quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Resende paga antecipado segunda parcela do 13º

Resende paga antecipado segunda parcela do 13º

Matéria publicada em 13 de dezembro de 2019, 14:38 horas

 


Resende – A Prefeitura de Resende depositou nesta quinta-feira, dia 12, a segunda parcela do 13º salário de todo o funcionalismo municipal. Com isso, pelo segundo ano consecutivo a atual gestão consegue fazer o pagamento oito dias antes da data limite determinada pela lei, que é em 20 de dezembro. Vale ressaltar que em 2019 a atual gestão tomou uma série de medidas que buscaram valorizar a categoria.

Todos os servidores municipais de carreira de Resende passaram a receber em maio os salários reajustados em 3%. Além disso, no mesmo mês entrou em vigor a norma que equiparou o salário base da administração municipal ao valor do mínimo nacional. Essa medida colocou fim a um processo de desasagem que já durava dez anos e atingia cerca de 1,8 mil trabalhadores que ganhavam menos que R$ 998,00. Nestes casos, o reajuste final chegou a atingir 41%. Os benefícios ficaram restritos aos funcionários concursados, sem efeito nos vencimentos do prefeito, vice-prefeito, secretários e cargos comissionados.

Além disso, em maio também a Prefeitura de Resende implantou oficialmente a Lei do Piso do Magistério dentro da rede municipal de ensino. Com isso, houve uma adequação significativa nos vencimentos dos profissionais que recebem a partir de R$ 1.051,41 dentro do concurso de 20 horas. Com a nova legislação em vigor, o pagamento passou a ser proporcional a carga horária do professor e proporciona até 33% de aumento. Ainda na Educação, os funcionários voltaram a receber benefícios que não eram pagos desde 2013.

Da mesma forma, Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias/Vigilantes Sanitários também passaram a receber o estipulado em âmbito nacional. No caso dos Agentes Comunitários de Saúde, a Prefeitura adequou o piso salarial com a lei federal 13708/18. Com a aprovação, os servidores passaram a ganhar R$ 1.250,00. Isso significa um reajuste de 25% frente ao salário atual de R$ 1.014,00.

Cartão Alimentação

A Prefeitura de Resende também aumentou para R$ 1.450.00 o teto salarial limite para definir os servidores públicos com direito ao cartão alimentação, o Green Card. A decisão foi tomada logo após a validação do reajuste salarial e da equiparação do vencimento base na administração municipal ao valor do salário mínimo nacional. Com isso, muitos funcionários estourariam o teto que era de R$ 1.160,00, que funciona como valor de “corte” para definir quem ganha o cartão.

Austeridade nas contas

Além dos benefícios citados, a Prefeitura de Resende manteve o pagamento dos salários dos servidores em dia desde 2017 até o momento. Tudo isso foi possível graças a adoção de uma política de austeridade adotada desde o primeiro dia de governo. A atual gestão encontrou as contas da prefeitura rejeitadas pelo Tribiunal de Contas do Estado e conseguiu reverter a situação em 2017, quando a Corte destacou o empenho do prefeito Diogo Balieiro Diniz em colocar a “casa em ordem”.

De lá para cá, apesar da manutenção da crise financeira no Estado do Rio e no Brasil de uma maneira em geral, a Prefeitura de Resende conseguiu avançar também na pauta com o funcionalismo público. E fez isso sem perder o poder de investimento em áreas como Saúde, Educação e Infraestrutura, por exemplo.

Prefeito Diogo Balieiro Diniz destaca que tomou uma série de medidas para valorizar servidores

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document