou muito grata ao Leandro Cruz, ao Ministro do Esporte, Leonardo Picciani e a UFF por confiar na nossa equipe para direcionar o programa na nossa região do Sul do Estado”, completou a vereadora.
O secretário nacional de Esporte, Leandro Cruz, destacou a versatilidade do programa. “Temos grandes responsabilidades, pois o programa ajudará quem vive em uma região de risco social e aqueles que estão em conflito com a Lei a ter uma condição de vida melhor. Temos que dialogar com estes jovens”, orientou o secretário, aproveitando para destacar o trabalho dos profissionais envolvidos. “A diferença de um projeto vitorioso e o fracasso não está nos meios como ele é preparado, mas na capacitação e dedicação dos recursos humanos. O sucesso está nas mãos de cada um de nós e eu acredito em vocês”, disse Cruz para mais de 70 convidados presentes a cerimônia.
O programa do Rio de Janeiro será piloto e, de acordo com os resultados, será implantado em todo o Brasil, conforme explicou o Ministro do Esporte, Leonardo Picciani. “As cidades brasileiras devem ter o esporte como principal ação e é desta maneira, com um programa audacioso, que queremos trabalhar para que os jovens aprendam o valor do esporte”, disse o ministro, frisando ainda que o programa na capital terá início no sábado, dia 8, com atividades no Parque Olímpico para os jovens que moram em comunidade próximas à sede das Olimpíadas Rio 2016. “Queremos que mais pessoas usem, no dia a dia, o Parque Olímpico e estamos trabalhando para que ele abra todos os dias para a população”, afirmou Picciani.
Também estavam na reunião, o diretor da AGLO (Autoridade de Governança do Legado Olímpico), Paulo Márcio e Ronaldo Anquieta, diretor do programa no Estado do Rio.  Com a presença de representantes do Ministério do Esporte (ME), a previsão é de que o programa “Esporte e Cidadania para Todos” seja lançado, ainda esta semana, em Volta Redonda, em uma cerimônia na prefeitura municipal. Nesta mesma cerimônia, será anunciada a realização de uma corrida rústica no aniversário da cidade, 17 de julho, com o apoio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Smel) e realizada pelo ME.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

6 comentários

  1. Avatar

    Parabéns pela iniciativa Vereadora!! E diferente do pensamento do Marcos eu que sou professor de Jiu-jitsu posso dizer que esse é melhor caminho para jovens sim, com base em Estudo da Universidade de Tel Aviv (ISR) mostrou que crianças que passaram a praticar esportes, como artes marciais, apresentaram um maior autocontrole e disciplina, além de diminuir a agressividade. É isso mesmo diminui a agressividade! Só quem entende pode falar acerca do assunto. Parabéns Vereadora, não te conheço pessoalmente, mais só posso dizer para senhora que está no caminho certo!!! Continue assim que Deus te levará em lugares mais altos!!!

  2. Avatar

    Que Deus nos proteja 167 jovens do Degase praticando jiu-jitsu me parece muito perigoso

  3. Avatar

    Projeto do governo federal em parceria com o Estado. Vereador e prefeitura não têm qualquer gerência. Volta Redonda agradece o projeto, e estaremos de olho na prestação de contas!

  4. Avatar

    Legal, boa iniciativa.

  5. Avatar

    Parabéns Vereadora Bergone, com isso a Senhora só demonstra que não é igual a eles, e que quem está perdendo por não ter la como aliada do governo são eles… Já ouviu aquele ditado “que quem tem padrinho não morre pagão”…kkkk! Tomará que seja verdade o que as pessoas comentam de sua candidatura a Alerj!!! Pode contar comigo e minha família são de pessoas como você que nossa politica esta precisando!!!

  6. Avatar

    Não entendi nada!!!!A vereadora Bergone é a coordenadora deste programa e k Prefeito Samuca Marqueteiro não participa de nada????Nao entendi!!!
    Governo Federal e Estadual implantam programa de esportes em VR e a PMVR????Avisem o Samuca aí!!!!Alo Bergone!!Avise ao Prefeito!!

Untitled Document